Parceiros e Afiliados
RPGs Parceiros
Afiliados em Geral

Pista de Dança

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pista de Dança

Mensagem por The Holy Death em Sab 02 Ago 2014, 17:46



Pista de Dança

A três quarteirões já se é possível perceber os verdes esmeraldas lasers do "Duende Bêbado". O maior centro de divertimento do mundo Bruxo e Trouxa atualmente, é um amplo local de decoração despojada e potentes emissores de sons. Assim que se entra no local é possível ver um palco ao centro de toda boate, e rodeado por uma pista de dança, onde dançarinas bailam, um animador anima a galera, um mestre de cassino grita seus números ou um Dj faz valer seus equipamentos.  Ao lado direito do palco se encontra o bar, repleto de alguma bebida verde e possuinte de todas as bebidas existentes na face da terra, e a sua frente algumas mesas e cadeiras  se espalham. Nos outros cantos da boate, poltronas e acentos largos são postos ao redor de uma mesa de centro, e atrás dos mesmos, pode-se ter acesso ao beco.
Cardápio:
Bebidas:
Rum-- G$ 10,00
Cerveja Amanteigada-- G$ 5,00 ( A unidade)
Duende Louco ( embebeda num único gole)-- G$ 13,00 ( A unidade)
Água ( com álcool)-- G$ 10 ( A unidade)
Vodka-- G$ 15 ( A unidade)
Whisky-- G$ 15 ( A unidade)
Coquetel de Frutas ( a escolha)-- G$ 35,00 ( A unidade)
Whisky de fogo-- G$ 20 ( A unidade)
Hidromel-- G$ 25,00 ( A unidade)
Champanhe-- G$ 25 ( A taça)
Vosne-Romanée-- G$ 100 ( a taça)
Richebourg Grand Cru-- G$ 250 ( a taça)
Romaée Conti-- G$ 1.500 ( a taça)


The Holy Death
avatar
Cargo : NPC


Varinha : Já ouviu falar na Varinha de Sabugueiro? Pois é, eu que criei '-'


Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por The Horcrux em Sex 15 Ago 2014, 21:12



Divirta-se

 

As mãos para o alto, corpos se movendo de um lado para o outro. Sorrisos estampado nos lábios de muitos que ali estavam. O reencontro, o começo, e talvez o fim. Alguns antigos alunos de Hogwarts estavam se reencontrando na boate. Novos bruxos que se mudaram para a região britânica também estavam ali. Ou melhor, muitos bruxos estavam ali. A Boate do Duende Bêbado estava decorada com luzes verdes, azuis e vermelhas. Haviam vários quartos, pois existia uma pousada embutida no local. Porém, aquele era o centro dos comerciantes, ou devo dizer, mercenários? Muitos falam que é apenas um boato, e outros, comparecem ao local procurando serviços.
Ao lado direito era possível ver o bar. O balcão estava repleto de copos verdes. Uma bela mulher de cabelos avermelhados gritava dizendo que a bebida era grátis. Por outro lado, alguns se esbanjavam na pista de dança. Uma mistura de música clássica com eletrônica, algo que mexesse e envolvesse cérebro e corpo. Apareça, sente, peça uma bebida, se envenene com a luxúria e mostre todos os seus lados, afinal, uma boate foi feita para isso.


Observações: Não é um mestrado em si, é apenas uma forma de interagir com os personagens e dar início a trama. Portanto, é proibido atacar. Caso alguém faça esse favorzinho de atacar o amiguinho, será inválido, e se reclamar, a tia Moon vai ficar muito zangada e vai te caçar até o inferno. <3 Postem, e assim poderei usar os seus personagens nas próximas narrações e envolvê-los na trama.  Vocês tem 30 minutos contando de agora. (21:10)


The Horcrux
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Tiffany Stockl Bradshaw em Sex 15 Ago 2014, 21:33


Sometimes I feel i've got to

Um drink a mais, um drink a menos, não faria nenhuma diferença na vida dela. Não beberia para embriagar-se, mas beberia para esquecer daquele bando de medíocres que dançavam felicidade no salão. Para falar a verdade, sabia que estava ali por algum motivo específico. A mando de Saphira, é claro. Mas seu disfarce não permitiria a mulher de tratar os outros como Rainha de Copas: naquele dia, ela era apenas Tiffany, uma professora de escola infantil que resolvera sair para beber. Dito e visto isso, a morena chegou ao balcão de bebidas grátis e, com um sorriso de canto nos lábios, levantou o dedo indicador para pedir uma dose. Uma, apenas uma, fez ela, olhando para o salão e bebericando no copo quando o líquido chegara. Era amargo, doce ao mesmo tempo, e desceu rasgando pela sua garganta, a obrigando a fazer uma careta. Realmente, não tinha nascido para isso e não seria agora que beberia às bicas. Tiffany suspirou, dando de ombros por um instante e virando seu corpo para a pista de dança, que já estava cheia de corpos suados, um se esfregando no outro. Definitivamente, detestava isso.

Seus olhos foram revirados em suas órbitas quando avistou, na multidão, alguém que gritava, bêbado como uma mula que ficou demais perto dos barris de cerveja. Tiffany sabia que aquele não era lugar para si e por vezes detestava ter de fazer o que lhe mandavam, mas a única que podia mandar nela era, afinal, Saphira. Portanto, não podia escapar de nada. Ela usava as mesmas roupas que costumava usar: pretas, discretas, um vestido colado no busto e solto pela cintura, que davam a aparência de uma princesa negra. Talvez fosse, talvez não. De qualquer forma, resolveu vestir a máscara de princesa e decidir não beber mais. Precisava ficar de olhos bem abertos.
Run away I've got to
Tiffany Stockl Bradshaw
avatar
Cargo : Professora


Varinha : Salgueiro, Fio de Cabelo de Veela, 35 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Gabi Cancheski Collin em Sex 15 Ago 2014, 21:36


Há quanto tempo? Muitos anos. Por Merlin! Eu já nem fazia mais questão de contar. Tinha sobrinhos grandes, meus primos tinham filhos e eu, bem, digamos que eu sou bem sucedida. Ainda podia me lembrar da guerra pela qual passamos, é inegável que foram momentos difíceis e que eu não tinha o prazer de me lembrar das mortes que ocorreram. Rostos que não se faziam mais presentes e que a memória não tinha pena em apagar. 

Meus cabelos cacheados e longos deram ar a um cabelo um pouco abaixo dos ombros e liso. Meu corpo, agora curvilíneo me deixava com um de adulta e eu nem conseguia imaginar os sinais da idade aparecendo. Estava feliz em ter a oportunidade de reencontrar velhos amigos e poder, talvez, conhecer novos. 

Vestia um vestido preto e básico, salto alto e usava vermelho para colorir os lábios. Algumas pessoas já estavam dançando, contudo não havia muitas pessoas por ali. Tampouco quem eu conhecesse. “Acho que já não conheço mais tantas pessoas assim...” concluí sentindo meu estomago se revirar pela falta de conhecidos. Mas, foi quando notei uma ruiva oferecendo bebidas de graça. Aproximei-me do balcão e abrindo um sorriso solicitei: – Um whiski de fogo, por favor. – ela virou-se e em pouco tempo uma dose pequena da bebida me era servida. Recostei-me no balcão admirando a pista de dança. Contudo, não me atrevi a me esbaldar na pista. Ainda não...
Gabi Cancheski Collin
avatar
Cargo : Desempregada, desamparada, dramática.


Varinha : Romeira, Pena de Fênix, 32 cm, Pouco Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Luch Cancheski Drac em Sex 15 Ago 2014, 21:49


Eu havia combinado de tirar essa noite para momentos bem íntimos com Juliana, nos últimos meses não conseguimos muitas ocasiões particulares, seja pelo trabalho ou pelas nossas filhas que estavam crescendo mais rápido do que podíamos acompanhar. Mas isso jamais seria motivo para reclamar de algo, eu amava aquelas meninas assim como amava fortemente a minha querida e eterna lufana. Um pouco mais cedo, ainda neste dia eu havia recebido um convite estranho, colorido e que tocava uma música bem baixa. Não dei muita atenção, podia apenas ser uma propaganda escandalosa como as que recebi outro dia da loja de Caldeirões. Passei o dia cuidando do jardim de casa, o que quase nunca conseguia por falta de tempo. Aparei a grama, reguei as flores e depois tomei um belo copo de limonada para me refrescar antes de tomar um banho e tirar toda a terra que se acumulava nas minhas mãos. Ju e as meninas me esperavam na mesa do almoço e lá estava aquela carta insistente, pipocando de um lado para o outro como se dançasse. Eu não pude aguentar e ri, sentando e pegando o envelope. Liv se apressou em dizer que estava curiosa com a carta e Alice aproveitou a deixa para gritar – PAPAI! PODE SER UMA BOMBA! – Eu ri e apontei a varinha para o envelope, procurando algum gatilho mágico ou coisa do gênero que pudesse ser perigoso, mas nada. Ao abrir se revelou um convite animado de uma nova boate, era algo um tanto formal, mas também bastante descontraído. Juliana suspirou e me lembrou de que hoje era nosso dia, mas como a tal festa contaria com celebridades e políticos, possivelmente minha participação fosse quase obrigatória como trabalho e não diversão. Consenti, mesmo sabendo que isso não era minha praia. – Bem, preciso me arrumar então, aqui diz que vai ser uma noite longa. Melhor eu descansar um pouco antes também. – Me levantei e dei um beijo na testa de cada uma e um selinho em minha esposa que fez Alice soltar um “eca” e as gêmeas darem risinhos. Antes de sair da sala de jantar, porém, Lori que estava quieta até então me chamou e perguntou quando poderia ir também em um lugar assim. Fiquei sem reação, pois não imaginaria deixar nenhuma delas se aventurarem em uma boate com... rapazes. Respirei fundo e apontei para o ar, um pouco acima da minha própria altura – Quando estiver com essa altura, e não menos que isso – Virei e sorri escondido, enquanto escutava um “aaaaah... Não é justo!” vindo da cozinha.

Aproveitei para descansar um pouco e acordei já bem próximo da hora da tal festa ou confraternização, que seja. Tomei um banho e vesti minhas roupas previamente separadas, desci as escadas. Alice já havia ido dormir a essa hora, Ju e as gêmeas estavam sentadas na sala vendo o que televisão, o que para alguém criado com trouxas era normal, mas para elas era uma eterna comédia de “trouxas trapalhões”, mesmo quando passavam dramas ou documentários. Me despedi de meus amores e sai de casa. Era tarde e poderia aparatar sem problemas para algum beco próximo a boate, como eu fiz. Caminhei lentamente sentindo o vento frio bater em meu rosto e tentei instintivamente escondê-lo entre meus ombros, sem sucesso. Após uma caminhada de mais ou menos cinco minutos estava na porta do evento. Uma filha longa esperava para entrar, o que claramente evitei. Cortesia de Diretor. Ao adentrar o lugar me senti perdido com tantas luzes e com o som alto. Estou completamente por fora desse ritmo. Letreiros fortes anunciavam bebidas grátis. Hoje evitaria isso, com certeza. Me desloquei cuidadosamente para o bar e sentei no último banco , girei-o para ficar de frente para a Pista de Dança, mais ao fundo do Salão e observei os dançarinos se entregando ao som. Era melhor eu me resguardar aqui, não queria levantar suspeitas e comentários maldosos de jornais como o Profeta. Em algum momento alguém importante apareceria e as coisas ficariam mais claras, pois a verdade é que não faço ideia do porquê estou aqui. Ao girar a cabeça avistei a minha digníssima cunhada, Gabi. Fazia um bom tempo que não a via. Mas que coincidência. Me levantei e fui em sua direção me sentando ao seu lado - Mas olha só quem eu encontro por aqui. A minha cunhada mais querida! - Me aproximo e a recebo com um beijo no rosto, voltando a me sentar - Como está?
Luch Cancheski Drac
avatar
Cargo : -


Varinha : Videira, Pena de Fênix, 32 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Morllin Morgan em Sex 15 Ago 2014, 22:00

Chego no local, Vestido com meu traje Formal de dança(Smoking Preto, com camisa Branca, Gravata Borboleta, Calça Cinza Escura e Sapato de Couro em cor preta.).
Dirijo me em direção ao Bar e falo:
-Que noite bonita não?
-Sim, maravilhosa, Gostaria de alguma bebida?.
Me respondeo atendente.
-Sim, adoraria uma Romaée Conti se possível. Repondo-lhe
*Pego minha taça em mãos e tomo um gole da bebida e penso "Que bebida maravilhosa essa", Olho para a Pista de dança e fico mais calmo, mais relaxado, penso em dançar mas sei que passaria vergonha, pois como um dançarino sou um ótimo cozinheiro(Sou horrível).
Morllin Morgan
avatar
Cargo : Web-Design


Varinha : Olmo, Pena de Fênix, 33 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Minho Hoss Otto em Sex 15 Ago 2014, 22:02



Entro no recinto no meio de um grupo de alunos mais velhos tentando entrar de penetra. O encontro foi feito para um grupo seleto de pessoas, eu sei, e bruxos menores não devem entrar aqui, eu sei. Com a touca do meu moletom na cabeça e, correndo, me dirijo até o banheiro, tentando resolver esse pequeno probleminha. Entro na primeira cabine vazia e checo meus bolsos. Encontro um pequeno frasco de um líquido verde e o destampo. Lembro das instruções que me deram, cada gole dessa poção de envelhecimento me dará a aparência de uns dez anos mais velho.

Após tomar uma dose suficiente, saio da cabine e me dirijo até o espelho. Estou mais forte, um pouco mais alto, também e... Caramba, será que eu nunca vou ter barba? Aliso o meu rosto como se isso ajudasse a crescer, mas estou satisfeito. Tiro o meu moletom, ficando só com a minha camisa branca e saio do banheiro, indo até a Chapelaria. Guardo a minha blusa lá e me dirijo até o balcão de bebidas.

- Um uísque de fogo, por favor - tento parecer calmo, mas caramba, eu sempre quis beber isso.
Minho Hoss Otto
avatar
Varinha : Pau-Brasil, Pelo de Acromântula, 29 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Johnny R. Fletter em Sex 15 Ago 2014, 22:03


Pista de Dança
Faltando agora poucas horas para o inicio da festa  muitas coisas ainda estavam saindo atona  algumas coisas do passado teriam que ser acertadas , acendo a luz do banheiro ainda meio tonto de sono eram apenas 18:00 da tarde o sol estava sumindo lá fora vou até meu armário que por sinal já era velho e fazia um barulho horrendo ao ser aberto, minhas pernas tremiam, mão suando, acho que isso e normal penso eu, me coloco de frente ao espelho com um sorriso em meu rosto -Vai ser uma noite incrível .
 Vejo o Dj testando seus Equipamentos, e som começa a Fluir as luzes e o Show de pirotecnias estavam iniciando, o Dj Fazia vários movimentos que animavam até a mim com todas as minha preocupações, as luzes me vaziam viajar para o Mundo encantado tudo estava tão perfeito, Um sonho pelo qual eu estava desejando a muito tempo estava a se realizar,Rever aquela que um dia teve meu coração, vejo que tudo estava tão linda e algumas pessoas que talvez fosse para eu conhecer estavam ali  vejo pessoas  rindo e Grito - Venham comemorar . E vejo  pessoas e tensas se distrair começar a dançar ao meu lado, logo em seguida
 vou em direção ao Bar e o  Bar Man ja pronto para servir o que deseja-se, Eu não ficaria fora desta - Faz para mim um Whisky duplo com bastante Gelo e limão . Observo rodar a Coqueteleira com uma habilidade e assim ja colocando em meu copo - Aqui esta senhor . Servido com um guardanapo na base para o individuo que for utilizar poder limpar os lábios após o termino. Pego meu martine e degusto olho para o Barman - Se fizer todos assim ficara rico . Sorri andando em direção a pista de dança .
 
Johnny R. Fletter
avatar
Cargo : Mercenário


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Morôni Walker C. Collin em Sex 15 Ago 2014, 22:13



Não existem más idéias. Só idéias incríveis sendo mal executadas.



Depois de muito tempo dedicando meu tempo à medicina bruxa estava precisando relaxar um pouco. Meu casamento está indo mil maravilhas, meus filhos ficam cada vez mais inteligentes e extremamente belos. A noite estava agradável, sem aqueles ventos gélidos que nesta época é mais que comum. Ainda estava no Hospital organizando alguns documentos de novas contratações de enfermeiros. Já tinha ignorado inúmeras ligações de Sookie, até que decidir mandar um sms rapidamente, dizendo que ainda estava no hospital e que poderia ir Sozinha ao Duende Bêbado e que assim que terminasse meu trabalho iria diretamente para o local. Confesso que queria largar tudo do hospital e sair correndo para o Bar, pois não é todos os dias que conseguimos marcar algum evento com todos nossos amigos sobreviventes. – Pronto deu, por hoje. – Disse ao retirar meu jaleco e pendurá-lo sobre a cadeira de couro. Caminhei até o banheiro de minha sala dei uma conferida no visual. –A dá pro gasto. Acho que todos entenderam. Ser diretor de um Hospital não é fácil - Meu trabalho costumava-se ser divertido. Mas com o tempo, percebi que estava fazendo algo muito sério. Pessoas estavam entregando suas “vidas” a mim para salvá-las e curá-las. Meus pensamentos sobre isso mudaram muito com os anos, aprendi coisas novas, como se estivesse numa escola, estudando e trabalhando ao mesmo tempo, somente com algumas responsabilidades as pessoas mudam. Bem, pelo menos para mim tudo isso já fora resolvido, já que praticamente “morava” no hospital, não chegava a ser 24 horas por dia, mas basicamente isso, tirando a hora sagrada do sono para ajudar pessoas. Desci as escadas do Hospital rapidamente, quase tropeçando nos degraus - Madalena, peça para o Orus, coordenar na minha ausência, amanhã cedo estou aqui, sem falta e aliás tem como dá  organizar minha mesa ? Está uma bagunça! – Disse sem esperar que ela respondesse. Assim que coloquei meus pés para fora do Hospital aparatei para uma rua sem movimento  perto do Duende bêbado. Retirei o celular do Bolso para mandar uma nova sms para meu amor. “ Hey gatona cadê você? Cheguei ! “ Assim que entrei na pista de dança podia ver alguns rostos conhecidos, menos da Sookie. Uma mulher ruiva, que não conhecia acabara de gritar que todas as bebidas eram de graça. – Ai sim, eu dou valor - Caminhei no Agito da música até a Gabs. Apoiei minha mão esquerda sobre o balcão e a direta sobre o ombro da Gabriela  - Heeeeey, quanto tempo loira, mudou muito desde a última vez que te vi, cortou o cabelo? Mas continua linda como sempre, Estava com saudades -  Girei a cabeça para o lado e  sinalizei com as sobrancelhas para um barmen que estava com uma camiseta super psicodélica – Um duende louco, fazendo o favor, já que é tudo na faixa – E sem delongas mirei os olhos da Gabriela.

Morôni Walker C. Collin
avatar
Cargo : Diretor Geral do St. Mung


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por The Horcrux em Sex 15 Ago 2014, 22:30



Divirta-se

 

A música estava cada vez mais alta, as bebidas circulando pelo ao local, mas, de repente, a música parou. Cinco dançarinas subiram no balcão. Trajavam shorts curtos e camisas amarradas, mostrando a barriga. A garota do meio segurava uma cartola e esboçava um malicioso sorriso.
- Você ai, não se acanhe. Venha até mim. - indagou a mulher, apontando o dedo para aquele que seria Johnny R. Fletter. Do outro lado, Tiffany tentava encontrar um pessoa, porém, a multidão a atrapalhava. Um homem se aproximou, dando um forte tapa na bunda da bela mulher. "Nossa, que isso", disse o homem.  
Luch, Gabi e Morôni se encontraram. Eram antigos alunos de Hogwarts, e agora, depois de anos após o Holocausto de Halloween, eles estavam maduros e formados. Luch olhava para os lados, reconhecendo alguns alunos e suspirando. Gabi estava animada ao ver Morôni, um grande amigo.
No outro lado estava Minho, o aluno que tinha tomado uma poção para conseguir adentrar à boate. Porém, ele foi surpreendido por uma garçonete que estava vestida de Arlequina. Ela piscou várias vezes para ele, estampou um largo sorriso nos lábios e puxou a orelha dele. - Você é um pouco estranho, não? Mas eu gosto disso, e o mestre também. - disse a garçonete ao garoto, o levando até a pista de dança e o obrigando a dançar.
A música voltava a tocar e ela aparecia no palco. Com um vestido longo e vermelho, lábios negros como pinche, Saphira Du Weldenvarden estava ali, parada e sorrindo para todos. Alguns não notaram sua presença, mas aqueles que a reconheceram, começaram a se assustar, pois há 19 anos atrás ouviram falar de sua morte. Será que realmente era a antiga Lady, ou apenas uma ilusão?



The Horcrux
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Orion E. Silthrim em Sex 15 Ago 2014, 22:36





A semana havia começado de uma forma diferente, coisas estranhas estavão acontecendo. Não que ele não estivesse acostumado, mas as atitudes de sua tutora o deixou confuso naquela noite. Pedir, ou melhor, exigir que ele fosse a um lugar, não fazia sentido algum... Ela nunca o deixava sair, porque essa mudança tão repentina? Mesmo sem entender ou contestar, ele seguiu para a tal boate, precisava encontrar alguém. O lugar não era bem o que ele esperava, haviam pessoas e barulho demais. Seria mais um teste? Cada batida da música resaltava ainda mais a falta de vontade de estar ali, até mesmo suas vestes. Calça, camisa, tênis e um casaco que ele se quer fez questão de tirar o capuz, eram completamente negros. Ele atravessou a pista e se viu parado em frente ao bar, sua expressão denunciava sua mente confusa. Passou os olhos pelo lugar até perceber a presença de uma moça que parecia sentir o mesmo que ele em relação aquele local, logo percebeu quem seria ela. Se aproximou e, um pouco sem jeito, indagou: - Tiffany? Mas antes que a mulher pudesse responder, uma coisa tomou a atenção do rapaz naquele momento, Saphira. O que ela estaria fazendo ali? Rapidamente ele voltou a olhar para moça em busca de uma resposta.
Orion E. Silthrim
avatar
Cargo : Ministro da Magia


Varinha : Videira, Pelo de Rabo de Quimera, 39 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Johnny R. Fletter em Sex 15 Ago 2014, 22:44


Pista de Dança
A quela menina trazia diversas lembraças, não sabia por que contudo fui em sua direção com um sorriso em seu rosto  -Deveriam, me reverenciar não acha ? Sorria enquanto todos pareciam nem estar por ali em minha frente, eu não sabia se a conhecia contudo seria um erro de minha parte não saber quem era ela então resolvi puxar assunto   -Estou bem mais bonito, pareço até uma outra pessoa. O olhar demonstrava que realmente eu estava mudado e que realmente ela não me conhecia, meu modo de vestir ficou mais sofisticado, perfumes e joias das mais caras possíveis eu estava dando valor ao dinheiro que estava ganhando, passava por diversos problemas pessoais, contudo não podia deixar aquilo me abalar ou demonstrar que era um fraco, sempre com um sorriso em meu rosto contornava todos os problemas como se fossem coisas desnecessárias, eu nunca cheguei perto, eu tentei compreender esse certo sentimento que me deixava mal, parecia esculpido por demônios, contudo e tarde demais para evitar, tenho que tomar uma decisão pois não poderia mais viver daquela forma que vivia.
Eu nunca cheguei perto do sucesso que almejava, agora que estou próximo, tento compreender esse sentimento que tenho dentro do coração, porem tudo que eu desejo agora e continuar subindo e subindo, não importa o que eu tenha que fazer, alguns bruxos são criaturas adoráveis e ao mesmo tempo abomináveis, com características inaceitáveis, e cheias de problemas, mas resolvi me misturar para esconder minha verdadeira face, aquilo já estava me incomodando, não conseguia sentir mais o amor, "Sera que e isso que falta em mim ?" Não importava no momento esse era o preço alto que eu teria que pagar, era pegar ou largar e eu peguei, e decidi não amar mais a ninguém, o ódio tomava conta de meu coração, apagando todos os miseráveis sentimentos que se diziam bons, eu teria que pensar apenas em meu futuro,  apenas e mim .
 
Johnny R. Fletter
avatar
Cargo : Mercenário


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Gabi Cancheski Collin em Sex 15 Ago 2014, 22:46


Eu mexia o copo em movimentos circulares. Meu olhar cobria todo o salão, já estava me sentindo um radar. O PUB ia enchendo cada vez mais e eu tinha uma leve sensação de que aquele baile não havia sido planejado sem motivo. Talvez eu não consiga explicar direito o que meu sexto sentido queria me dizer, poderia ser apenas essas coisas de jornalista que quer pegar todo e qualquer “furo”. Tive outra sensação, agora de que um líquido gelado percorria minha espinha, o que fez com que os pelos da minha nuca se eriçassem. Fechei os olhos e sacudi a cabeça como se isso pudesse me livrar daquilo. 

Uma voz masculina se aproximou de mim, senti meu coração palpitar com mais força e um tanto descompassado. Mas eu já era hábil em não deixar que meus sentimentos transparecessem. Um sorriso largo se abriu em meus lábios e beijo o rosto de Luch, meu cunhado, e depois o aperto em um abraço. Ele sentou-se e, antes que eu pudesse respondê-lo minha atenção é atraída para o lado oposto. Uma mão pousa sobre meu ombro e uma voz tão familiar quanto a de Luch se faz presente. – Morôni, meu anjo! Eu também estava com saudades. Ele pediu uma bebida e logo que a apanhou eu puxei-o pelo braço e sentei-me entre Luch e Morôni. – Morôni, lembra do Luch? – Já não tinha certeza da proximidade entre eles, então resolvi dar uma de anfitriã e reapresenta-los

Enquanto os homens conversavam e se cumprimentavam, eu acompanhei a dança das luzes que seguiam a batida da música. Moças bonitas começaram a entrar no local, trajavam roupas mínimas, só que isso não me incomodava. Eu me divertia com a música e a dança. Um homem parecido trajar roupas de garçom passou. Apoiei-me nas mãos encostando-as espalmadas sobre a mesa para chama-lo. Quando, então, meus olhos encontraram com olhos que eu não podia esquecer, pareciam tão esverdeados quanto da última vez que eu ouvirá falar dela. Meu coração descompassou novamente. Um flash de luzes me ofuscou a vista e quando eu tentei confirmar o que tinha visto já não tinha mais nada para ver.
Gabi Cancheski Collin
avatar
Cargo : Desempregada, desamparada, dramática.


Varinha : Romeira, Pena de Fênix, 32 cm, Pouco Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Lucas von Lich. Collin em Sex 15 Ago 2014, 22:49

Estava andando por uma rua meio desértica, era tarde e o vento frio batia em meu rosto, estava usando uma jaqueta de couro e calça jeans, e sempre carregando uma mochila meio velha. Caminhando até dobrar a esquina, me deparei com uma rua movimentada, havia varias pessoas entrando e saindo do que parecia um bar. Fiquei curioso, andei mais alguns metros e reparei que era realmente um bar, olhei pela janela e observei as pessoas felizes, estavam animadas e bebendo, algo muito bom devia ter acontecido com elas "quem lidera ser uma daquelas pessoas", procurei no bolso e reparei que ainda havia alguns galeões "será que funcionaria?". Andei até a porta do estabelecimento e entrei. era um lugar quente e aconchegante, havia pessoas por todo lado rindo, conversando, havia também mulheres bonitas dançando, era um lugar alegre, pelo menos as pessoas estavam alegres. Fui até a balconista, era uma mulher linda de cabelos vermelhos.
-Uma Cerveja Amanteigada por favor.
Ela foi buscar uma, passou um tempo e ela me entregou, agradeci e fui pagar quando ela rejeitou, disse que era grátis, agradeci novamente e me afastei. Procurei um lugar calmo e me deparei com uma mulher, era bonita e usava vestes negras "os últimos que usavam vestes negras eram comensais" não liguei muito.
-Dane-se.
Cochichei. Andei até uma mesa desocupada, coloquei minha bolsa de lado, retirei um livro antigo escrito a mão, gostava de livros originais, comecei a ler e as vezes bebia um ou dois goles de cerveja amanteigada. Apesar do movimento do bar, não me dava bem quanto tentava me enturmar, além de que não havia motivo para eu estar ali a não ser passar o tempo.
-Conheço ela de algum lugar.
Cochichei novamente olhando para a mulher de preto, algo me era familiar, algo que não sabia explicar. Ergui os ombros e voltei a ler.
Lucas von Lich. Collin
avatar
Cargo : Piloto do jatinho particular do The Death


Varinha : Videira, Pena de Fênix, 29 cm, Pouco Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Tiffany Stockl Bradshaw em Sex 15 Ago 2014, 22:50


Sometimes I feel i've got to

A mulher estava distraidamente observando cada rosto na multidão, tentando encontrar aquele que fora chamada para tomar conta, mas não deixando os demais saberem de sua procura, é claro. Observava sutilmente cada pessoa, desde os velhos amigos de Hogwarts até imaturos beberrões que apenas dançavam sem nenhum pudor. Tiffany revirou os olhos, claramente entediada por não conseguir o que queria de imediato. Era uma pessoa apressada, embora a paciência aos poucos se tornasse sua amiga. Ela se virou novamente para pedir qualquer coisa que pudesse ingerir, ignorando os fatos de que não viera ali para beber, mas algo muito forte a impediu. Mais um bêbado sem noção do perigo de morte, desta vez dando-lhe um tapa aonde não devia. Rápida como o gatilho de uma arma do deserto, Tiffany pegou o nojento pelos punhos e torceu até que o homem berrasse de dor, virando-se para encará-lo com uma expressão de completo tédio: - "Isso" é algo em que o senhor não está permitido encostar. - disse a mulher, sua voz aveludada muito calma para a situação. Então, soltou o homem e o empurrou com escárnio para o meio da multidão, esperando que a deixasse em paz. Porque, se não o fizesse, provavelmente Tiffany quebraria a cara dele ali, e não era isso o que fora dignada a fazer na festa.

Ajeitou o decote do vestido e se virou para a multidão novamente, tendo em vista que perdera muito dos acontecidos. Antes que pudesse sequer pensar em algo reconhecível, ouviu uma voz masculina relativamente adolescente, e dei um pequeno sorriso de canto ao olhar para seu rosto. Era, realmente, o focinho da mãe. E por falar nela, Tiffany estava começando a achar que as coisas ali estavam acontecendo muito rápido. Como uma sombra que mal chama a atenção, a mãe do garoto, Saphira, fez uma pequena aparição no palco. Parecia uma dançarina de boate com uma entonação extremamente sexual, mesmo para a idade considerada avançada por muitos. O vestido vermelho e os lábios negros a faziam parecer uma boneca, uma boneca com a alma escura. E era incrível o susto que os sóbrios tomavam com a aparição. Para Tiffany, era notável que fizessem isso, uma vez que Saphira estava hipoteticamente morta. Mas é claro que não estava. A morena, com um sorriso malicioso nos lábios e com o olhar transbordando esse mesmo sentimento, virou seu rosto para o que estava em sua frente. - Você deve ser a tal praguinha para quem me designaram cuidar. Orion, não? - disse, levantando uma das sobrancelhas.
Run away I've got to
Tiffany Stockl Bradshaw
avatar
Cargo : Professora


Varinha : Salgueiro, Fio de Cabelo de Veela, 35 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Minho Hoss Otto em Sex 15 Ago 2014, 22:52



- Estranho? Ãhn? Quem? - olho para os lados, certificando-me de que a garçonete, uma mulher mais velha e atraente, está realmente falando comigo. Quando concluo que sim, indago-me o porquê disso. Aé, uma lâmpadazinha brilha em cima da minha cabeça quando me surge a ideia , eu tô parecendo mais velho. Esboço um sorriso, pego o copo de uísque de fogo e sou guiado pela mulher que me puxa pela gola da camisa até o centro da pista.

Coloco a mão livre em volta de sua cintura e tomo um bom gole da minha bebida - Então... Hmm... Você - tento disfarçar o incômodo por ter bebido algo tão forte, acho que os adultos costumam tomar goles menores - Trabalha aqui há quanto tempo? Quero dizer... - inclino o rosto e aproximo minha boca de sua orelha - Com qual frequência faz isso? Puxa um cara tão estranho quanto eu pra dançar? - indago. Arrisco mais um gole da bebida e deixo o copo em cima da bandeja de um garçom que passa por perto.

- Aliás, antes que eu me esqueça - digo, enquanto ela vira, gira, roda, mexe o cabelo e fica de costas para mim, com o corpo bem colado ao meu - Quem é esse tal mestre? - desço as mãos pela lateral do seu corpo até alcançar o início de suas pernas. Aliso-a e me danço no ritmo da música.
Minho Hoss Otto
avatar
Varinha : Pau-Brasil, Pelo de Acromântula, 29 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Luch Cancheski Drac em Sex 15 Ago 2014, 22:55


Eu conversava animadamente com a minha cunhada, mas aparentava com certeza estar incomodado, começando pela testa levemente enrugada quando alguém esbarrava em mim e terminando com os braços rigidamente cruzados frente ao corpo. Apesar do ar tenso daquele lugar – algo não me saia da cabeça que o clima ali era estranho, a tensão podia ser cortada no ar como manteiga – Eu estava muito feliz por reencontrar a Gabi. A jornalista me ofereceu um pouco do drink que tomava, talvez Whisky de fogo, mas enfim, não aceitei. Prontifiquei-me a comentar sobre a irmã dela e suas sobrinhas – Era isso que eu ia perguntar! – Ela me respondeu. Gabi ouviu atentamente sobre as últimas peripécias de Alice e de como Liv e Lori estavam nos dando orgulho em Hogwarts e esbanjava felicidade por uma família tão animada. Afinal, tiveram de onde puxar. Descruzei um pouco os braços e me virei mais de lado, para ficar de frente com minha cunhada e conversar melhor – Bem, afinal de contas, sabe quem nos convid... – Fui cortado em meio ao texto por uma presença ilustre que surgia bem agitado já cumprimentando a ex-grifina. Era Morôni, parente de Ju e Gabi, nosso colega da época de Escola. – Mas vejam só, isso aqui tá virando um baile de reencontro dos velhotes. Como vai a Sookie? Não precisa nem dizer pois soube que vocês se casaram... Ah! E parabéns pelo emprego no Saint Mungus! – Disse sorrindo, mas ainda incomodado com algum clima estranho que parecia estar ali o tempo todo sobre meu ombro me assombrando.

Nossa conversa continuou e foi apenas pausada novamente alguns minutos depois, quando dançarinas tomaram o palco e chamaram um homem para subir. Toda a movimentação de garçonetes e dançarinas, assim como o som alto pareciam deixar todos mais ativos e agitados e eu realmente tinha problemas com isso. Girei a cabeça e respirei fundo, procurando um ponto fixo e vazio para me concentrar enquanto Gabi e Morôni conversavam animadamente distraídos. Fiquei de pé e encostei no balcão. Com a mão apoiada nele dei alguns passos não indo muito longe dos dois colegas de Hogwarts. Observei novamente o palco, apenas para ver algo que me congelou. Como todos poderiam estar calmos e distraídos quando aquela mulher estava ali em cima. Ela parecia estática, sorria. Aquilo me enojou. Continuei me afastando de Morôni e Gabi e entrei no meio do povo que se amontoava na Pista de Dança. Quando eu cheguei ao centro, me transformei disfarçadamente na minha forma animaga e andei entre as pernas das pessoas apressado até achar o canto da parede. Calmamente avancei até o palco, degrau por degrau e parei de frente para a mulher de vermelho que tanto parecia a falecida Lady. Será esse o motivo de tanto mal estar da minha parte? Algo estava estranhamente diferente ali, mas não podia me precipitar. Não com tantos inocentes espalhados.
Luch Cancheski Drac
avatar
Cargo : -


Varinha : Videira, Pena de Fênix, 32 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Orion E. Silthrim em Sex 15 Ago 2014, 23:10





Ainda um pouco confuso com a aparição de Saphira, o rapaz deu de ombros  e voltou ao que realmente interessava. - É... Sim, Orion. Pelo visto ela já espalhou o carinhoso apelido, não é? Que seja... Enquanto terminava de falar o rapaz foi percebendo o que estava a sua frente. Bela, uma bela moça. Mas como uma rosa, também tinha seus espinhos no olhar. Se aproximou do balcão, pediu uma bebida e virou-se para a pista. Pessoas rindo, dançando, aquilo não fazia parte do mundo dele... Aos poucos ía percebendo as pessoas que ali estavam, sua tutora havia falado de cada uma delas.  - Enfim, sem mais rodeios, o que viemos fazer aqui?
Orion E. Silthrim
avatar
Cargo : Ministro da Magia


Varinha : Videira, Pelo de Rabo de Quimera, 39 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Morôni Walker C. Collin em Sex 15 Ago 2014, 23:13



Não existem más idéias. Só idéias incríveis sendo mal executadas.



A música que começara a tocar eu a conhecia, meus pés estavam fazendo uma espécie de movimento involuntário juntamente com meus dedos que estavam batendo no balcão do bar. A bebida que tinha pedido ao barman, já estava servida – Obrigado – Disse ao retirar o pequeno copo das mãos do tio.  Afrouxei minha camiseta social preta abrindo os dois primeiros botões.   Sem dó e nem piedade virei o copo em uma golada só. A Bebida não era tão forte, mas a noite estava apenas começando. – Trás Mais, trás mais, passa um Whisky de fogo também. – Disse ao Carl, pelo menos era o que estava escrito em sua camiseta em uma espécie de crachá.   Olhei novamente para Gabriela e avistei Luch o novo diretor de Hogwarts ao seu lado. – Claro que o conheço, ele era o melhor amigo da Ju, e agora o conjugue, como não iria conhecê-lo. Aliás Luch, Parabéns pelo cargo também . Agora sei que a Alexie, estará em boas mãos. Agora já não sei vocês, pois aquela menina é um capetinha em forma de gente  -  Disse ao dar um tapinha nos ombros do esposo da Juliana – A estamos bem, o casamento está a mil maravilhas, parece que estamos em lua de mel ainda, se é que me entende. - Esbocei um sorriso e sacudi as sobrancelhas. - Falando nela, ela já deveria está aqui. – Disse ao olhar em meu relógio de pulso. Fiquei de observando cada pessoa que entrava no recinto com a esperança de encontrar minha mulher. “Será que aconteceu algum imprevisto? Nem responder minha mensagem de texto ela respondeu...” Em meios de preocupação o barman trouxe minhas bebidas novamente. – Valeu ai cara – A Noite estava ficando cada vez melhor, mas não para mim e para o Luch, já que agora estamos casados, pois algumas mulheres foram contratadas para animar a noite, algumas delas puxaram alguns homens para perto delas. Fiquei de conversa com a Gabriela enquanto Luch tinha tomado chá de sumiço. – Então quando irá desencalhar, vai ficar para titia mesmo? –O nosso vinculo de amizade era tão forte que esse tipo de brincadeira não iria interferir em nada.  Mas infelismente não fui respondido, pois Gabriela tinha paralisado, não sabia o motivo. Pois todo mundo sabe que sou meio lerdinho, mesmo passando anos isso não saiu de mim. – Aconteceu alguma coisa? – Disse ao colocar a mão  direita sobre o ombro da Gabs que por sinal esta gelado e arrepiado.

Morôni Walker C. Collin
avatar
Cargo : Diretor Geral do St. Mung


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por The Horcrux em Sex 15 Ago 2014, 23:28



Divirta-se

 

Do pó ela veio, e para o pó retornou. Os olhares estavam fixos no palco, assustados e incrédulos. Tiffany e Orion pareciam estranhar a repentina aparição, mas nem eles desconfiaram do que estava acontecendo. Luch por sua vez era o mais curioso, ele estava em sua forma animaga e caminhava até a dama de vermelho. Um garoto que tinha entrado na boate logo saiu, seu nome era Lucas de Mello. Morôni parecia ser um dos que não notaram o acontecimento. Seus olhos estavam cerrados, sem entender as expressões de espanto. Gabi segurou a mão de Morôni, apertando e respirando fundo. Johnny subiu ao palco, arqueou a sobrancelha ao passar por Luch e balançou a cabeça de forma negativa. A dama de vermelho esboçou um largo sorriso e fez o DJ parar a música.
- Assustados? Sério? Como são ingênuos... Vocês três ai. Sim, o antigo trio de pirralhos que lutaram contra ela. Digo, eu. - a mulher suspirou e girou no palco, voltando a sua verdadeira forma. - Taaaaraaaam! Acharam mesmo que ela estava viva? Que tolinhos... Ela morreu. E por causa de seres igual a esses três ai. Eles e mais alguns outros lutaram contra ela e sua família. Mas não morreram com os outros bruxos... Que pena.
Aquela era a sócia do dono da boate. Valquíria Coraline Babbage Schatten. Antiga subsecretaria sênior, ex comensal e atual dona de boate. Que caída, não? Valquíria desceu do palco, se aproximando de Orion que estava ao lado de Tiffany. - Garoto... eu tenho que lhe contar uma coisa. - passou as unhas no rosto dele e esboçou um leve sorriso ao ver Tiffany. - Lindinha. Acho que não nos conhecemos...
Valquíria virou de costas e estalou os dedos, fazendo a música voltar a tocar. Morôni finalmente tinha entendido e Gabi estava pálida, paralisada com o susto. Luch ficou quieto, parado. Johnny olhou para Luch e pediu para que ele se retirasse do palco, caso contrário, teria que dançar com as garotas.
Minho estava tão interessado na garçonete que não se preocupou com o que acontecia. A garçonete empurrou o garoto contra a parede, levantou a perna deixando na cintura do mesmo e sorriu. - Aquele ali, ó. O Johnny. - disse a garçonete vestida de Arlequina. Minho cerrou os olhos e tentou se afastar da mulher, mas ela colocou uma das mãos no pescoço do garoto e apertou bem devagar. - Fique ai, parado. - passou as unhas na bochecha dele e deu uma piscadela para o mesmo.



The Horcrux
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Gabi Cancheski Collin em Sex 15 Ago 2014, 23:40

Podia ouvir a voz de Morôni como se estivesse longe. Ele tocou meu ombro e me despertou daquele momento de hipnose. Eu tentei relaxar os ombros jogando-os para trás. Toquei a mão dele e sorri. Não era um sorriso caloroso, era fácil de perceber. Meus olhos já estavam em Morôni, mas minha mente continuava repassando aqueles segundos como flashback. – Vem, temos que sair daqui. – Sem aguardar a resposta dele eu já ia me direcionando para a saída levando ele de arrasto comigo. Mas, espera, onde estava Luch?! Parei olhando para os lados. Meus olhos percorriam como um radar em busca dele e não conseguia o encontrar. Até que “Tandammm” eis que surge a mulher que outrora havia ocupado meus olhos, mas não desocupava minha mente. 

Dessa vez meu coração não descompassou, mas sim, congelou. Minhas mãos estavam levemente umedecidas e eu já conseguia notar que Morôni não estava desentendido quanto aos acontecimentos. Sentia que meu sangue estava todo ocupado em ir para o coração: – Gabs? – disse Morôni. Acho que não precisava de resposta. Milhares de manchetes que eu poderia escrever passavam pela minha cabeça, mesmo eu tentando evitar. Olhei para o Morôni e só pude dizer: – M****! – Eu conhecia muita gente, conhecia mesmo, meu trabalho me proporcionava isso. Mas agora eu ia ter que conhecer mais ainda. Dei uma última olhada atrás de Luch, não consegui vê-lo. Morôni terminou de me puxar para a saída e saímos dalí.

Saio dalí com Morôni.
Gabi Cancheski Collin
avatar
Cargo : Desempregada, desamparada, dramática.


Varinha : Romeira, Pena de Fênix, 32 cm, Pouco Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Tiffany Stockl Bradshaw em Sex 15 Ago 2014, 23:44


Sometimes I feel i've got to

Ela continuou sorrindo, fazendo positivo com a cabeça instantaneamente após ouvir a resposta do garoto. - Acredito que estejamos prestes a descobrir. - diz Tiffany, indicando com o rosto para o palco, enquanto sua mestra girava. Por fim, acabou se surpreendendo ao descobrir que não era Saphira, e sim uma mulher adulta, muito bela também, provavelmente metamorfomaga.

Virando os lábios e entoando uma expressão misteriosa, curiosa contudo, ela observou a estranha mulher de vestido vermelho indicar pessoas na multidão, pirralhos, segundo ela, que ajudaram na queda de Saphira. Era incrível como pessoas assim podiam ser tão bobas, tão ingênuas. Quando o pequeno show acabou e a de vermelho desceu do palco para se direcionar à dupla, Tiffany fez questão de abrir um sorriso sincero ao receber um elogio. - Realmente, não me lembro de conhecer tão bela atriz. - fala, não estendendo a mão para um aperto. Ela nunca apertava as mãos de ninguém, e num mundo de Comensais da Morte e trevas tão escuras quanto a mais bela sombra, isso era bem comum. Tinha certeza que a estranha a entenderia. Olhando de Orion para a mulher, Tiffany limitou-se a apresentar a si mesma. - Tiffany Bradshaw. E como devo chamá-la? - seu tom cordial era deveras estranho para alguém com postura tão doce, inegavelmente perigosa. Sua mente apressada queria que perguntasse logo o motivo de ela e Orion estarem em um lugar tão meramente comum, tão podre, tão sem nenhuma ligação com os dois, mas precisou se conter. A pressa era a inimiga da perfeição, e era costume de Tiffany tentar ser perfeita até mesmo em cada passo. Resolveu, então, esperar por um sinal, um plano, uma sina qualquer do que teria de fazer, sabendo já que envolveria a praga masculina à sua frente.
Run away I've got to
Tiffany Stockl Bradshaw
avatar
Cargo : Professora


Varinha : Salgueiro, Fio de Cabelo de Veela, 35 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Bess Neliel Vengeance em Sex 15 Ago 2014, 23:49

DUENDE BÊBADO
vestindo- isso ;with- me ;lugar- I dont know.

Já fazia um bom tempo que não pisava em Londres e parecia que tudo havia mudado. Ou talvez era eu estava velha demais. Mas confesso que sentia falta da minha cidade de origem. Tinha vindo por um convite de uma velha conhecida minha que disse que teria uma espécie de encontro entre antigos alunos de Hogwarts em uma boate que era muito popular na atualidade.

Apesar de já ser quase uma idosa com os meus 38 anos amava dançar e principalmente beber, por isso não podia recusar um convite desses. Afinal, tem algo melhor do que dançar e beber com seus antigos amigos? Com certeza tem, mas isso não vem ao caso agora.
Trajando um vestido de seda azul royal frente única e sandálias Gucci, adentro o salão com um grande sorriso. Confesso que a decoração do local superou as minhas expectativas. Havia um palco onde o DJ fazia milagres com seus equipamentos fazendo com que me corpo quase adquirisse vontade própria. Podia-se ver um Cassino também o que eu achei interessante, não pelo fato de ser uma jogadora, mas sim porque eu sempre fui atraída por mestres de Cassino. Mas o que mais me interessou foi o bar e foi para lá que eu fui.
Sento em um dos bancos e olho para um dos barman’s. Então peço uma das bebidas que tinha no Menu que pelo nome seria bem forte. Chamada de Duende Louco.
O Barman me olha com desconfiança, mas traz a bebida para mim. No primeiro gole já sinto que eu iria me arrepender. A bebida desce pela minha garganta rasgando deixando um grande vazio no meu estômago e ao mesmo tempo deixando meus lábios dormentes. Então eles tinham bebidas fortes como essa. Uau! Mas não seria o suficiente para me derrubar.
Tomo mais um gole e olho para o lado, então avisto Gabi, Morôni e Luch. Ambos eram da mesma época que eu em Hogwarts. Quando decidi ir lá falar com eles a música de repente cessa e torno de cinco dançarinas sobem no balcão e começam a entreter o público, principalmente o masculino. O que faz eu soltar um suspiro de insatisfação. Nunca colocam homens sarados trajados apenas de cuecas de couro para dançar em cima de um balcão. Onde está a igualdade nesse mundo?
Quando estava prestes a xingar uma das dançarinas que quase havia derrubado o meu copo, a música volta a tocar e eu cometo o erro de olhar para a pista de dança. Então derrubo o copo e sinto minhas pernas tremerem, e não foi pelo efeito do álcool. Estaria feliz se fosse por isso. O tremor veio devido ao medo e também de excitação, porque lá parada na pista de dança estava ela. Aquela que todos pensavam que estava morta. A dama vestida de vermelho, a Lady das Trevas. Lá estava Saphira Du Weldenvarden. Sem saber muito o que fazer, olho para a Gabi e vejo-a também olhando perplexamente para a pista de dança. Então não era minha imaginação e muito menos uma alucinação de bêbada, mas quando olho novamente para a pista de dança, Saphira já não estava mais ali. Ela não tinha sumido no ar nem nada assim, apenas foi até o palco e fez com que o Dj parasse a musica. Então para surpresa de todos e um pouco de alivio também, a suposta Saphira não era ela de verdade. Era Valquíria ex-comensal que se revelou após um rodopio. Após lembrar a todos que Gabi, Môroni e Luch eram os bruxos que haviam derrotado Saphira e sua família à 19 anos atrás, vai atrás de uma garota que não era estranha, mas que eu não lembrava quem era. Então me viro novamente e após perceber que já era o Duende Louco, peço uma taça de whisky de fogo.
Pego então a taça e vou até a pista de dança onde o DJ começara a tocar novamente. Então após tomar um gole da bebida, começo a dançar no ritmo da música e ribombava em meus ouvidos.
Bess Neliel Vengeance
avatar
Varinha : Espinheiro-Negro, Pelo de Acromântula, 33 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Minho Hoss Otto em Sex 15 Ago 2014, 23:52



Rápida. Muito rápida. Em um segundo, a garota tinha as minhas pernas imobilizadas, no outro eu já não conseguia mexer as mãos que tentaram alcançar a minha varinha, em seguida, eu estava na parede com a mão dela prendendo o meu pescoço.

- Ei, há... - falta-me ar para falar de forma clara, ela está apertando meu pescoço com força - Eu não gosto muito desse negócio de BDSM, sabe? Então, se você quiser, quem sabe, me soltar... - digo em tom de súplica. Por ser mestiço, conheço essas taras dos trouxas, machucar, dominação, chicote... AH NÃO. Chicote não. Ela não faria isso, faria? indago mentalmente e monitoro suas mãos, implorando aos céus que não tenha nenhum item sadomasoquista escondido na roupa dela.

Sinto a minha face esquentar e não é por causa do arranhão dela. Alguns minutos se passaram e eu devia ter tomado a segunda dose da poção. Encolho alguns centímetros e meus músculos diminuem aos poucos, volto a ser aquele típico pirralhinho de quinze anos. Aproveitando-me do susto da mulher, tento me soltar, lançando um chute na canela dela e forçando para empurrá-la.

Onde tá a minha varinha? Onde tá a minha varinha? Tento pegá-la.

Minho Hoss Otto
avatar
Varinha : Pau-Brasil, Pelo de Acromântula, 29 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Joe Baudelaire Hategood em Sex 15 Ago 2014, 23:58


----I'm waking up, I feel it in my bones. Enough to make my systems blow. Welcome to the new age.----



19 anos depois da tão honrosa formatura, meu círculo social se dispersara. Sim, era algo bom, visto que cada um de nós se punha a fazer algo que gostava na vida. Joseph embarcara em suas viagens. Morôni começara a trabalhar no hospital. Gabi adquiriu destaque no mundo inteiro com sua coluna no profeta diário. E eu, bem. Estava em contato com o ambiente que mais gostava. Hogwarts.
Tendo assumido o cargo de professor logo após concluir os estudos, eu fora convidado por Roger Waters a assumir seu trono de diretor da Corvinal. Este, por sua vez, alegava ter cumprido seu papel na instituição, e agora iria em busca de desafios e vivências maiores para o restante de sua vida.
Desta forma, minha turma encontrava-se de tempos em tempos para colocar o papo em dia, ou ainda mais frequentemente, no caso daqueles cuja ligação interpessoal fosse maior, como por exemplo, Lillian e Luch, que seguiram também suas carreiras como docentes em Hogwarts. Exceto é claro, por Catherine. A doce e adorável Catherine, figura irrefutável do trio azul que havia desaparecido no tempo. Nem seu ex-namorado, Joseph, nem sua própria família sabia da localização da garota. Por mais que ela tenha ficado tanto tempo sem dar sinal de vida, eu não acreditava em sua morte, tinha esperanças de que esta ainda pudesse dar as caras, e petelecos na minha cabeça. Pobre Cath.
A volta às aulas se aproximava cada vez mais e eu precisava espairecer antes de enfurnar-me por um trimestre inteiro nas dependências de Hogwarts, onde minha presença seria fundamental. Não que não gostasse de lecionar, mas sentir-me preso não era algo que me agradasse muito.
Assim, eu aparatei em Londres, donde rumei para a Boate “O Duende Bêbado”, local tão perto e tão distante do mundo bruxo, uma vez que se localizava numa cidade um tanto quanto trouxa e ao mesmo tempo recebia numerosos clientes bruxos. Talvez pelo fato de a cidade sediar uma estação King’s Cross e dar passagem ao Beco Diagonal, de fato. E como era véspera de ano letivo, seria comum que houvessem turistas de muitos lugares do mundo. Trajado em uma regata branca, blazer azul marinho de risca de giz e um jeans qualquer, eu adentrava as portas do cassino, caminhando pé ante pé com os coturnos negros que bem me cabiam, sem mal perceber o clima de suspense que se instalava no local.
Teria pedido um uísque de fogo ou alguma bebida mais louvável para começar a me soltar no rescinto, mas uma figura alarmada de rostos facilmente identificados me fizeram perceber que a sobriedade deveria ser meu lema, ao menos naquela noite. E lá se vai a diversão. – Certo. Não é hora pra diversão, Joe. Alguém pode me dizer o que diabos tá acontecendo aqui? – disse, tentando regular o nível da voz, para que não chamasse atenção, imediatamente virando-me para o palco e percebendo, com assombro, a mulher que se anunciava sobre o assoalho. Era ela.



#001 | ANTIGOS | clothes| NÃO REVISEI PQ NÃO REVISO. MIM OBRIGUEM.

Joe Baudelaire Hategood
avatar
Cargo : Estudante de Hogwarts


Varinha : Carvalho, Fibra de Coração de Dragão, 33 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum