Parceiros e Afiliados
RPGs Parceiros
Afiliados em Geral

Pista de Dança

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pista de Dança

Mensagem por The Holy Death em Sab 02 Ago 2014, 17:46

Relembrando a primeira mensagem :



Pista de Dança

A três quarteirões já se é possível perceber os verdes esmeraldas lasers do "Duende Bêbado". O maior centro de divertimento do mundo Bruxo e Trouxa atualmente, é um amplo local de decoração despojada e potentes emissores de sons. Assim que se entra no local é possível ver um palco ao centro de toda boate, e rodeado por uma pista de dança, onde dançarinas bailam, um animador anima a galera, um mestre de cassino grita seus números ou um Dj faz valer seus equipamentos.  Ao lado direito do palco se encontra o bar, repleto de alguma bebida verde e possuinte de todas as bebidas existentes na face da terra, e a sua frente algumas mesas e cadeiras  se espalham. Nos outros cantos da boate, poltronas e acentos largos são postos ao redor de uma mesa de centro, e atrás dos mesmos, pode-se ter acesso ao beco.
Cardápio:
Bebidas:
Rum-- G$ 10,00
Cerveja Amanteigada-- G$ 5,00 ( A unidade)
Duende Louco ( embebeda num único gole)-- G$ 13,00 ( A unidade)
Água ( com álcool)-- G$ 10 ( A unidade)
Vodka-- G$ 15 ( A unidade)
Whisky-- G$ 15 ( A unidade)
Coquetel de Frutas ( a escolha)-- G$ 35,00 ( A unidade)
Whisky de fogo-- G$ 20 ( A unidade)
Hidromel-- G$ 25,00 ( A unidade)
Champanhe-- G$ 25 ( A taça)
Vosne-Romanée-- G$ 100 ( a taça)
Richebourg Grand Cru-- G$ 250 ( a taça)
Romaée Conti-- G$ 1.500 ( a taça)


The Holy Death
avatar
Cargo : NPC


Varinha : Já ouviu falar na Varinha de Sabugueiro? Pois é, eu que criei '-'


Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Pista de Dança

Mensagem por The Holy Death em Dom 24 Ago 2014, 01:24



De volta ao passado


Tudo corria bem, apesar dos confrontos diretos no local como os entre Dionisio e Sienna e Orion e Kenneth. A música era alta e a bebida do bar já se encontrava em falta. Aquela noite já era impossível para o Duende Bêbado, afinal, haviam batido dez vezes suas metas. Logo então a música parou e Valquíria subiu ao palco acompanhada de um homem que trajava terno e com uma mascara padrão ( Mikael Schneider Bosmark). 
- Inicialmente quero agradecer a todos vocês pela presença, o Duende Bêbado está feliz por ter tido todos vocês que conseguiram entrar e os que estão la fora!- Disse Valquíria com um sorriso insinuoso no rosto- Gostaria também de agradecer ao Ministro Philipp por ter vindo!- Logo um holofote apontou o ministro, que por sua vez tomou um susto e rapidamente se retirou do local com sua dama ( Sienna). 
- Esperamos vocês semana que vem com mais show e diversão, fiquem com o nosso DJ e nossa musica! Boa noite!
E então ambos se curvaram a plateia que entrou em desespero de animação e se juntaram a uma comissão de seguranças que passava por perto do palco no exato momento, cercando e protegendo um homem ao centro ( Dionisio). 
Logo então a música eletrônica do inicio voltou a tocar e as luzes voltaram a se animar. 
Atenção: Dionisio R. Howard, Philipp B. Shacklebolt, Valquíria B. Schatten,  Mikael Schneider Bosmark e Sienna D. Q' Bárthory não se encontram mais ali.


The Holy Death
avatar
Cargo : NPC


Varinha : Já ouviu falar na Varinha de Sabugueiro? Pois é, eu que criei '-'


Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Aleister Hades Crowley em Dom 24 Ago 2014, 01:33



Pista de Dança


Sorria depois de ter esbarrado em uma jovem, o encontrão parecia ter feito com que eu reparasse nela olhei-a nos olhos e continuei mantendo o sorriso discreto -Não tem problema eu que esbarrei em você. Disse esperando que a garota conversasse comigo, porem ela desvia o olhar para procurar algo que perdeu, no momento em que virou pude perceber que estava sem a mascara parei de sorrir para não achar que era dela. - Desculpe de novo. Uma musica começava a tocar e agitava uma muvuca de pessoas que nos espremiam. Sorri um pouco alto porem como a musica estava alta e as pessoas falavam muito ninguém escutou. -Prazer Aleister, pare de me olhar assim moça. Disse percebendo uma certa troca de olhares que me provocava vergonha.
Olhei para os lados tentando disfarçar um pouco, aqueles olhares eram constrangedores e como era impossível ficar parados fui acompanhando as pessoas que tinham uma estatura bem maior que a minha, puxando a garota pelo ombro chegamos a uma parede onde podíamos ficar parados -Não me disse seu nome, qual é? Disse agora Aleister tirando sua mascará que era um pouco parecida com a de um morcego.

Aleister Hades Crowley
avatar
Cargo : Estudante


Varinha : Lima-Prata, Pena de Fênix, 29 cm, Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Annelise F. Devereaux em Dom 24 Ago 2014, 01:42



Caleb pareceu incomodado com minha precação, na prática não havia necessidade de tanto mistério e pus-me a pensar nisso depois. —Completo quinze este ano.— Disse sem muito entusiasmo, uma dose não foi o bastante, soube disso quando vi John se atracando com uma morena perto do palco.—Uma dose de hidromel.— Pedi para outro barman que estava mais próximo, não demora para que ele entregue a bebida e a tomo em três goles desta vez.
Caleb ainda estava próximo a mim e parecia muito angustiado por não estar dançando, mesmo que as músicas fossem extremamente malucas.—Bem, meu nome é Annelise, mas me chame de Anne.—Tentei erguer a mão em cumprimento, mas acabei por desistir visto que não havia espaço para tal ação.—E se estiver mesmo querendo dançar me avise, por que nesse caso precisarei de pelo menos mais uma dose.—Se eu aguentasse, John estava acostumado a frequentar locais como este, encher a cara e lidar com a ressaca do dia seguinte, mesmo assim sem perder a confiança de seus pais e cumprindo com suas responsabilidades. Eu por outro lado não fazia mais que bobagens de escola, algumas travessuras aqui e ali, irritar algumas pessoas e com certeza beber não era meu forte. As luzes já eram mais chamativas, estava começando a falar de maneira mais animada e o pior gostando das músicas bregas.—Aliás, você não estuda em Hogwarts estuda? Não me lembro de você por lá.—Questionei-o enquanto observava John sumindo na multidão com sua nova vitima.


Annelise F. Devereaux
avatar
Cargo : Gari de Hogwarts.


Varinha : Cedro, Pelo de Unicórnio, 26 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Diogo von Lichtenstein em Dom 24 Ago 2014, 01:50


Acho que a essa altura era impossível para Catarina não ter notado como Diogo “murchou” depois de algumas coisas que foram ditas. Mas nada que fosse culpa de alguém, que não ele mesmo. Não foi à toa que o homem de quase quarenta anos e comportamento infantil tinha voltado para o lugar que lhe tirou tanto. Ele queria reencontrar o seu próprio eu. De alguma forma recomeçar e tentar encontrar sua vida que foi a muito perdida. Sabia, de alguma forma, que ter encontrado a amiga do passado não era apenas coincidência e tinha sim muito propósito.

Catarina comentou sobre a expressão moribunda do amigo e pela primeira vez Diogo notou um sorriso, meio que “tímido” por parte dela. Ela havia tirado a bebida do homem de perto e trocado pela sua – “Não, não precisava. Eu realmente não fico bêbado com facilidade. Eu já bebi as coisas mais estranhas que possa imaginar, mas isso aí tá estranho demais.”  – Diogo esboçou um sorriso e tomou um gole da bebida que outrora estava com Catarina.

A amiga lhe mostrou uma foto que não podia nem esconder ser sua filha. Tinham os mesmos traços. Apesar de se sentir perdido com essa situação, Diogo estava sentindo muita felicidade de saber que, de uma forma ou de outra, Catarina viveu algo tão intenso como a maternidade. E alguém de quem era tão próximo. Segurou por um tempo aquele relógio com a foto na mão enquanto a vice-diretora provava do seu antigo copo. Agora tinha notado que a primeira pessoa que encontrou foi Catarina, nem tinha procurado a família, apesar de amar muito eles. Diogo levantou o olhar para a sua amiga e dessa vez tinha a aparência de um homem sério, mas não melancólico.

- Aaaah, mas não vim me aquietar não. E por acaso, essa festa tá parada. Olha só, algumas briguinhas isoladas.  – Diogo se levantou e olhava ao redor – Que tal se a gente saísse daqui e fossemos para um lugar mais legal. Eu deixo você escolher.

Diogo tinha notado que o tom de voz da amiga quanto a sua vida não era lá o dos mais animados, até para os padrões de Catarina. Talvez ele pudesse ser um pouco útil para alguém tão importante de alguma forma, nem que fosse trazendo um pouco de alegria.

- E eu voltei porque senti saudades de viver por aqui. Sentia saudades de passar um tempo contigo também, Cat!  – fechou os olhos e ergueu de leve a sobrancelha, abrindo-os novamente em seguida – Talvez eu também só tenha achado que precisavam da minha insuportável companhia por aqui, tanto quanto qualquer outro lugar do mundo. Ok. Na verdade, precisam muito mais de mim que qualquer outro lugar. Por isso estou aqui. Agora vamos lá para fora para eu acender um maldito charuto sem incomodar alguma alma fresca por aqui?
Diogo von Lichtenstein
avatar
Cargo : Diretor da Lufa-Lufa e Professor de Mitologia


Varinha : Teixo, Pena de Hipogrifo, 33 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Tristan Caleb Tweedracht em Dom 24 Ago 2014, 01:51



Óbvio que ela não lembrava de mim, eu era introspectivo e chato demais para ser lembrado. - Transferido recentemente, mas sim estudo lá. - dei de ombros, hoje em dia estudar em Hogwarts não era mais uma coisa incrível. Parece que perdeu o "glamour". Estava louco para terminar os estudos logo, para ficar pelo menos um ou dois anos sem fazer nada, apenas pensando em alguma coisa útil para fazer com a minha vida.

Já que eu estava no pique das bebidas ergui a mão para Anne. - Bem, então vamos dançar. O problema de dançar bêbado é que quase sempre nos machucamos... É melhor dançar assim, um pouco mais sóbrio o que acha?- sugeri a ela, que resistiu um pouco mas aceitou o meu convite e fomos dançar.

Era literalmente horrível dançar nessa festa, tudo exagerado: muitas luzes, muita fumaça, muita gente. Não sabia como não estavam rolando brigas por causa de mulheres ou disputas territoriais. Como a música era um pouco mais agitada eu dançava em frente à Anne, às vezes rodando as mãos em volta uma da outra, outras gingando o corpo mas nada excelente, só um cara normal se divertindo um pouco. - Você com certeza dança melhor do que eu! - gritei para que ela pudesse me ouvir.
Tristan Caleb Tweedracht
avatar
Cargo : Estudante


Varinha : Lima-Prata, Fio de Cabelo de Veela, 31 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Catarina R. Arathorn em Dom 24 Ago 2014, 02:50

De fato, a festa era patética, levando em conta a fama da casa noturna. As brigas pareciam encenadas e como havia presenciado a pouco, não havia privacidade de figuras políticas, ao visto. – Sim. Decadente. – Concordou, bebendo desta vez a bebida em suas mãos de uma só vez, sentindo um pequeno zumbido em sua mente, sem se importar com o gosto da bebida. – Nem é tão ruim assim, pussy. - Colocou o copo em cima do balcão com um pouco de brutalidade, fazendo um barulho um pouco alto. – Conheço um beco escuro em Londres.– Sorriu de canto, como se lembrasse de uma piada interna qualquer.

Até que novamente ele falou algo que lhe deu um certo arrepio. Ninguém a chamava de Cat por anos, e o som da palavra soava extremamente estranho em sua cabeça, como se não estivessem falando de outra pessoa e não dela. Ela inconscientemente fuzilou o homem com os olhos, como se ele tivesse falado algo extremamente ruim.

- 15 anos, e você decidiu que sentia saudades minhas agora? Você mentia melhor do que isso, perdeu a manha? –
Falou casualmente, sem qualquer sinal de hostilidade em seu tom de voz e sorriu de canto, já levantando-se e pegando o relógio de bolso que havia entregado a ele pouco tempo atrás.

– Oh sua majestade, estávamos morrendo a granel sem você por perto. –
Falou sem levantar os olhos, em um tom extremamente sarcástico enquanto encarava a imagem dentro do relógio de bolso trouxa, vendo a pessoa na foto, no caso sua filha, que neste exato momento deveria estar explodindo alguma coisa em Hogwarts. Repuxou os lábios um pouco para o canto, pensativa e fechou o relógio, guardando no bolso.

Rapidamente colocou-se ao lado de Diogo e segurou o braço dele de forma delicada, como se ele tivesse dado o braço para ela. – Espero que seu charuto não seja vagabundo. – Deu uma leve risada e olhou para ele, levantando um pouco seu rosto para cima, graças a diferença de altura. - Ou je vais vous couper. – Disse em um perfeito francês, extremamente rápido, mantendo um sorriso triunfante no rosto.

Ambos, Diogo e Catarina, saíram dali.




Catarina R. Arathorn
avatar
Varinha : Cerejeira, Pêlo de Rabo de Quimera, 25 cm, Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Max Sivan Hollingsworth em Dom 24 Ago 2014, 03:02


E realmente, aquele momento estava estranho. Fiquei o olhando, depois olhei para o chão, mas estava escuro, não queria que minha mascara  se perdesse em um buraco negro no meio da pista. Sabe, foi quando a fiz foi difícil e era uma recordação de quando ainda era mais jovem. Meus lábios se comprimem. Volto o olhar para ele, ele tinha voltado a falar. Mordi os lábios agora. Eu continuava suando. 

- Nome diferente. - Acabei falando. Percebi que nossa situação atual não era muito favorável. Um empurra para cá outro para lá, quando percebi o garoto que acabei de conhecer estava me puxando,fiquei mais aliviada por não estar no meio das pessoas, mas também estava apreensiva pelo simples fato que estar contra a parede com um garoto que não fazia dois minutos que conheci. 

- Magni.... Eu ia dizer que me chamava magnifica. Até mesmo isso me surtiu um sorriso idiota nos lábios, acho que Caleb realmente sabia dar uma cantada, não que ela tivesse surtido algum efeito, mas é que é hilario pensar sobre. - Max.   Ele tinha acabado de tirar a mascara, era um garoto bonito assim como eu ele não parecia ter idade para entrar. 

- Não é permitido a entrada de menores. Disse soltando um sorriso e levando minha mão até a cabeça, desfazendo o laço que novamente tinha insistido em cair sobre minha face.  - Parece tarde.    Falei ao perceber que agora não tinha tanta gente, e pelo jeito como eu estava, levemente cansada e com aquela pontadinha na cabeça, deve ser mesmo. Fiquei o olhando, mesmo que isso fizesse-me corar. 

Max Sivan Hollingsworth
avatar
Varinha : Loureiro, Pelo de Rabo de Quimera, 29 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Max Sivan Hollingsworth em Dom 24 Ago 2014, 06:08

* Saio com o Aleister, logo estávamos pegando o nôitibus andante e tendo uma noite doida por Londres. Salve tio Ernie <3*
Max Sivan Hollingsworth
avatar
Varinha : Loureiro, Pelo de Rabo de Quimera, 29 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Mandy Frances Dent em Dom 24 Ago 2014, 10:23

Off: *Postagens pausadas entre Orion e Mandy* Ps: Orion é cannon e sua interação contará pontos na trama.
Mandy Frances Dent
avatar
Cargo : Psiquiatra


Varinha : Acácia, Pelo de Acromântula, 32 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Mandy Frances Dent em Dom 24 Ago 2014, 17:22

The Game


Kenneth tinha notado todo o meu teatro, assim como entendi o dele. Provavelmente aquele nem seria seu verdadeiro nome, ou seria, mas eu sabia que ele escondia alguma coisa, e a vontade de descobrir o que era só aumentava. Observei a aproximação de Orion que, não sabia se entrava na brincadeira ou se fingia não ter ouvido os gritos. O garoto falava com Kenneth, mostrando um tom de autoridade. Porém, eu não tinha gostado de ser tratada como uma "coisa". Cerrei os olhos, observando ambos despejarem veneno e peguei uma garrafa de tequila. - Vocês me deixam entediada. - virei a garrafa, tomando um grande gole e respirei fundo.
Kenneth falava como se fosse poderoso, mas logo ele sumiu em meio a multidão. Olhei para os lados, tentando achá-lo, mas foi em vão. Olhei para baixo e passei uma das mãos na coxa esquerda. - Cretino... deixou minha coxa marcada. Olha isso?! - puxei um dos homens que se aproximou para observar a "briga" que aconteceria, o olhei fixamente nos olhos e sorri. - Miau. - tirei uma faca que estava presa em meu sapato, girei o cabo nos dedos e a escondi atrás das costas. - Oh, Orion, acho que é melhor começar a correr ou ficar pra brincar. O que acha? - sorri, coloquei uma das mãos no membro genital do homem e arfei. - Ops. - puxei a mão que estava com a faca e passei a lâmina no órgão dele, o cortando. Olhei para os lados, peguei novamente a garrafa de bebida que estava no balcão e puxei o barman por suas vestes. - Você vai jogar água em todo esse pessoal. Agora! - limpei as mãos, dei mais uma golada na bebida e subi no balcão. - Bebida grátis!! o Duende Bêbado ficou louco e está dando bebidas grátis para todos. Basta virem aqui no balcão! - dei uma piscadela para a multidão e gargalhei, descendo e caminhando até Orion. - Olá, garotão. Quer ir embora? A coisa vai ficar feia. E eu nem pude comer. - fiz um breve bico com os lábios e suspirei.



Fuck You

 
 
 
clumsy @ sa!

Mandy Frances Dent
avatar
Cargo : Psiquiatra


Varinha : Acácia, Pelo de Acromântula, 32 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Orion E. Silthrim em Dom 24 Ago 2014, 18:09





Ao sentir as mãos do homem em seu peito, Orion praticamente viu toda sua razão tomar as malas e partir. Ele sempre fora um rapaz muito calmo, mas ultimamente vinha experimentando sensações e sentimentos que nunca sentirá. Naquele instante, Orion só queria revidar, mas não teve chance já que o homem fora embora.  Mandy parecia ter surtado, tinha uma atitude mais doida que a outra a cada segundo. Em um piscar de olhos ela já estava no balcão em busca  de mais confusão e em outro, já estava de frente para Orion cheia de ideias.  - Tá, eu confesso, você é mais pirada que eu. Olhou para a multidão e fechou o cenho. Aquele empurrão o deixará bastante irritado e ele pretendia revidar. Eles mal havia chegado e já estavam de partida... Devido ao tempo perdido com a briga, não chegarão a se divertir. - Não comeu porque não quis, tinha que se meter em confusão. Orion tinha uma expressão séria, completamente rodeada por ciumes. Mandy era o mais próximo de uma amizade que ele tinha depois de tantos anos, sua tutora sempre afastou quem quer que fosse. Quando estava com Mandy, Orion era apenas Orion, aquele rapaz divertido de sempre e não aquele monstro que ele costumava se transformar. Mas naquela noite, algo tomou um rumo diferente, o seu monstro interior também queria brincar.  O rapaz se aproximou de Mandy e a puxou pela cintura, não se preocupou em dosar a força, queria deixa-la marcada. - Hoje eu fui te buscar para nos divertirmos... E o que fizemos? Nada. Ou melhor, fizemos. Você conseguiu me deixar irritado e me deu um 'amiguinho' de presente. Orion aproximou seu rosto ainda mais ao de Mandy e tirou a máscara, jogando-a no chão. - Você já conheceu o Orion, agora vou te apresentar o herdeiro de Saphira. O rapaz soltou a cintura da garota, girou em volta dela deslizando a mão por seu corpo lentamente. Posicionou-se atrás de Mandy, puxando o corpo da mesma o mais próximo possível do seu. Aproximou o rosto ao de Mandy e sussurrou em tom de sarcasmo. - Senhorita Dent, estou oficialmente te sequestrando. Já que quer comer, vamos comer. Orion fechou o cenho e arqueou a sobrancelha. - E não é brincadeira. Apertou a cintura de Mandy e aparatou com ela dali.
Orion E. Silthrim
avatar
Cargo : Ministro da Magia


Varinha : Videira, Pelo de Rabo de Quimera, 39 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Annelise F. Devereaux em Seg 25 Ago 2014, 07:55



Caleb arrasta-me para a pista de dança, embora eu estivesse ansiosa pela outra dose. John ainda estava desaparecido e não seria em meio a tanta bagunça que eu o acharia, espero somente que ele não tenha ido embora.
Quando chegamos a um espaço aonde pudéssemos dançar Caleb pôs-se a mexer, sua dança não era nada anormal e não pisou em meu pé nenhuma vez. Não vi mal em experimentar, procurei sentir o ritmo da música, mas não vi maneiras de dançar sem parecer uma completa idiota.—Com certeza.—Anunciei a Caleb, em tom cheio de segurança, mas não era o que parecia, em um movimento dei um taca certeiro na cara de um homem, desculpei-me brevemente e dei risada, mais alguns movimentos e um tapa na bunda de uma mulher e um pisão no pé do mesmo homem que não mostrou-se generoso a aceitar minhas desculpas, ele aproximou-se com olhar fumegante sobre mim, dei risada. Efeito da bebida, estava rindo para as paredes. Abracei Caleb colocando-o entre o homem e eu, ele obviamente não ficou confortável com a situação, tentou dialogar, mas em vão. Quando dei por mim estava correndo por entre as pessoas buscando distância do bruto arrastando Caleb que provavelmente se arrependeu de ter me conhecido. Um puxão, o homem agarrou-me pelo braço e estavamos cara a cara, o que viria a seguir? Procurei desculpar-me novamente a voz tornando-se tremula, quando o Sr. Maverick, ou melhor Johnny aparece atrás de mim repousando a mão sobre meu ombro.—Temos algum problema querida?—Fitei-o aliviando meu espírito, embora não soube-se como ele poderia ajudar. Então fixei um olhar no homem e sibilei:—Não sei, temos um problema senhor?— Ele soltou-me a contra gosto, Caleb ainda estava próximo a nós. Arrumei minhas vestes limpando-as como se o homem fosse o ser mais sujo da face da Terra. John ainda o olhava nos olhos, agora com um sorriso simpático nos lábios.—Fico feliz que tudo tenha terminado bem. Acredito que aquela dama o espera.—Indicando a mulher a quem eu derá um tapa, ela observava a situação, parecia indignada.
Assim que o bruto se afastou dei risada, John por outro lado mantinha-se sério.— vejo graça, Anne. Agora vamos embora, beba a poção.—Entregou-me outro frasco, estendi a mão em cumprimento para Caleb, mas John fez-me recolhe-la.—Ele vai conosco, depois do que o fez passar o mínimo que posso fazer para recompensar é dar-lhe uma carona.Que me diz, rapaz?—Caleb pareceu resistir, ingenuamente, pois John nunca aceita não como resposta, uma série de argumentações e pronto, estavamos todos indo em direção a porta.
O motorista da família Maverick nos esperava na porta do pub. Entrei no carro, a expressão de desgosto e dessa vez John ria, de mim e minha façanha.—Está vendo, Caleb. É por isso que não deixamos Anne beber.—Dizia tratando o recém conhecido como se fosse um velho amigo. Deixamos Caleb no endereço indicado e John fez-me dormir na mansão com ele até o início das aulas, não foi difícil me convencer visto que detestava os quartos daquele bar imundo. Reconhemos meus pertences e fomos para a mansão, John arrumou um quarto limpo, que parecia estar a minha espera.


Annelise F. Devereaux
avatar
Cargo : Gari de Hogwarts.


Varinha : Cedro, Pelo de Unicórnio, 26 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por The Holy Death em Sab 06 Set 2014, 21:04



Buh

Pela primeira vez no ano as luzes do "Duende Bêbado" se encontravam desligadas, porém as fortes batidas selvagens que viam de dentro do local acompanhadas com as músicas eletrônicas e a fila quilométrica que se formava a frente do mesmo  eram o sinal que a festa jamais pararia naquela boate. Ao lado de fora, quatro seguranças barravam e selecionavam as pessoas de mais estilo para que pudessem entrar. Dentro, uma escuridão tomava o local e a mesma apenas era atropelada por luzes cinzas que brilhavam ao redor de grades, animais mecânicos, dançarinas, dj e o bar. 
OFF: O baile vai até o dia 07/09.


The Holy Death
avatar
Cargo : NPC


Varinha : Já ouviu falar na Varinha de Sabugueiro? Pois é, eu que criei '-'


Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pista de Dança

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum