Parceiros e Afiliados
RPGs Parceiros
Afiliados em Geral

Cabine 03

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cabine 03

Mensagem por The Holy Death em Sab 02 Ago 2014, 19:57



Cabine

Uma pequena cabine confortável com paredes vermelho forte emitido por um papel de parede felpudo. Ao centro da sala uma mesa de mogno redonda é decorada com enfeites de duendes assim como os quadros do local. Duas poltronas verdes cercam a mesa e em cima da mesma, se encontra uma sineta de serviço.
Cardápio:
Bebidas:
Rum-- G$ 10,00
Cerveja Amanteigada-- G$ 5,00 ( A unidade)
Duende Louco ( embebeda num único gole)-- G$ 13,00 ( A unidade)
Água ( com álcool)-- G$ 10 ( A unidade)
Vodka-- G$ 15 ( A unidade)
Whisky-- G$ 15 ( A unidade)
Coquetel de Frutas ( a escolha)-- G$ 35,00 ( A unidade)
Whisky de fogo-- G$ 20 ( A unidade)
Hidromel-- G$ 25,00 ( A unidade)
Champanhe-- G$ 25 ( A taça)
Vosne-Romanée-- G$ 100 ( a taça)
Richebourg Grand Cru-- G$ 250 ( a taça)
Romaée Conti-- G$ 1.500 ( a taça)



The Holy Death
avatar
Cargo : NPC


Varinha : Já ouviu falar na Varinha de Sabugueiro? Pois é, eu que criei '-'


Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabine 03

Mensagem por Henry D. Howard em Ter 06 Jan 2015, 19:59



Henry: O início
Sério e frio, Henry andava pelo Duende Bêbado. Apesar do divertimento, não esquecia a caduquice do seu pai em empregar mercenários para uma simples colheita de ervas. Estava na hora de um novo poder assumir a horda e esse poder pertencia a Henry. Ajeitava a gola de sua camisa enquanto seguia em direção a uma das cabines da boate, sabia o que ia fazer e queria ser rápido com a cliente. Não estava tão sigiloso nos últimos tempos.
O homem de cabelos negros então adentrou a cabine e sentou-se numa poltrona verde, logo acendeu um charuto e o pôs na boca. Pegou a sineta de serviço e a tocou até que um dos garçons da boate aparecessem, ainda estava cedo para que os mesmo se ocupassem com a pista de dança.- Me traga uma dose Whisky de Fogo, sir. Pediu sem olhar para o garçom e tragando o seu charuto enquanto estava atento a fumaça em quantidade que saia do mesmo.
"Está tudo muito quieto...", pensou enquanto continuava em seu ritual vicioso. 
O garçom então chegou com a dose de Whisky e Henry bebericou um pouco do líquido do copo. Olhou em seu relógio cravado a turmalina paraíba e percebeu que sua cliente se atrasava. Logo perderia a paciência.
© Ross at CupcakeGraphics
Henry D. Howard
avatar
Cargo : Rei do Crime


Varinha : Olmo, Fibra de Coração de Dragão, 29 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabine 03

Mensagem por Dysnomia C. Noir Schatten em Ter 06 Jan 2015, 22:39


branche du figuier

Anne Rev Nettahcs Tiehleknud



Onde estavam os pássaros? Por que se afastaram tão de rápido? Talvez porque um caçador correu atrás de seus ninhos, tentou destruir sua morada, acabando com sua doce liberdade. Há quanto tempo desapareci, por mais de dez anos eu sofri. Com os olhos molhados, o soro escorrendo até minhas maçãs do rosto, o olhar profundo e tristonho. Oh, céus, por onde andei?
Os pássaros me guiaram até um local de baixa iluminação. Meus olhos ardiam, o estômago roncava e a respiração quase falhava. Não estava mais acostumada com a luz das ruas, muito menos com os raios solares. Felizmente era noite, não muito tarde, mas um ótimo horário para vagar pelo desconhecido.
Sentei numa das mesas e pedi uma bebida ao homem. Meu interesse era na bebida, mas algo chamou atenção de Erosdith. Virei o rosto, olhei fixamente para os olhos do belo falcão e esbocei um leve sorriso. Levei uma das mãos até sua pequena cabeça, dando caricias lentas, demonstrando que ele não precisava se irritar com as pessoas que estavam no local. Meus dedos percorreram suas penas, dedilhando com delicadeza. Esbocei um leve sorriso e respirei fundo. A energia do lugar era contagiante, exalado com força, pois todos pareciam ter o mesmo propósito fútil em suas vidas.
Caminhei lentamente até um elo homem. Seus olhos azuis conseguiam me chamar a atenção, porém, sua expressão facial não parecia muito boa. Levantei o capuz negro, deixando cobrir apenas os meus cabelos.
- Boa noite, senhor Howard. Acho que o senhor estava nos esperando. Peço perdão pela demora, mas não consegui encontrar minha amiga. Desejamos ambas as mercadorias. - esbocei um breve sorriso e olhei para o lado. Os homens bebiam e falavam alto, aquilo me deixava um tanto irritada. Respirei fundo, mordisquei o lábio inferior e sentei numa das cadeiras.

Credits to Rapture
Dysnomia C. Noir Schatten
avatar
Varinha : Espinheiro-Negro, pelo de acromântula, 40 cm, flexível.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabine 03

Mensagem por Henry D. Howard em Ter 06 Jan 2015, 23:04



Henry: O início
Henry já estava a ficar cansado quando a mulher adentrou na cabine. Era uma fiel cliente apesar de estar sumida já fazia alguns meses. O homem então tomou toda a sua bebida em um gole e ordenou que o garçom fecha-se a porta da Cabine, cessando o barulho, e deixando-os a sós.- Senhorita Tiehleknud, confesso que cheguei a pensar que não viria mais. Disse olhando para fixamente para os olhos da mulher. O homem levantou-se e beijou a mão da mulher e logo voltou a sentar-se. -Espero que a senhorita esteja bem, tão bem quanto a aparência revela, Lady. Esteve conservada durante todo este tempo, mergulhou em formol?. 
De fato, aquela mulher parecia não envelhecer. Diferente dos outros mafiosos com quem Henry um dia já havia trabalhado, a senhorita Tiehleknud era de longe a mais bela e a mais misteriosa, como se escondesse algo até no seu respirar. "Não confie nos corvos", dizia seu pai e agora Henry via o porquê de tanta convicção dele ao afirmar isso. "Os corvos são perigosos, jamais olhe-os de perto, mas não pare de olha-los!".- Confesso que fiquei surpreso com seu interesse no produto.
- O que houve com o outro pacote que lhe vendi? Já morreu?. Henry sorriu e sentiu um calafrio em pensar nas atrocidades que seus clientes cometiam com seus produtos.- É uma jovem loira, corvinal pelas vestes, dezesseis anos. Vai durar uma eternidade.Um brinde com Romaée Cont?.
 O mercenário olhou para o garçom e sinalizou um dois com a mão, logo o garçom entendeu e saiu da sala.- E de brinde nós temos um bicórnio, senhorita. Tudo isso pelo singelo valor de cento e vinte mil galeões.Uma quantia imperdível para uma bela dama. A criatura está obliviada!
[Postagens bloqueadas.].
© Ross at CupcakeGraphics
Henry D. Howard
avatar
Cargo : Rei do Crime


Varinha : Olmo, Fibra de Coração de Dragão, 29 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabine 03

Mensagem por Esther K. H. Bouguereau em Ter 06 Jan 2015, 23:34



Caminhava lentamente por entre as árvores, procurando um atalho que a levasse rapidamente para a boate. Não conseguia encontrar Anne e muito menos se comunicar com a garota. Respirou fundo e olhou para o céu, procurando alguma pista de Erosdith. "O falcão, onde ele está?", pensou Lecter. Respirou fundo e continuou correndo, logo descendo numa rua escura. Respirou fundo e olhou para os lados. Finalmente tinha conseguido chegar ao local. Arqueou a sobrancelha, colocou a máscara em sua face, cobrindo os olhos e segurou sua balestra com força. Adentrou á boate, olhou para os lados e socou uma das mesas.
Enquanto caminhava, avistou uma garota com uma longa capa negra, um falcão em seu ombro e um homem. Levantou a balestra, arqueou a sobrancelha e se aproximou.
V? Onde você esteve? Enfim... Olá, senhor...? — mordeu o lábio inferior, pendeu a cabeça para o lado e respirou fundo. — Howard... Parente do Dionisio, claro...
Esther cruzou os braços, olhou para Erosdith e rosnou. Logo seu olhar foi direcionado novamente para o homem. Ele falava sobre a mercadoria, e Lecter estava ali para levar uma delas.
Trajava um longo vestido azul escuro, com uma fenda em sua perna direita. Lecter se sentou ao lado de Anne, cruzou as pernas e respirou fundo. — A garota está bem? Ou você a machucou? — arqueou a sobrancelha, logo esboçando um leve sorriso. — Os patrões não gostam muito de escravos feridos, se é que me entende, senhor Howard... — cruzou as pernas, abriu a bolsa e pegou uma garrafa com água. Tirou lentamente a máscara de sua face, suspirou e acariciou a flecha da balestra.

Off: Postagens pausadas! Não interrompam.
Esther K. H. Bouguereau
avatar
Cargo : Editora de Economia - WM


Varinha : Espinheiro-Negro, fibra de coração de acromântula, 30 cm, inflexível.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabine 03

Mensagem por Dysnomia C. Noir Schatten em Ter 06 Jan 2015, 23:55


branche du figuier

Anne Rev Nettahcs Tiehleknud



Tirei o capuz da cabeça, abrindo lentamente a capa, ficando apenas com um vestido negro, justo ao corpo. Era possível ver a cinta liga subindo pelas coxas e a meia sete por oito negra, com uma pequena renda na borda. Pendi a cabeça para o lado, suspirei e acariciei a cabeça de Eros.
- O senhor é muito bondoso. Obrigada pelos elogios. - virei a cabeça lentamente, observando o garçom. Alguns segundos depois os meus olhos estavam fixados nos dele, observando o tom azulado, os cílios e o desenho de seus olhos.
- Traços marcantes... Paternos ou maternos? - sorri, ouvindo o que ele dizia sobre a mercadoria. Uma bela jovem de cabelos claros, mesmo que pintados. Suas vestes indicavam o local onde esteve quando foi sequestrada. Hogwarts. Mordi o lábio inferior, pressionei os lábios formando um breve bico e sorri.
- Devo dizer... Ela é belíssima. E a criatura... divina. Você continua me estorquindo. Que feio, Henry. - cerrei o dentes, passando os superiores nos inferiores. Logo senti uma mão em meu ombro, olhei para cima e esbocei um largo sorriso. Finalmente Esther tinha chegado, a outra parte da moeda de compra.
- Howard, essa é uma amiga... Mas acho que seu pai a conhece. Ela também é uma mercenária. Trabalhava para o Dr. Daniel. Enfim... Esther veio com a outra parte do dinheiro.
Tossi, tirando um cigarro de dentro da bolsa, o levando até os lábios. Percebi que estava sem isqueiro, então olhei para Henry e suspirei.
- Será que o senhor poderia fazer essa gentileza? - aproximei-me do homem, deixando o cigarro em meus lábios, esperando ele acender.

{Off = Postagens pausadas. Não interrompa as narrações se não for Esther ou Henry. Obrigada.}
Credits to Rapture
Dysnomia C. Noir Schatten
avatar
Varinha : Espinheiro-Negro, pelo de acromântula, 40 cm, flexível.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabine 03

Mensagem por Henry D. Howard em Qua 07 Jan 2015, 02:05



Henry: O início
-Os olhos são da minha mãe, o resto do meu pai. Henry gargalhou após responder a pergunta da cliente. Lembrava dos olhos da mãe como da palma da mão... mas preferia não lembrar daquela.
O homem então fitava os olhos de Anne quando a porta da cabine novamente abriu-se a garota sequestrada (Alexis) e seu bicórnio foram colocados dentro do local, ainda no estado em que Henry os deixou em seu quarto. Henry escutava os comentários de sua cliente sobre a mercadoria e concordava com os comentários da mulher, exceto quando o assunto foi extorquir.- Não mesmo, está barata! Ela é uma ocluadora de água, a vi dando água para o bicho. Confirmou acendendo um cigarro. 
Logo a conversa foi interrompida pela porta da sala que foi novamente aberta e revelou o garçom que trazia uma bandeja com duas taças de vinho. Atrás do mesmo vinha uma bela dama de capuz e com um corvo  no ombro. "Não confie nos corvos!", lembrou apesar de conhecer bem aquela mulher. Esther foi funcionária de seu pai durante um tempo, mas deixou-se levar pelos planos de Daniel Trager e afundou junto ao mesmo quando meu pai, o chefe dos mercenários, cortou os gastos com o homem. - Conheço a bela dama, melhor motivo de visita não existe, não?!. O homem tragou mais um pouco do cigarro.- Sou filho do famoso Sr. D! O mais legítimo. Disse tomando um gole da bebida e em seguida atendendo ao pedido de Anne colocando a ponta do seu cigarro na ponta do cigarro dela e sorrindo para a mesma enquanto fitava sua alma. Soltou uma piscadela para a mulher.
- Mas é claro que ela está em boas condições, sou profissional. Respondeu impaciente à indagação feita por Esther.- Vocês ficarão alegres, agora sem mais.
O homem então tirou o cigarro da boca e tomou um pouco do vinho, em seguida voltou a colocar o maço no local.- Cento e vinte mil galeões, a vista! Vocês conhecem minhas condições, eu não as conheço, não as vi, nunca vi a garota e a merda que der depois disso... não tenho nada haver. Agora vamos à papelada! James!
Um homem gordo então entrou na sala com um pergaminho e entregou para as mulheres juntamente com uma pena.- Um acordo imperdível. 
{Off = Postagens pausadas. Não interrompa as narrações se não for Esther ou Anne. Obrigada.}

© Ross at CupcakeGraphics
Henry D. Howard
avatar
Cargo : Rei do Crime


Varinha : Olmo, Fibra de Coração de Dragão, 29 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabine 03

Mensagem por Dysnomia C. Noir Schatten em Qua 07 Jan 2015, 22:52


branche du figuier

Anne Rev Nettahcs Tiehleknud



Mordisquei os lábios, ouvindo atentamente o que ele dizia. Logo olhei para a bela garota, observando seu rosto e corpo. Uma garota bem cuidada, aparentando ser de uma ótima linhagem. Respirei fundo, deixando uma gargalhada inocente escapar de meus lábios.
- Certo, senhor Howard. Vamos comprar. 60 mil galeões meus, e 60 mil da minha amiga Esther. Feito? 120 mil galeões. Passe a garota e a criatura. Esther irá levá-los enquanto eu o pago. - dei uma longa tragada no cigarro. - Acho que não tentaria fazer mal algum para uma antiga prima, não é, Henry? Então...
Levantei-me, apontei a varinha para Alexis e fiz um breve bico. - Incarcerous.
Caminhei até ela e a puxei para perto, passando as mãos lentamente em seus belos cabelos. Esther segurou a garota, abraçando a mesma por trás. Aproximei-me de Henry, colei os lábios em sua orelha, deixando uma risada escapar. - Sentiu saudade? Diga para os meus familiares que eu voltei. - mordisquei a orelha dele, logo dando alguns passos para trás.
- Onde está o bicórnio? Aposto que ele deve ser lindo, e deve estar tão selvagem... Mas irei cuidar dele com muito amor. Posso até deixar você passear um dia conosco, se assim desejar. - virei o rosto, observando a aluna. Logo viu que tinha alguns papéis em sua frente; pendeu a cabeça para o lado e sorriu.
- Leia para mim. Sabe que não assino documentos sem saber o que dizem. E claro, depois me entregue.

{Off = Postagens pausadas. Não interrompa as narrações se não for Esther ou Henry. Obrigada.}
Credits to Rapture
Dysnomia C. Noir Schatten
avatar
Varinha : Espinheiro-Negro, pelo de acromântula, 40 cm, flexível.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabine 03

Mensagem por Henry D. Howard em Qua 07 Jan 2015, 23:51



Henry: O início
Henry agora acendia outro cigarro colocando-o também na boca. Soltou um sorriso malicioso quando a mulher confirmou a compra e soltou a fumaça do fumo pelo nariz, fitando-a ainda os olhos.- Feito, agora eu quero o dinheiro. Disse tamborilando os dedos na mesa quando espantou-se quando a mulher apontou algum parentesco. Henry jurava não ter visto aquela mulher qualquer vez no seu livro de parentes. Como resposta apenas sorriu para a mesma.-Ainda nem bebericou um pouco do melhor vinho do mundo e já estás bêbada? A criatura está logo atrás de você, esse embrulho de pano negro.- A criatura está obliviada, trataste-o bem e logo serás seu e a garota não está. Ah, claro, aconselho cortar seu cabelo.
O homem deu mais uma tragada em seus dois cigarros e em seguida gargalhou com o pedido da mulher.- Sou pago pelas mercadorias e não pelas leituras. Não confias em minha palavra? Apenas tem essas clausulas ai, apenas isso.
Henry então olhou para Esther e lhe soltou uma piscadela, enquanto sentia um arrepio em seu baixo ventre que com certeza não era nervoso. Aquela mulher mexia com seus sonhos prazerosos mais quentes. Logo Henry voltou  o olhar para Anne e tentou abster-se dos prazeres da carne. Em seguida olhou para o relógio.- Não quero ser grosseiro, mas ainda tenho compromissos. 
{Off = Postagens pausadas. Não interrompa as narrações se não for Esther ou Anne. Obrigada.}

© Ross at CupcakeGraphics
Henry D. Howard
avatar
Cargo : Rei do Crime


Varinha : Olmo, Fibra de Coração de Dragão, 29 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabine 03

Mensagem por Esther K. H. Bouguereau em Qui 08 Jan 2015, 18:32




Os olhos de Esther se fixaram na bela corvina, mas depois se encontraram aos de Henry. Arqueou lentamente a sobrancelha esquerda, esboçou um leve sorriso e suspirou.
O senhor poderia parar de me encarar... Está me deixando envergonhada.
Segurou Alexis pelas mãos, a abraçou por trás e passou os dedos em seus fios de cabelo. Ela assinou o pedaço de pergaminho e entregou o papel ao homem.
Levo essa, depois leve o animal para casa, estaremos esperando vocês. Tem 60 mil aí, Howard. O dinheiro do chifrudo é com a Anne.
A mulher apontou a varinha para a cabeça de Alexis e brandou. — Obliviate. — respirou fundo, olhando fixamente para a menina, ainda com a varinha apontada para sua cabeça. — Oh, minha bela menininha. Você não se lembrará da sua família, muito menos de quem é. Cuidaremos de ti. Você é muito apegada à mim, e amará o seu novo lar.   — aproximou-se de Henry, apertando a mão do homem. — Obrigada. Saiba que fez uma ótima venda. E espero que não nos engane, afinal, é difícil confiar nos bruxos na época em que estamos. — passou os lábios na bochecha dele, aproximando de seu ouvido. — Que os pássaros guiem seus caminhos. Até, senhor Howard.
Lecter virou de costas para Henry, abraçou a aluna, logo puxando a garota para a saída do Duende Bêbado. Mordiscou os lábios e aparatou dalí com Alexis.

Esther K. H. Bouguereau
avatar
Cargo : Editora de Economia - WM


Varinha : Espinheiro-Negro, fibra de coração de acromântula, 30 cm, inflexível.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabine 03

Mensagem por Dysnomia C. Noir Schatten em Sex 09 Jan 2015, 00:37


branche du figuier

Anne Rev Nettahcs Tiehleknud


A coruja que bica, a carta que voa, as letras que gritam. Fiquei parada, observando os movimentos de Esther e Henry. Balancei a cabeça de forma negativa e me sentei novamente. Levei outro cigarro até os lábios, acendendo, dando uma longa tragada.
- Bom, ela já se foi... Vocês já se conheciam? Enfim. O bicórnio. O animal está desacordado, certo. - apontei a varinha para o bicórnio. Incarcerous! - grandes correntes mágicas começaram a enroscar o corpo do animal.
- Oras, Erosdith, se comporte. E peço desculpas, afinal, não sou de beber. - dei mais uma tragada no cigarro, levantando a cabeça para cima, soltando a fumaça. Levantei-me, puxei a capa e o capuz, o colocando em minha cabeça.
- Aqui tem 60 mil. - entregou o dinheiro à Henry. Deu um forte abraço no homem, passando uma das mãos em suas costas. - Cuide-se, garoto. E tente não se tornar um bêbado maluco. Já basta o Dionisio, mas eu gosto dele.
Virei-me de costas, me aproximei do animal e respirei fundo. - Ninguém vai machucar você... Eu acho. Que a deusa poupe sua vida.
Suspirei, dando a última olhada para Henry, esboçando um leve sorriso. Levantei a varinha, fazendo uma pena negra aparecer perto de Henry. - Tinha esquecido... - assinei o papel, mordisquei os lábios, abracei o bicórnio e aparatei da boate Duende Bêbado.
Credits to Rapture
Dysnomia C. Noir Schatten
avatar
Varinha : Espinheiro-Negro, pelo de acromântula, 40 cm, flexível.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabine 03

Mensagem por Henry D. Howard em Sex 09 Jan 2015, 00:46



Henry: O início
 Henry olhava para as ações das mulheres e fez questão de mostrar seu descontentamento com a grosseria de Esther, contudo manteve-se calado. Via a euforia das mulheres e gargalhou quando recebeu o seu tão estimado pagamento. Não ousou dar sequer uma boa noite e assim que as mulheres saíram, o homem pegou o dinheiro  dado por ambas e levantou-se.
Henry saiu do local com o dinheiro.
© Ross at CupcakeGraphics
Henry D. Howard
avatar
Cargo : Rei do Crime


Varinha : Olmo, Fibra de Coração de Dragão, 29 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabine 03

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum