Parceiros e Afiliados
RPGs Parceiros
Afiliados em Geral

Sala do Comandante

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sala do Comandante

Mensagem por The Deep Sea em Qua 14 Jan 2015, 16:24



Sala do comandante


A sala é iluminada e ampla. Há uma grande mesa de mogno com uma confortável poltrona, também de mogno e couro negro. Na parede esquerda há vários quadros de aurores importantes ao longos dos anos e um grande sofá de couro negro. A sala possui dois grandes armários paralelos a parede direita, além de vários relógios mágicos de tamanho médio com os horários de vários países. Quando algo de peculiar relacionado a segurança do mundo bruxo acontece, os relógios mostram em tempo real as imagens - vistas de longe - do ocorrido.


The Deep Sea
avatar
Cargo : Administrador Sênior


Varinha : Laranjeira, Pena de codorna, 30cm, Flexível.


Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala do Comandante

Mensagem por Frank H. Rosenfeld em Qua 04 Fev 2015, 15:15


Eu mereço um aumento...
Enquanto acelerava o passo nos corredores da sede dos aurores, Scorpion concluía que se levasse mais um dia acordado morreria e ainda não havia terminado metade do trabalho. Seu rosto estava uma zona, em quesito de pés de galinhas, e devido a isso reinava em seu rosto uns óculos Prada redondo, de lentes cor de ameixa e armação em espiral. Trajava um sobretudo masculino preto e por dentro uma camisa de malha e gola alta da mesma cor. Uma calça Jeans completava seu visual juntamente com seus sapatos de bico fino. No pescoço, um cordão de prata brilhava com seu distintivo de auror.


Em uma das suas passadas pelo corredor, o auror deixou-se levar pelo brilho do sol e beleza que o mesmo encarregava-se de ter quanto tocava nas árvores. O homem então suspirou e voltou a caminhar, não aguentava mais de cansaço. Em suas mãos levava vários envelopes e na outra seu amado café expresso que não o deixaria dormir.
Pensava na forja e nas falhas da sua equipe. Falhas tão grotescas que Scorpion tinha até vergonha de guardar aqueles itens, mas se o projetista não está em campo, ele não pode reclamar. Quando então, no quarto andar, deparou-se com uma porta de mogno escuro: A sala de William.
Scorpion bateu duas vezes na porta e logo a abriu. Não tinha medo do que ver lá dentro, pelo o que já tinha visto do comportamento daquele homem, se ele tivesse pelado dançando “I Will Survive” seria normal. Mas interessante.
- Senhor Dante,  estás ocupado?- Questionou ainda desanimado enquanto entrava na sala e fechava a porta.- Perdão o incomodo, passei apenas para lhe repassar nossos casos que já passaram do limite do tempo e que os inomináveis já concluíram uma fração.
Scorpion então colocou os envelopes sobre a mesa e jogou o café no lixo. Voltou e então pegou o primeiro envelope.
- Como esse mês eu que cuido do index de casos do corpo, eu tomei a ousadia de também destinar os aurores mais aptos para cada missão com base numa investigação na árvore de conhecidos de todos. Mas o senhor poderá realizar alterações. - Scorpion pegou o primeiro envelope- O primeiro caso que temos é da fuga de Ocean Frida Lux, prisioneira x01, ou Videira, dente de basilisco, 40 cm, rígida.  A sua fuga foi antes da tormenta dos dementadores e teve como cúmplice o ex- carcereiro Diogo Von Lich., Teixo, Pena de Hipogrifo, 33 cm, Inflexível, que chegou a atacar outros dos seus colegas e levou o diretor Luch, Videira, Pena de Fênix, 32 cm, Bastante Flexível, que incrivelmente estava presente no dia do ataque. Na época não demos muita atenção para o fato do professor Luch estar ali, até mesmo por que estávamos atrás dos sequestrados da feira natalina, só que segundo as investigações dos inomináveis, o professor Luch desapareceu por sete meses após aquele evento e quando voltou gozava da mais plena magia, o que não acontecia devido a sua maldição. Ou seja, há grandes indícios que o professor esteja envolvido com o senhor Diogo e saiba sim o paradeiro de Ocean, a mulher que foi presa por tacar-lhe um ferro no mesmo local onde alunos viram um sangue pastoso sair do professor. Este caso eu deixei comigo pois irei à Hogwarts essa semana para interrogar a professora Amélia e então já aproveito.
Scorpion separou o envelope e então pegou outro.
- Um caso com ligação é o sequestro de natal, que ocorreu dias antes. A maioria dos prisioneiros foi libertada, exceto Lisa Roussely e Josh Depardieu F. Moore, ambos sem varinhas. Acontece que na época eu tentei investigar o paradeiro dos sequestrados e reais culpados daquele lastimável evento, mas graças à constituição pós-Holocausto eu só posso interrogar uma vítima de danos nível cinco após sete meses, para não causar danos ou traumas na mesma. Agora irei atrás de Amélia Fürtzmann, Choupo-Branco, Pelo de Acromântula, 29 cm, Bastante Flexível, e Samantha C. Hoffman, Carvalho, Pelo de Unicórnio, 21 cm, Pouco Flexível, para começar as investigações de paradeiros. Peço autorização para ingressar o departamento de mistérios nessa busca.
Scorpion entregou o envelope a William e então pegou outro.
- Temos também a fuga de Henry Snydel Castle, Corniso, Pena de Hipogrifo, 37 cm, Inflexível, e Mikael Schneider Bosmark, Azevinho, 30 cm, flexível, dois mercenários. Acredito que o senhor encontre o paradeiro deles melhor e consiga prende-los por ser chefe auror e conseguir mais contatos com os mesmos. O Mark estava doido para pegar o Mikael, foi ele quem o prendeu.
Scorpion novamente entregou um envelope a William e suspirou.
- Mas eu preferi deixar ele com outro assunto: A família Du Weldenvarden. Mas como foi uma missão dada pelo próprio Ministro, eu não irei entrar em detalhes...
Scorpion bocejou e desculpou-se com a mão.
- Temos a busca e apreensão de Arthur V. Scarllat, Álamo, Pelo de Unicórnio ,30 cm, Bastante Flexível, que deixei para a Elle. E por fim a investigação do paradeiro de Remo Howard Romanov, prisioneiro nível dez,  sem varinha, e um dos prisioneiros do Holocausto. Deixei para o Mors e para a senhorita Yu. Por quê? O Mors é grande amigo do Vice-ministro e consecutivamente do ministro, então será mais fácil dele chegar até a prima do mesmo, Valquíria, também cúmplice de Remo. A senhorita Yu poderá ser o cérebro da missão e se passará por esposa de Mors e tentará arranjar um jeito de saber onde está Remo, nem que ela tenha que se envolver com o Dionisio. E então é isso, mais alguma coisa, senhor? És livre para qualquer mudança.
Scorpion bocejou e ficou em pé aguardando a resposta do senhor Dante.
... é sério, eu mereço.
credits @
Frank H. Rosenfeld
avatar
Cargo : Professor de Estudo dos Mortos


Varinha : Azevinho, 31 cm, perfeita para transfiguração


Lanmkof

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala do Comandante

Mensagem por William D. A. Bouguereau em Qua 04 Fev 2015, 20:38





O brilho da pedra negra refletia a luz do sol que entrava tímida pela janela. Estava perdido a alguns minutos em pensamentos e o anel passeava entre meus dedos. Faziam cerca de três meses que que eu comprara a bela joia, porém a mesma se mantinha em sua caixa negra na segunda gaveta de minha mesa. Pedir Faora em casamento não era uma tarefa fácil. Não digo por ela, mas por mim. Sempre fui um tanto indeciso quanto a esse tipo de assunto. Duas batidas na porta foram necessárias para tirar-me daquele devaneio. - Entre. Virei o rosto e mantive a expressão séria. - Não, Cross. O que foi? Coloquei a joia em sua caixa e a devolvi para a gaveta. - Ah... Os casos. Girei a cadeira, colocando o cotovelo direito sobre a mesa e apoiando o queixo. Se havia algo no mundo difícil, isto era fazer com que Cross se calasse. O auror falava incessantemente e eu me mantive sem expressão, escutando-o. - Drac envolvido com as trevas? Isso é algo difícil de acreditar, mas... Prossiga. Novamente o incidente do natal voltou a pauta, respirei fundo e peguei o envelope, olhando cada relatório. Franzi a testa ao fitar o auror. - Sim. Tem permissão. Voltei a direcionar o olhar para os papéis. Senhor, senhor, senhor... Arqueei a sobrancelha e bufei. - Desde quando você me chama de senhor? William, certo? Cross sempre me chamava pelo primeiro ou o segundo nome, nunca de senhor. Se tem algo que me irrita é ser chamado de senhor, me remete ao meu pai. Odiava ser comparado a ele, já basta ter o mesmo nome. Peguei outro envelope e retirei os papéis. - Não, não... Deixe os mercenários com o Mark. É quase um esporte para ele. De repente um assunto interessante. Família Du Weldenvarden. Uma incógnita no mundo bruxo, a família da lendária Lady. Recostei na poltrona e passei o polegar nos lábios, pensativo. - Du Weldenvarden... Bem, faça o que eu disse. Deixe o Mark com os mercenários, vou cuidar da investigação da família pessoalmente. Tenho algumas coisas em mente. Peça ao Mark que venha até minha sala mais tarde, quero mais informações sobre o assunto. Essa era uma ótima oportunidade. Tentar ir a fundo na história da Lady, de sua família e de seu novo propósito. Entender a raiz dos novos ataques. - A Lesminha? Gargalhei e então franzi a testa. Ainda não tinha me acostumado com o fato de trabalhar com minha irmã. - Desculpa, as vezes esqueço que minha irmã trabalha comigo. Dei de ombros e estalei os dedos. - Não, senhor Cross... Foi uma ótima seleção. Voltei a olhar algumas imagens dos relatórios  e umedeci os lábios. - A propósito, preciso que reveja o nosso setor. Levantei a cabeça e arqueei a sobrancelha. - Ellesméra ficará conosco e você ficará responsável pela adaptação do setor. Certo? Joguei uma das pastas em cima da mesa com desdém e recostei na poltrona, olhando para o auror. - Bem... É só isso.
William D. A. Bouguereau
avatar
Cargo : Auror


Varinha : Espinheiro-Negro, Pena de Fênix, 30 cm, Flexível.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala do Comandante

Mensagem por Frank H. Rosenfeld em Qua 04 Fev 2015, 21:04


Eu mereço um aumento...
Scorpion escutava o líder e trocava os nomes do Mark e do próprio nos envelopes. Porém ainda encontrava-se incomodado com o pedido do líder de chama-lo pelo nome. Se tinha algo que William não possuía, era o cavalheirismo carinhoso. Scorpion fitou o chefe e arqueou a sobrancelha esquerda.
- Verei a adaptação do setor, mas não pretendo fazer com urgência. Ainda tenho mais setenta e duas horas de expediente e daqui a uma hora estarei em Hogwarts. A propósito, Will, você está muito carinhoso e se a questão é a senhorita Kendra, eu sinto em te dizer que o seu anel é bonito mas não é algo que venha a estufar o peito dela de amor. - Scorpion pegava seus envelopes e os levava contra o peito.- Eu preciso que o senhor envie esses casos aos outros, não estarei aqui essa semana. Mas já deixei toda a minha produção acesa, só peço que você acompanhe a temperatura da fornalha e pense bem no anel, eu sou um designer mágico formado em três escolas de Artes Mágicas mundiais e faço itens do tipo todos os dias. Se tem algo que mulheres como a Faora gostam é a personalidade explicita em seus artefatos, veja as hienas. Ela no mínimo te dará o sim, mas creio que isso não é o suficiente.
Deu as costas para o patrono do corpo mas logo virou-se por cima do ombro.
- Perdão por me intrometer.- Disse sentido. Sabia o peso que tinha a vida pessoal no meio profissional e realmente Scorpion havia sido invasivo. 


... é sério, eu mereço.
credits @
Frank H. Rosenfeld
avatar
Cargo : Professor de Estudo dos Mortos


Varinha : Azevinho, 31 cm, perfeita para transfiguração


Lanmkof

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala do Comandante

Mensagem por William D. A. Bouguereau em Qua 04 Fev 2015, 21:39





Abri um o botão da camisa próximo as pescoço e umedeci os lábios. - Não, Cross, você não compreendeu. É uma ordem e é com urgência. O setor precisa ser revisto e é exatamente isso que você fará. Tenho alguns projetos inadiáveis e a senhorita Bouguereau é indispensável neles. Até mesmo você, mas isto será visto em outra ocasião. Pendi a cabeça e arqueei a sobrancelha ao ser chamado de "carinhoso". - Sente? Que bom que sente... Gosto de pessoas "sensitivas"...  Principalmente quando elas sentem que em nenhum momento solicitei sua opinião sobre minha vida pessoal. Levantei e apoiei os punhos fechados sobre a mesa. Estava demorando. Cross e eu nunca nos demos bem, estava até estranhando o fato de ainda não termos discutido. Respirei fundo e arqueei a sobrancelha. - Não se preocupe, cuidarei do destino de cada caso. Quanto a sua produção, peça a um de seus encarregados. O senhor sabe muito bem que esse é o dever deles e não meu. Me afastei da mesa, estalando os dedos. - Pouco me interessa seu histórico escolar relacionado a artes. Você veio aqui para tratar dos casos, pois bem, já tratamos. Foi uma ótima seleção, não tenho do que reclamar em relação ao seu trabalho. Porém, isso não me obriga escutar seu discurso sobre o que minha mulher gosta ou não, afinal, isso é de interesse único e exclusivo meu. Fechei os olhos por alguns instantes e recobrei a calma que havia perdido a pouco, tentando desviar o assunto. - Enfim, Cross, se não há mais nada a acrescentar sobre os casos. Apontei a porta, indicando a saída.
William D. A. Bouguereau
avatar
Cargo : Auror


Varinha : Espinheiro-Negro, Pena de Fênix, 30 cm, Flexível.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala do Comandante

Mensagem por Frank H. Rosenfeld em Qua 04 Fev 2015, 22:23


Eu mereço um aumento...
Scorpion estava prestes a sair da sala quando William respondeu aos seus pedidos. Suspirou. Ok, ele estava cansado e poderia perder os limites, mas escutar aquilo, não, não iria. Deu meia volta com o calcanhar e com o dedo indicador levantado para cima esbravejou.
- William, o único enganado aqui é o senhor. Eu sou um agente da lei, investigador e designer, não cabe a mim organizar nada pois uma lesma resolveu ir para o espaço cujo eu divido departamento. Mas no meu lado da fornalha, a Elle não vai ficar, pois eu tenho esse direito. Se o senhor quiser ela lá, o senhor vai arranjar o espaço dela no seu lado do galpão. E não existe urgência, eu ia sim fazer esse favor, mas devido à quantidade de cera nesse seu ouvido, o senhor não deve ter escutado que eu estou partindo em uma missão federal e só voltarei pra cá depois da minha folga de uma semana por duas. Sejam lá quais sejam os seus projetos, eles vão ter que esperar a minha voltar.
Scorpion então ajeitou o sobretudo e o óculos.
- De fato, errei em falar da sua vida pessoal. Tomara que a senhorita Kendra lhe dê um pé na bunda e fique com um negão dois metros maior que você, ciumento e que ele te dê uma surra.- O auror então sorriu imaginando a cena.- E eu pedirei sim para a minha equipe, mas para a temperatura da minha produção, já que a fornalha é única. - Mordeu os lábios e então olhou profundamente para os olhos do chefe.-Agora eu irei. Pois o Expresso para Hogsmeade sai daqui a meia hora e eu ainda tenho uma longa caminhada até a escola. Passar bem, WILLLLLLLLLLLLLLLLL!- Gritou como se estivesse gemendo.
Scorpion beijou dois dedos da mão e levou até o queixo de William e em seguida saiu do local imitando uma borboleta e gargalhando. Scorpion saiu do local.


... é sério, eu mereço.
credits @
Frank H. Rosenfeld
avatar
Cargo : Professor de Estudo dos Mortos


Varinha : Azevinho, 31 cm, perfeita para transfiguração


Lanmkof

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala do Comandante

Mensagem por William D. A. Bouguereau em Qua 04 Fev 2015, 22:41





Abri um o botão da camisa próximo as pescoço e umedeci os lábios. Me mantive com a mesma expressão desde o início do seu monólogo ridículo. Não prestei atenção em metade do que ele disse, mas sabia que ele faria exatamente o que estava mandando. Caso contrário, ele sairia do meu setor. Balancei a cabeça negativamente e olhei incrédulo para Cross. Como uma pessoa podia se prestar a um papel desses. Que ele tinha implicância comigo, isso eu já sabia, mas... Enfim... Depois de tanto falar e eu não escutar, o mesmo beijou os dedos e levou até meu queixo. Dei um tapa na mão dele e esfreguei o rosto. - Eca, tá maluco? Sem me responder, o auror saiu da sala. E não saiu sozinho, não. Foi ele e a entidade. Respirei fundo e levei a mão direita até o rosto. - Puta que paril... Estou bem como essa minha equipe. Peguei um lenço na gaveta, esfreguei no queixo e depois joguei no lixo. - ÓTIMO! Agora tenho que tomar banho... Desinfetar! Fixei os olhos no chão e bufei, mas logo sorri. - Faora... Banho... Hmm... Peguei o casaco, vesti e deixei a sala.


William D. A. Bouguereau
avatar
Cargo : Auror


Varinha : Espinheiro-Negro, Pena de Fênix, 30 cm, Flexível.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala do Comandante

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum