Parceiros e Afiliados
RPGs Parceiros
Afiliados em Geral

Pista de Dança

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pista de Dança

Mensagem por The Holy Death em Sab 02 Ago 2014, 17:46

Relembrando a primeira mensagem :



Pista de Dança

A três quarteirões já se é possível perceber os verdes esmeraldas lasers do "Duende Bêbado". O maior centro de divertimento do mundo Bruxo e Trouxa atualmente, é um amplo local de decoração despojada e potentes emissores de sons. Assim que se entra no local é possível ver um palco ao centro de toda boate, e rodeado por uma pista de dança, onde dançarinas bailam, um animador anima a galera, um mestre de cassino grita seus números ou um Dj faz valer seus equipamentos.  Ao lado direito do palco se encontra o bar, repleto de alguma bebida verde e possuinte de todas as bebidas existentes na face da terra, e a sua frente algumas mesas e cadeiras  se espalham. Nos outros cantos da boate, poltronas e acentos largos são postos ao redor de uma mesa de centro, e atrás dos mesmos, pode-se ter acesso ao beco.
Cardápio:
Bebidas:
Rum-- G$ 10,00
Cerveja Amanteigada-- G$ 5,00 ( A unidade)
Duende Louco ( embebeda num único gole)-- G$ 13,00 ( A unidade)
Água ( com álcool)-- G$ 10 ( A unidade)
Vodka-- G$ 15 ( A unidade)
Whisky-- G$ 15 ( A unidade)
Coquetel de Frutas ( a escolha)-- G$ 35,00 ( A unidade)
Whisky de fogo-- G$ 20 ( A unidade)
Hidromel-- G$ 25,00 ( A unidade)
Champanhe-- G$ 25 ( A taça)
Vosne-Romanée-- G$ 100 ( a taça)
Richebourg Grand Cru-- G$ 250 ( a taça)
Romaée Conti-- G$ 1.500 ( a taça)


The Holy Death
avatar
Cargo : NPC


Varinha : Já ouviu falar na Varinha de Sabugueiro? Pois é, eu que criei '-'


Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Pista de Dança

Mensagem por Johnny R. Fletter em Sab 16 Ago 2014, 00:12





 

 

Would You Love A Mosterman ? 
"Não levo rosas ao seu tumulo, pois esta viva aqui dentro de mim."

A clareza do local me incomodava um pouco, contudo a satisfação de estar ali era plausível, Acho que o show deveria continuar Valquíria de uma certa forma queria dar seu recado e eu não a impediria me coloquei a espreita do palco, podendo analisar cada detalhe e cada rosto modificando de cor, alguns bêbados não observaram o que ela havia dito, contudo seu alvo já havia sido demostrado, ela realmente guarda rancor, depois de tanto tempo lembra do rosto de cada um que lhe prejudicou
permanecia com afeição seria, não demostrava que estava feliz e nem que estava triste imparcial seria perfeita colocação sobre minha afeição -Val... Ela passou por mim como um furacão nem percebeu que ali estava,balancei a cabeça em forma de negação e me virei em direção ao bar pude ver um rapaz flertando com uma das garçonetes, ela me da me olha de uma forma que diz "Temos algo errado" Fui lentamente até ela cantarolando uma musica de minha Autoria -1,2 O Johnny quer te pegar, 3,4 Feche a porta do quarto ... Observo que por uns instantes o rapaz tenta escapar, a garçonete rapidamente o segura -Pois não ? Temos algum problema aqui ? Ponho um Sorriso falso em seu rosto continua a falar  -Que cheiro de Criança aqui, contudo não vejo nenhuma não em meu caro ? Falando diretamente para o rapaz que ali estava preso pela garçonete - Vamos conversar rapaz, tem algo a me contar ? olha fixamente para o rapaz .   

 
Vou desenhar seu FIM.
  

 Copyright © 2013 All Rights Reserved for Lilah 
Johnny R. Fletter
avatar
Cargo : Mercenário


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Orion E. Silthrim em Sab 16 Ago 2014, 00:13






A expressão de seu rosto era vaga, um tanto confusa. Revirou os olhos e suspirou, apoiando uma das mãos no balcão. Estava incrédulo com a apresentação. Por um breve momento seu coração quase rasgou a pele e saiu do corpo, e por outro, ele quase parou de bater com o tamanho da irritação. Orion entortou os lábios, arqueou a sobrancelha e mordeu o lábio inferior, sentindo a mão da mulher em sua face. Se tinha algo que ele não aceitava, era que um desconhecido tocasse nele. Sua tutora o criou de forma rígida, o protegendo de tudo e todos. Ele olhou para Tiffany e respirou fundo, logo abaixando a cabeça. - - Por que isso só acontece comigo? - riu e pigarreou, colocando uma das mãos no ombro de Valquíria. - Não faça mais isso, é estranho. Por que fez isso? Quer me matar do coração, desgraçada?
Virou de costas para ambas mulheres e sentou no banco, pedindo uma bebida ao garçom. Ele estava cansado. Não conseguia entender o motivo de estar ali e muito menos com uma louca tocando seu rosto. Olhou para o lado e viu duas pessoas indo embora, e foram as que a ex-comensal acusou. Seria verdade? Eles teriam tentado matar Saphira? Orion respirou fundo e deu um longo gole na bebida, deixando o copo vazio. Levantou-se e caminhou até Tiffany, passou uma das mãos no cabeço e segurou a mão da mulher. - Ela veio pra cuidar da praguinha da mamãe... Então, você não deve interromper o serviço. É falta de educação, moça. - esboçou um falso sorriso e levou Tiffany para a pista de dança. Revirou os olhos, bufou e olhou fixamente para ela. - Quem eram eles? Eles tentaram matá-la? Isso é verdade...? Estou confuso. Ela nunca me conta as coisas... - engoliu a saliva e arqueou a sobrancelha.
 
Orion E. Silthrim
avatar
Cargo : Ministro da Magia


Varinha : Videira, Pelo de Rabo de Quimera, 39 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Luch Cancheski Drac em Sab 16 Ago 2014, 00:19


Eu observava toda a cena com olhos felinos, preparados para o ataque. A mulher de vermelho não era Saphira, não podia ser. Meus pelos de gato estavam todos eriçados e o rabo também. As unhas de fora e prontas para se enterrar na pele de quem estivesse ali. Como eu imaginava, não era a falecida Lady e sim uma das sócias do bar. Marketing barato? Será? Ela começa um discurso e expõe a mim, Gabi e Morôni como as pessoas que enfrentaram a Lady e são culpados de sua derrota, o que na verdade é uma meia-verdade. Mas para quem será que ela estava nos expondo? Haveria ali alguém interessado em nossas cabeças? Acabei baixando a guarda e fui surpreendido por um homem que disse que eu tinha que sair dali ou dançaria com as mulheres. Como ele me notou? Enfim, acelerei na direção da multidão e me misturei, transformando de novo em humano. Ajeitei a minha roupa e caminhei lentamente em direção ao bar procurando Gabi e Morôni, mas eles não estavam mais ali. Para onde será que foram? Ergui a cabeça e por um segundo parecia perder o controle, estava me desesperando. Avistei novamente a estranha mulher do palco e ela estava acompanhada. Me aproximei devagar do grupo e marquei bem aqueles rostos, pois algo me dizia que ainda iria ver eles em algum lugar. Sejam quem for eles, Gabi e Morôni não estavam em sua companhia. Abaixei a cabeça e passei por um grupo agitado de pessoas comentando o ocorrido. A saída estava próxima, apenas precisava apressar um pouco mais o passo e logo estava fora do recinto.

Luch sai dali.
Luch Cancheski Drac
avatar
Cargo : -


Varinha : Videira, Pena de Fênix, 32 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por The Horcrux em Sab 16 Ago 2014, 00:39



Divirta-se

 

Valquíria revirou os olhos e desapareceu em meio a multidão. Luch, que estava perdido, notou que seus amigos tinham ido embora. Andou pela multidão, dando tropeços em alguns pés e logo saiu da boate. Orion parecia instável, indignado com a apresentação de Schatten. Joe tinha acabado de chegar por um lado, e Bess estava parada do outro. O diretor da Corvinal arqueou a sobrancelha e caminhou até Minho que estava sendo cercado por Johnny e a prostituta. Joe balançou a cabeça em sinal negativo e puxou o braço de Minho, o fazendo se afastar dali e mandando ele ir embora. A garçonete cerrou os dentes e, antes que Minho pudesse ir embora, deu uma dentada em seu ombro. Bess dava alguns passos, mas não para frente, e sim de costas. Esbarrou na garçonete e a fez cair, mas logo se desculpou e franziu o cenho. Johnny deu alguns passos para o lado e voltou para o bar, arrastando a garçonete pelo cabelo. Tiffany estava na pista de dança com Orion, e o garoto não conseguia parar de pensar no que a ex-comensal tinha dito. Aquilo o perturbaria por dias.
Minho correu para o outro lado da boate, colocando uma das mãos em seu ombro. Ao olhar para a mão notou que tinha sangue. Mordido por uma lobisomem. Tiffany não estava feliz, e ainda não tinha entendido o motivo de estar ali, porém, dois homens se aproximaram e deram uma raquetada na cabeça de Orion, o fazendo cair. A mulher se aproximou dos capangas e deu uma surra em ambos.


Ps: Podem sair se quiserem. Minho, você acabou de ser infectado pela licantropia. É isso, obrigada por terem vindo, liguem qualquer dia no mesmo canal, e talvez no mesmo horário. Beijo do Gordo.  



The Horcrux
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Tiffany Stockl Bradshaw em Sab 16 Ago 2014, 01:01


Sometimes I feel i've got to

O caos parecia ter se instalado em um momento de tensão. Tiffany ergueu uma das sobrancelhas ao ver a estranha mulher sumir na multidão, não lhe respondendo. Deu de ombros enquanto encarava Orion, que no mesmo instante pegava em seu braço, a puxando para o meio da pista. Ela não conseguia adivinhar o que iriam fazer ali, principalmente porque não gostava e sequer queria dançar. Mas o homem perguntou sobre as pessoas que deixavam o local, fazendo Tiffany sorrir friamente. - Eles? Ninguém importante. Foram apenas bons alunos que sempre lutaram contra a magia das trevas, bons moços, os protagonistas de uma história que sempre tem um final ruim. Eles só não sabem disso ainda. - seu sorriso era de puro sarcasmo, mas precisava admitir que de pouco sabia sobre as pessoas que saíram. Não eram de sua época, de qualquer forma.

Tiffany observava a porta de saída quando algo a surpreendeu. Já não estava em seu melhor humor, provavelmente chamada ali para motivo algum, e seu humor acabava de piorar com o fato de que dois misteriosos homens chegaram por trás de Orion e lhe deram com uma raquete na cabeça. Vendo seu sangue ferver, a mulher chegou perto do primeiro e lhe atingiu um soco de baixo, pegando o queixo. Isso o deixou desorientado o suficiente para ela atacar o outro, ignorando as regras de combate limpo e deferindo-lhe um forte chute no baixo ventre. Vendo que este estava no chão, urrando de dor, Tiffany o acertou com o joelho na cabeça, derrubando-o no chão. O outro homem, que se recuperava do soco no queixo, foi atingido fortemente na barriga, e aproveitando-se da curvatura de seu corpo, Tiffany também o chutou. Então, rápida, deu uma rasteira em suas pernas e o deixou no chão. Quando levantou, pegou Orion pelo braço e piscou para ele. Fazia tempo que não lutava e diria que aquilo não era nada, mas pelo menos tinha sido alguma coisa. Ainda queria descobrir o que diabos faziam ali, mas foi obrigada a se dirigir para a saída, levando a "praguinha da mamãe" consigo.
Run away I've got to
Tiffany Stockl Bradshaw
avatar
Cargo : Professora


Varinha : Salgueiro, Fio de Cabelo de Veela, 35 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Johnny R. Fletter em Sab 16 Ago 2014, 01:09





 

 

Would You Love A Mosterman ? 
"Não levo rosas ao seu tumulo, pois esta viva aqui dentro de mim."

Já estava a ficar exaltado com o menino, quando meu sangue ferve não e boa coisa ficar por perto, com os olhos vermelhos estava a encarar o menino -Você acha que consegue se esconder ? Eu sinto seu cheiro de longe Criança. Jogo o copo no chão causando uma pequena confusão, contudo estavam prestando atenção mais em Valquíria do que em suas próprias vidas, olhei para homem que se aproximava colocou a mão no braço esquerdo do menino e antes dele ser puxado para distante susurrei em seu ouvido -Cuidado quando for dormir garoto. Não esperava aquilo logo em seguida veho a garçonete acentar os dentes nas costas do menino -O que pensa que esta fazendo ? Com o cabelo da garçonete em minhas mãos olhando dentro de seus olhos -Aproxima vez sabe qual vai ser seu destino não é ? Me de licença . Empurrei ela lateralmente -Acho que já esta bom por hoje . Vou em direção a saida encarando um por um .
Saio do Local . 

 
Vou desenhar seu FIM.
  

 Copyright © 2013 All Rights Reserved for Lilah 
Johnny R. Fletter
avatar
Cargo : Mercenário


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por The Horcrux em Sab 16 Ago 2014, 09:04



Encerradas

Postagens encerradas. Todos os personagens foram retirados do local.


The Horcrux
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por The Holy Death em Sab 23 Ago 2014, 21:04



De volta ao passado


O Duende Bêbado encontrava-se mais resplandecente que nunca. Era possível ver suas luzes e letreiros a sete quarteirões e sua fila ia ao dobro disso. Na porta da boate, dois seguranças que mais pareciam trasgos selecionavam as pessoas que entravam e saiam, barrando sempre os menores, sem exceção. 
Da porta, a música alta, ainda não no tema da festa, era escutada e as mascaras, mesmo que escondendo o rosto daqueles fantasiados de anos 80, indicavam uma ansiedade. 
Caminhões e mais caminhões entravam no local com algumas bebidas verdes brilhantes e pelas fendas do local, se era possível perceber o que acontecia ali dentro: O local estava todo enfeitado com luzes coloridas e no palco central, já cercado por centenas de pessoas, dançarinas dançavam juntamente a um animador fantasiado de duende. 
As lampadas piscavam, o cheiro de alco era forte e a neblina artificial permitia que a luz dos canhões laser viajasse por todo local de uma forma esplêndida. O Dj Bolinha de Queijo Neto, tocava:
 https://www.youtube.com/watch?v=ViwtNLUqkMY&list=PL4tcKUPh7XXhMmYPQhvr6ZCbL1AvXtqN-


Atenção: Alunos devem deixar claro em suas narrações como burlaram os seguranças para entrar no local. Interação entre players e postagens múltiplas são válidas. Ataques proibidos. Pague seu consumo. Boa festa, volto daqui a um tempo para o inicio do tema.


The Holy Death
avatar
Cargo : NPC


Varinha : Já ouviu falar na Varinha de Sabugueiro? Pois é, eu que criei '-'


Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Mikael Schneider Bosmark em Sab 23 Ago 2014, 21:33

Coordenava as entradas enquanto organizava a festa... minha noite não podia querer mais do que já estava acontecendo. Para começar, a bebida verde que o bar comercializava ficou ruim hoje pela tarde e eu levei uma bronca daquelas da Schatten, e depois do mestre que fez questão de me rumar um prato de porcelana. Agora, havia descoberto que havíamos mandado mais convite Vip do que o previsto e eu já sentia minha cabeça cair no chão, após se desconjuntada pelo mestre.
- Senhor, as dançarinas estão reclamando do ritmo do DJ!- Falou meu assistente enquanto eu observava a segurança.
- Mande-as parar de dançar e ir para outra casa de show melhor! Elas jamais acharão uma casa de shows tão requisitada quanto o Duende Bêbado!
O assistente logo assentiu e se afastou, enquanto eu com meus pergaminhos observava as demandas de bruxos e trouxas no local e batia o pé de acordo com a música.
- Trabalho, para que te quero?!
Mikael Schneider Bosmark
avatar
Varinha : Azevinho, 30 cm, flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Diogo von Lichtenstein em Sab 23 Ago 2014, 21:51


Diogo estava realmente impressionado por ter reencontrado uma ex-colega de Hogwarts depois de tantos anos. Catarina era o nome dela e isso ele lembrava bem, graças aos traços orientais e uma beleza inconfundível da corvina. Depois de toda aquela maldita confusão na Grã-Bretanha alguns anos atrás el...

Há! Por acaso, quantos anos se passaram mesmo? ... Enfim, quem se importa...

Ele não via a mulher tem muito tempo, quando decidiu simplesmente “investir na vida” e sumir. Depois de inúmeras viagens ao redor do globo, o não-mais-tão-jovem-Diogo desembarcou – de sua vassoura, aliás – em Londres. Havia deixado para trás muito da lembrança de sua casa em Roma e das perdas familiares, como as mortes de sua mãe, pai e irmão gêmeo. Ao mesmo tempo em que lamentava tudo que se foi, ele também tratou de aproveitar tudo o que chegou, como sua herança, por exemplo. E como aproveitou! Eu podia ficar narrando todos os fatos desses vinte anos de viagem (ou seriam dezenove?), mas o foco desse texto é contar mais sobre o que aconteceu nesse tal, Baile de Máscaras.

Diogo havia reencontrado sua antiga amiga de Hogwarts por um grande acaso. Acabou esbarrando na mulher e os convites para a mesma festa caíram no chão da calçada. História clichê, admito, mas quem pode julgar? As mais rentáveis assim o são. Papo vai e papo vem e os dois resolveram sair para tomar um chá. Devemos admitir que um chá da tarde não é tempo suficiente para colocar tanto tempo de distância em dia e então um convite surgiu. Por que não iriam juntos naquele tal Baile que foi um dos motivos de se reencontrarem? (Não, na verdade foi o esbarrão, besta).

Alguns dias e mais algumas horas depois, podemos partir para os “finalmentes”. A hora exata do início do baile, no local exato. E lá estavam os dois, chegando juntos e ainda tentando buscar recuperar a intimidade que tinham antes. Ao menos era o que o bon vivant do von Lichtenstein tentava, mas creio que talvez não seja tão fácil.

- Vice-Diretora de Hogwarts, vejam só. Está mesmo entrando no sistema para ficar. Aquilo deve ser muito parado. – Diogo ajeitava o cachecol enquanto falava e fazia vapor condensado sair de seus lábios, graças ao frio. Resolveu colocar as mãos de luvas no bolso. – Eu sou um pouco mais hiperativo do que o necessário para cargos tão burocráticos.

Catarina realmente podia até estar entediada com o trabalho, quem sabe? Mas Diogo não entendia nada daquele assunto e com certeza não podia falar nada sobre tal, porque trabalhar não era do seu feitio.  Não mesmo. Os dois caminharam calmamente rua abaixo em direção ao local do evento. Era engraçado, para não dizer trágico, como os dois eram os únicos ali que não estavam vestidos apropriadamente para a ocasião. Roupa dos Anos 80? Patético. Máscaras? Não, obrigado. Não era difícil imaginar o que aconteceria quando tentassem entrar na festa.

Uma “muvuca” do lado de fora podia ser vista de longe e se formou segundos depois da chegada do casal. Era possível ver Diogo levantando o dedo em um discurso de quem não tem direito de nada e tentava negociar mesmo assim. Se chegarmos perto da situação podemos até ouvir um pouco das suas palavras – “... E esse tratamento? deplorável, insustentável, e qualquer outro ‘ável’ que se aplique a esta situação. Grandes sinais de que o evento não é bom. Olhe a gravata deste segurança! Está amarrada da forma errada. Não, não. Completamente equivocada!” – E apontou bem próximo da gravata, fazendo um olhar de desprezo e depois um sorriso debochado. Pois bem, a resposta a arrogância foi um tabefe na mão de Diogo por parte do segurança, que aliás, era muito mais alto e gritou – “Ora seu!”

E agora, mesmo de longe um grande burburinho só aumentava de volume.
Diogo von Lichtenstein
avatar
Cargo : Diretor da Lufa-Lufa e Professor de Mitologia


Varinha : Teixo, Pena de Hipogrifo, 33 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Tristan Caleb Tweedracht em Sab 23 Ago 2014, 21:51



Eu estava me sentindo deslocado e bem perdido fora do orfanato. Sim, eu estava acostumado com a solidão e com ser considerado esquisito. Sem contar as cinco famílias que já tentaram me adotar - mas me devolveram. Ser renegado parece ser comum em minha família, afinal até mesmo meu pai era um exilado e eu nem ao menos sei o porquê. Meus pensamentos devaneavam em meu pai enquanto ajustava o nó da gravata e dava uma boa olhada na minha única roupa sob medida, única veste decente. Peguei a máscara que estava em cima da pia e coloquei no rosto, me sentia bem melhor sem ser identificado e na verdade era mais por isso que eu estava indo para este lugar tão... luminoso.

Adentrei por entre a porta desviando de algumas pessoas e por vezes sorrindo para expressar confiança, a verdade era que eu não conhecia ninguém e não sabia ao certo se queria conhecer. Caminhei até o bar e pensei um pouco antes de pedir a bebida, já que a variedade de bebidas que iam confundir o meu cérebro em alguns goles era enorme.

- Ei, rapaz o que vai querer? Vamos, não tenho o dia todo! - Observo o ancião incrédulo por estar falando daquela maneira comigo, mas relevei. - Vodka. - sibilei. Ele fez cena de indiferença, paguei a bebida e tentei discernir aquele ritmo que parecia pop e rap, com bastante balanço. Talvez eu conseguisse dançar, mas não aquele ritmo e não antes de mais copos de vodka. Simplesmente permaneci sentado no banco alto do bar, com uma perna solta no ar e a outra apoiada no descanso de pé da banqueta. Olhei em volta...
Tristan Caleb Tweedracht
avatar
Cargo : Estudante


Varinha : Lima-Prata, Fio de Cabelo de Veela, 31 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Mikael Schneider Bosmark em Sab 23 Ago 2014, 22:04

Observava o movimento quando um acontecimento deveras estranho tomou minha atenção. Um homem havia sentado no balcão e pelos seus trajes e como se portou após uma grosseria do Barman, era claro que não possuía dinheiro para estar ali. Fiquei sério e me aproximei do homem enquanto ajeitava minhas vestes.
- Espero que tenhas dinheiro para pagar a bebida!- Falei em um tom arrogante e frio.
Fiquei em pé olhando para o homem enquanto as pessoas passavam e olhavam, algumas riam, outras se espantavam, os seguranças apenas ficavam a espreita. O barman riu e ficou a observar o homem.
Mikael Schneider Bosmark
avatar
Varinha : Azevinho, 30 cm, flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Kenneth H. Herondale em Sab 23 Ago 2014, 22:07

kenneth herondale
uma noite como qualquer outra

Já se encontrava devidamente vestido quando desaparatara por entre o beco que se localizara a duas quadras de seu real destina. As ruas estavam movimentadas, percebeu ele por entre as sombra que se ocultava. Ajeitou a mascara assim como a gravata e seguiu de encontro ao movimento, misturando-se ao publico. O publico era muito diverso, percebeu ele, mas nenhum rosto se familiarizou. Vagarosamente, com um certo receio, ele se aproximou do local. Respirava vagarosamente, pensando o que essa festa traria, uma vez que o nome já não tinha uma bia índole. “Duende Bêbado” sorriu ele de forma irônica. Quando já se encontrava próximo à entrada, fora então barrado por dois ‘gigantes’ de palito, suas faces eram semelhantes a de trasgos, percebeu o rapaz, porem procurou não mencionar. Tomaram o bilhete que ele trazia no bolso e permitiram sua passagem sem qualquer resistência.

O corredor a seguir era um pouco escuro, e a musica era extremamente alta “um tanto quanto engraçada” pensou ele. As portas então se abriram e ele verdadeiramente adentrou a festa. De inicio obrigou-se a fechar os olhos devido aos diversos canhões de luzes direcionados em direções aleatórias, mas logo pode visualizar tudo de uma melhor maneira. Ao centro, por entre a pista redonda um grande tumulto de garotas se encontrava, algumas dançavam, outras apenas se balançavam feito samambaias ao vento.

Procurou o que mais se parecia com um bar, e para lá seguiu, abrindo espaço por entre a multidão. Recostou seu corpo sobre o balcão e falou. – Rapaz. – O Barman não o olhou inicialmente, mas logo se direcionou para seu encontro com a seguinte pergunta. “O será para hoje, senhor?” Kenneth observou o que estava escrito por entre o cardápio de bebidas, sentindo a pequena duvida inicial. – Vocês misturam? – O barman o olho com duvida. – Faça assim, coloque um pouco de rum e vodka, depois misture algo doce para quebra o gosto. – Antes mesmo que pudesse ser questionado Kenneth falou. – Vamos lá, é algo exótico, estamos numa festa. Quero me divertir, você não vai me impedir, certo? – Ainda duvidoso o barman se convenceu de que deveria atender a aquele pedido, retirando-se.

Kenneth virou-se para contra a pista voltando a observar no aguardo de sua bebida. Talvez deve-se se divertir, ou devia só tomar algo e se retirar dali? Não demorara minutos e o copo deslizou por sobre o balcão ate se encontro, num movimento rápido ele o tomou em mãos, quase permitindo que caísse ao chão. Sorrio para aquele que o atendera deixando 50 galoes sobre o balcão.

A bebida estava perfeita, notou ao levar a boca. Aquele doce gosto induzido pelo rum, a forte porcentagem do álcool existente na vodka e a bebida doce que impedia que um gosto ruim lhe tomasse os lábios.


Kenneth H. Herondale
avatar
Varinha : Nogueira, Pena de Fênix, 33 cm, Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Philipp B. Shacklebolt em Sab 23 Ago 2014, 22:09


Maybe tonight ...

A hora passava depressa, não estava ansioso, mas a animação dela deixava-o desconcertado.
Deslizava os olhos para o relógio, uma... duas... três, mil vezes. Suas pernas agora balançavam de forma impaciente. Fitou o teto e fechou os olhos tentando manter a calma. Seus dedos tamborilavam por cima da madeira velha.
Um perfume doce invadiu seu espaço e um singelo sorriso surgiu do canto de seus lábios e com entusiasmo seus olhos abrirão e fitarão a mulher e com um estalar na linguá, ele proferiu aquelas palavras - Magnifica! - colocou-se de pé e aproximou-se com calma até a mulher, tocou a mão direita da mesma e a trouxe até os lábios, depositando ali um calmo beijo. Girou-a sobre os calcanhares e a fitou de cima a baixo, logo a parando de frente para seu corpo e depositando um beijo terno em seus lábios.

...


De onde estavam até o destino não era muito longe, e ao invés de utilizarem da magia, utilizarão de uma espaçosa limousine trouxa. A noite estava radiante, e tudo parecia realçar.
Sienna retirou de sua bolsa duas máscaras, deslizou sobre o rosto do Ministro, aquela que o pertencia e em seguida fez o mesmo com a sua. Ajeitou as mechas de cabelos solta sobre o ombro e segurou as mãos do homem, e assim juntos entrarão no Bar Duende Bêbado.
Os olhos apreensivos do Ministro ia de um canto a outro do salão, procurava rostos conhecidos, mas sem sucesso. Não era muito fã desses tipos de evento mais sua noiva, ou melhor, namorada o convencera de que é bom para imagem do mesmo, e assim foi feito. Lá estava ele, agora sendo levado para o meio da pista, onde ambos iniciaram uma dança.


...you regret.

Philipp B. Shacklebolt
avatar
Cargo : Ministro da Magia


Varinha : Aveleira, fibra de coração de dragão, 19cm, flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Tristan Caleb Tweedracht em Sab 23 Ago 2014, 22:14



Revirei os olhos ao notar um homem interessado no problema dos outros, mais especificamente nos meus pelo que percebi. Observei suas vestes, era óbvio que deveria ser de família rica ou pelo menos média. Eu não ligava de não ter família, mas me incomodava um pouco saber que eu tinha cara de pobre, se é que existe isso - mas foi o que pareceu quando o rapaz perguntou aquilo arrogantemente.

- Com todo respeito, não acho que todos os bruxos do planeta limpam seus narizes com dinheiro. - levantei as sobrancelhas, dando um gole de vodka. - Mas também não saio por aí perguntando sobre a situação financeira de ninguém. Senhor... ? - indaguei o nome dele, sabia que estava em desvantagem no lugar sem conhecer ninguém, e não era hora de dispensar a única pessoa que chegou perto de mim nesta noite, ainda que fosse alguém que não tenha me agradado.

Tiro alguns galeões do bolso e dou ao barman, - Um Whisky de Fogo para mim e a bebida de preferência deste ... amigo? Sim, deste amigo ao  meu lado. - Deixei o copo vazio de vodka sobre o balcão e voltei a olhar desinteressado para quem dançava loucamente ali.
Tristan Caleb Tweedracht
avatar
Cargo : Estudante


Varinha : Lima-Prata, Fio de Cabelo de Veela, 31 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Mikael Schneider Bosmark em Sab 23 Ago 2014, 22:26

Aspirei e logo liberei o ar com uma raiva clara em meus olhos. Logo, sorri e olhei para o Barman com uma tal superioridade e franzi a testa fazendo um sinal claro de economia de álcool na bebida do homem. Logo virei-me e de costas disse ao barman:
- Verifique a validade destes galeões!- Gargalhei.
Andei alguns passos me afastando do bar e fui em direção a uma muvuca na entrada do bar. Um casal fazia questão de entrar e criticava os meus "armários" com a maior cara de pau. Olhei para eles de cima para baixo e disse aos seguranças:
- Descarta!
Logo os seguranças carregaram ambos, Diogo e Catarine, e os rumaram contra uma lixeira. Fiquei a observar as pessoas.
Mikael Schneider Bosmark
avatar
Varinha : Azevinho, 30 cm, flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Catarina R. Arathorn em Sab 23 Ago 2014, 22:29


Voltar as normalidades talvez fosse a tarefa mais fácil que ela teria de realizar naquela noite, por onde deveria prestigiar um baile na companhia de um antigo amigo que não via há anos, mesmo sabendo que a intimidade, talvez, tivesse se perdido. Muitas coisas haviam acontecido desde seu último ano em Hogwarts, sejam elas boas e ruins. Catarina amadureceu, talvez mais rápido que deveria, ação que seu amigo parecia não ter realizado; Como havia demonstrado no pequeno encontro realizado no centro de Londres.

Como sempre, ele estava adiantado e ela na hora exata no ponto de encontro marcado para que ambos descessem a rua em direção a boate. As bochechas coradas de Catarina, por causa do frio, em uma tez pálida, escondiam um olhar perspicaz e com certo ar de censura. – Hogwarts não é tão entediante quanto parece. -  Ela fez um movimento com os ombros, casualmente e colocou as mãos desnudas dentro dos bolsos do sobretudo que usava, que escondia sua roupa por debaixo.

Estranhamente todos no local haviam, de fato, comparecido com aquelas roupas esdrúxulas de uma época passada, assim como máscaras em seus rostos para esconderem a vergonha de trajarem tais roupas.  E no tempo que Catarina analisava os convidados da tal festa, se perdendo em seus próprios pensamentos, não demorou muito para que percebesse a confusão que estava se formando, e como sempre, o culpado se tratava de seu amigo.

Ela balançou a cabeça negativamente, desaprovando a reação infantil do homem a sua frente, que tentava entrar na frente de todos e ainda por cima havia arrumado uma briga grande com o segurança, ainda maior do que ele, com certeza um meio gigante. Sir...Começou Catarina, assim que um homem tentou colocar as mãos em cima dela. – Sou convidada de honra pocilga, procure meu nome nesta lista. – Ela colocando-se na frente de Diogo, o empurrando para trás e entregando os dois convites que indicavam a presença VIP, juntamente com o nome de ambos, forçando um falso sotaque britânico, já que era de ascendência francesa. Rapidamente seu nome foi encontrado, assim como o de seu amigo.

-Agora, saia da minha frente, abra a porta e arrume essa maldita gravata, ou eu arranco ela juntamente com seu pescoço. – Abriu um sorriso de triunfo nos lábios, com uma expressão ameaçadora, mas uma voz calma, serena, perturbadora. Seus olhos fitavam friamente nos dos seguranças, como se tivesse os julgando e os analisando. Antes mesmo que pudessem falar algo, ou seu caro amigo expressar alguma reação debochante, ambos haviam conseguido entrar sem nenhum problema aparente.

- Monsieur, você perdeu todos os modos que eu te ensinei, não? -
Ela retirou o sobretudo que usava, entregando na mão de um garçom qualquer, que lhe devolveu uma pequena ficha com um número, deixando a mostra suas roupas negras e nem um pouco parecida com aquelas que os outros usavam. Além de serem os únicos naquela festa sem uma máscara, o que deixava a situação um pouco desconfortante...Para os convidados.

- Então, soube de suas viagens, uma pena que não pode me visitar em Singapura. Você teria odiado. – Soltou uma leve risada, quase imperceptível. – Espero que não tenha vontade de dançar, meus gostos musicais são...diferentes.

Catarina R. Arathorn
avatar
Varinha : Cerejeira, Pêlo de Rabo de Quimera, 25 cm, Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Mandy Frances Dent em Sab 23 Ago 2014, 22:43

The Game



Eu estava entediada, faminta, e com dor de cabeça. Lembrava-me dos acontecidos no consultório e começa a rir. Desaparatei com Orion em frente a Boate que ele havia dito. Mas, antes de chegarmos lá, tivemos que nos vestir a caráter. Algo que me deixou irritada, pois ele colocou apenas uma máscara. Festa dos anos 80, com máscaras, por que não?
Tirei as mãos do corpo do garoto, arqueei a sobrancelha e olhei para o segurança. Um homem alto, robusto e amedrontador. Respirei fundo, mordisquei o lábio inferior e dei uma piscadela para ele, passando os dedos em seu peitoral. - Olá... - segurei a mão de Orion e o puxei para dentro da boate. Trajava um vestido vermelho com detalhes pretos, colado ao corpo, e sapatos altos. O cabelo estava cheio, com um belo laço preto amarrado para segurar a franja. O lugar era grande, com luzes piscando para todos os lados. Cerrei os olhos, soltei a mão de Orion e caminhei até o balcão. Debrucei-me, levantando um dos pés e olhando fixamente para o barman. - Duas doses de Whisky, por favor. - passei a ponta da língua no lábio inferior e olhei o homem que estava ao meu lado. Pendi cabeça, entortei os lábios e sorri. - Professor Ken? - Logo avistei Orion um pouco para trás e fui até ele, o puxando pela blusa e levando até o balcão. - Você quis vir aqui, agora, vamos comer e beber, okay? Okay. - passei as unhas na máscara de Orion, sentei numa das cadeiras e esperei o barman trazer as bebidas.
Ajeitei a máscara negra que estava em meu rosto e olhei novamente para quem desconfiava ser o professor. - Ou não. Você tem o formato do rosto idêntico ao dele. Mas essa máscara... sei lá. Enfim, tanto faz. Não conheço vocês de verdade, só quando tentei roubar aquele professor esquisito. Ele era muito quieto. - suspirei, me virando de frente para Orion e sorri. - Então, senhor das Estrelas, a bebida chegou. - dei uma piscadela para ele.


Fuck You

 
 
 
clumsy @ sa!

Mandy Frances Dent
avatar
Cargo : Psiquiatra


Varinha : Acácia, Pelo de Acromântula, 32 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Dionisio R. Howard em Sab 23 Ago 2014, 22:47

I Feel Pretty
Festa
 Era uma grande noite e uma tacada de mestre para os negócios do "Duende Bêbado". Trajava uma camisa de manga longa de seda, lilás e colada ao corpo, além de uma calça negra apertada e um sapato preto de bico. Seu rosto era escondido por uma máscara e por um chapéu, o homem estava pronto para a festa.
[...]
Desceu para o Térreo juntamente com dois seguranças e cumprimentava os rostos conhecidos, mesmo que mascarados. O sorriso em seu rosto era exuberante e perceptível até mesmo para os mais lerdos. Via o show dos artistas contratados e mal esperava para o inicio do show da Marronda Graunt
[...]
- Dionisio, não sei se é uma boa deixar algo tão a amostra...
- Ora duende, os negócios precisam fluir!
- Dionisio, você é um procurado e os negócios que ali fluem, devem ficar debaixo de panos!
- Klaus, eu sei o que faço!
[...]



Dionisio R. Howard
avatar
Cargo : Mercenário


Varinha : Carvalho, Pena de Fênix, 36 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Orion E. Silthrim em Sab 23 Ago 2014, 22:56





Orion acabará de chegar na tal festa com Mandy, esperava ser mais divertido do que a última vez que esteve lá. As luzes em meio a nevoa deixavam o local extremamente envolvente, fazia até mesmo os mais sérios querer dançar. O tema era os 80's e também máscaras, a ideia de se vestir a carater não o agradava, mas as máscaras... Ah... As máscaras, isso o deixava encantado. O rapaz trajava jeans, blazer e tênis preto,  mas optou por uma camisa cinza escuro, tentando quebrar as sombras de suas vestes. A máscara que escolherá também era preta e deixava seus olhos azuis mais evidentes ainda.  Mandy era extremamente anima e falava rápido demais, isso deixava Orion um pouco confuso as vezes. Ele sorriu para ela pegando a bebida, mas arqueou a sobrancelha e fechou o cenhou ao olhar para o tal professor. - É... hoje será divertido. Orion olhava para a pista de dança, algo parecia o chamar. - Se eu te disser que a uma semana atrás eu odiava este tipo de lugar você acredita, loirinha? Virou-se para Mandy e sorriu. Ela estava deslumbrante e pronta para se divertir.
Orion E. Silthrim
avatar
Cargo : Ministro da Magia


Varinha : Videira, Pelo de Rabo de Quimera, 39 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Max Sivan Hollingsworth em Sab 23 Ago 2014, 22:57


Estou perdida entre a multidão para variar. Meus lábios mais cedo se pressionaram receosos, será que deveria ir em uma festa depois do acontecido? Não quero sair profetizando por ai, isso o quê me disseram ontem, uma profeta, não lembro do que disse, mas era visível que eu devo ter realmente estragado a vida de algumas pessoas com aquilo. E onde está minha bola de cristal? Bom, provavelmente nunca vou saber. Fui deixada por alguém em uma casa familiar, isso me ajudaria a descansar um pouco, claro, mas eu não precisava me recuperar. Ou precisaria? 

Mais cedo foi a casa de uma amiga em Londres, ela então simplesmente botou na cabeça que tinha de ir na festa de inauguração de um bar. Me convidou para uma festa retruquei até mesmo bati o pé no chão, no final ela conseguiu me convencer, olhei para os lados antes de chegar no quarterão do bar, ela estava conseguindo identidade falsa. Não acreditei nisso, também tinha um grupo do pessoal recentemente formado de hogwarts... Quando vi estava em uma fila com pessoas estranhas. Meu sobretudo me deixava mais baixa que o normal, estou me sentindo um duende e para variar eles, o grupinho que falei, estava se pegando. Acho que três anos em hogwarts te ensinam uma coisa, se deixar algum coisa cair, corra. Eles armaram um barraco, acredite, o segurança só não deu um murro na cara de um pois tinha muita gente olhando. Quando percebi estava indo em direção a porta junto com minha amiga. Um problema surgiu, ela foi pega e eu no desespero e realmente no desespero sai pisando no pé de quem quer se fosse. 

Quando parei para respirar estava no meio da multidão que dançava. Meu salto estava enfeitiçado para conseguir parecer mais alta. Estava usando um vestido estranho com bordados florais, uma hippie e uma mascara qualquer que tinha feito anos antes em casa, mostrava apenas a parte de baixo da face. Estou olhando e tentando ver se algum das pessoas que estava observando lá fora entro. Tiro o sobretudo revelando minha linda fantasia. Coloco a fita no cabelo, uma fita realmente enorme. Perco o sobretudo. Estou perdida. 



- MEU CASACO! - Disse para um cara que estava do meu lado. Mas não sei se ele entendeu ou me ouviu, até mesmo o cutuquei, mas nada. Muito perdida e escandalosamente ferrada. Sendo amassada no meio dos outros. Estou realmente querendo ficar por fora disso, mas não tem como se mexer. Ótimo. Dance. Dance. 


Max Sivan Hollingsworth
avatar
Varinha : Loureiro, Pelo de Rabo de Quimera, 29 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Tristan Caleb Tweedracht em Sab 23 Ago 2014, 23:11



Tinha acabado de conseguir me livrar do mal educado, que nem com alguém pagando para ele a ignorância se mantinha distante. Após isso bebi os dois Whisky sozinho, já até pensava em deixar essa festa. Talvez tenha sido a poção do envelhecimento que eu usei para adentrar no local que não me fez bem, ou as luzes piscando - não creio que seja a bebida. Senti-me tocado por alguém de maneira um pouco mais brusca e me virei um tempo depois, notando uma menina que eu poderia jurar que era hippister ou algo assim.

- Começou mal a noite? - sorri e tirei a máscara. - Me chamo Caleb. Posso saber seu nome? - Vi que ela estava distraída e com alguma coisa na mente, dei mais alguns goles em minha bebida e fiquei quieto esperando sua reação apenas.

De início achei que estava sendo simpático demais com ela, mas eu não ligava e logo notei que era menor de idade como eu. Provavelmente usou algum tipo de feitiço, azaração ou poção para passar pelos guardas. Eu nunca tinha vista essa menina antes, e a festa finalmente ganhou um propósito novo para mim: fazer amigos. Ou mais do que isso, nunca se sabe.
Tristan Caleb Tweedracht
avatar
Cargo : Estudante


Varinha : Lima-Prata, Fio de Cabelo de Veela, 31 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Sienna D. Q' Bárthory em Sab 23 Ago 2014, 23:12

Estava ansiosa para esta festa. Fazia tempos que eu não saia e hoje sentia-me livre. O ar puro preenchia meus pulmões e um sorriso cintilava em meus lábios a cada tic toc do relógio. Tentava me arrumar o mais rápido possível para não deixar Philipp a espera.
Horas se passaram, e agora estávamos ali de frente para entrado do local. Meu corpo tremeu um pouco e então segurei em sua mão e logo entramos. A música parecia animada e local agitado, sem pensar duas vezes arrastei-o para o meio da pista e começamos a dançar, passamos longos minutos ali, até que meu corpo começou a reclamar, já não tinha meus 18 anos.
Ergui o pé e depositei um selinho nos lábios do homem - Procure um lugar para sentarmos enquanto busco nossas bebidas - caminhei entre as pessoas, sentia um pouco de dificuldade para atravessar a multidão, mas logo estava aonde queria. Um homem mascarado parou e olhou a todos, cumprimentava alguns que por ali passavam, passei a sua frente e retirei a máscara.
Desde que tudo aconteceu, meu visual tinha mudado e mesmo se ele me conhecesse eu esperava que não me reconhecesse. Meu cabelo estava longo e caramelado, vestia um vestido que delineava cada parte de meu corpo, usava um meio salto e uma maquiagem suave, diferente de como antes usava. Meu perfume sempre fora o mesmo e como tal incendiou por onde passei, deixei um sorriso nos lábios e fui par ao balcão - Por favor, a melhor e mais quente bebida da casa. - pedi ao barmen. 
Sienna D. Q' Bárthory
avatar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Diogo von Lichtenstein em Sab 23 Ago 2014, 23:12


Diogo não via muita solução para a confusão que ele mesmo estava armando. Catarina por outro lado já tinha visto a solução muito antes. E era simples, apenas seguir as regras. Nada difícil. Após mostrar os convites para o segurança parrudão, o casal de amigos conseguiu finalmente entrar no estabelecimento, mas com certeza iriam ser o alvo de vários papinhos a noite toda. Nada que um pouco de multidão e álcool não resolva. Ou piore de vez, mas o que importa era tentar. Os dois se dirigiram ao bar, onde era um pouco mais vazio. Mas esse “pouco” ainda era muito lotado. Catarina olhava com um olhar repreensivo para Diogo. Perguntava se ele tinha esquecido todos os modos que ela ensinou, todo esse jeito mimoso francês que ele sempre achou uma graça, e até tentava arriscar um pouco de falar, mas infelizmente o tempo apagou.

O viajado von Lichtenstein suspirou e olhou para Catarina com aquele jeito que só ele sabia fazer. Um misto de “sem vergonha” com “tadinho”. Ele imaginava que ela não deveria gostar nada dessa cara, porque ele sempre fazia isso para pedir desculpas e depois acabava fazendo outra loucura, como se nunca aprendesse. – “Desculpe, minha querida. Eu estou desacostumado com meus modos. Eu perdi muito deles de verdade. Talvez por isso nos reencontramos, para que possa me ensinar novamente” – Diogo sorriu, esperando uma reação também contente da moça e segurou sua mão, levantando-a, como se buscasse que ela se animasse – “Ok, essa minha frase foi meio egoísta. Nem tudo sou eu. Enfim, enfim. Fico muito feliz de poder te rever. Sério mesmo”. - E olhou para ela, com a seriedade que até agora não tinha demonstrado. Ao menos por um tempinho.

E se tem algo que ninguém pode negar, foi que Diogo realmente ficou muito feliz de rever a amiga. Por mais que muita coisa povoasse a mente dele ao longo desses anos e fizesse seu coração se fechar para o mundo, ele não tinha esquecido o sentimento que nutria pelos mais queridos. Bastou apenas trocar olhares novamente e pode saber que não tinha esquecido da amiga. Ele lembrava como sempre levava bronca por tentar escapulir da escola com a desculpa de que ia se esforçar mais depois. Felizmente nunca conseguiu e a cada tentativa falha, sua amiga se deleitava. Eram essas as boas lembranças que vieram primeiro. Curioso.

Com certeza Diogo não pensava em dançar. Se tinha algo que não sabia era dançar direito. Entre outras coisas, mas... enfim... o von Lichtenstein respondeu prontamente quase gargalhando por ela ter tocado no assunto – “E foi por não querer dançar que eu não quis ir ao Baile de Formatura, lembra? Acho que deve lembrar. Fiquei o tempo todo lá com cara de palhaço, e olhando para o nada na Torre de Astronomia” – Diogo falava aquilo com muita naturalidade, mas nem se preocupava em saber se ela realmente se lembrava disso. O fato de pensar nisso agora foi fazendo ele parar de rir mais fortemente e apenas sorrir, um pouco sem jeito. – Mas e aí, o que costuma fazer para animar a vida? Não me diga que só trabalha, né?

E Diogo encostou no balcão ao lado de Catarina, esperando a resposta.
Diogo von Lichtenstein
avatar
Cargo : Diretor da Lufa-Lufa e Professor de Mitologia


Varinha : Teixo, Pena de Hipogrifo, 33 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Dionisio R. Howard em Sab 23 Ago 2014, 23:23

I Feel Pretty
Festa?!
 Andava com alegria pelas pessoas e logo sentiu suas emoções aflorarem do nada... aquela imagem aos poucos matava Dionisio. Era uma ilusão?!
Não era possível, logo tudo perdeu a graça, o som parou, a imagem ficou embaçada, os reflexos já de nada mais serviam, a taça encontrava o chão, sua respiração ofegava e seus hormônios entravam em um estado de ardência e acidez descontrolado. Não podia ser ela, era demais para Dionisio...
Logo Amy e Henry vieram a sua mente, como fora tão ruim pai durante esses dezenove anos, Conrad lhe veio a lembrança, era como se Dionisio reacordasse de um sono profundo ao qual deixou sua vida mais aceitável durante anos... Mischa, como poderia ter esquecido dela?
- Sienna?!
Logo uma fraqueza tomou seu corpo e o homem perdeu o equilíbrio e caindo sobre um dos seguranças quase desmaia. Fitava o local aonde havia visto a ilusão da mulher, e logo tomou consciência de que o antigo Dio jamais poderia voltar. Levantou-se e sorrio, mas ainda atencioso ao local se afastou em direção ao bar.

Dionisio R. Howard
avatar
Cargo : Mercenário


Varinha : Carvalho, Pena de Fênix, 36 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum