Parceiros e Afiliados
RPGs Parceiros
Afiliados em Geral

Quarto 002

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quarto 002

Mensagem por The Holy Death em Qui 22 Jan 2015, 21:53



Quarto do Caldeirão Furado

Os quartos do Caldeirão Furado são praticamente todos iguais; sujos, com mobilha velha e apertados. Alguns contém mais de três camas, outros apenas uma ou duas. Os quartos sempre estão ocupados por bruxos viajantes vindos de lugares estranhos. Estão localizados no segundo e terceiro andar do local.
Locador: Vago

Perfil do Locador:
Nome: Alícia Adalberon| Estadia:(30)| Cargo:Aluno órfão.|


The Holy Death
avatar
Cargo : NPC


Varinha : Já ouviu falar na Varinha de Sabugueiro? Pois é, eu que criei '-'


Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 002

Mensagem por Alícia Adalberon em Seg 26 Jan 2015, 15:23


Finalmente, férias!Depois do ataque dos dementadores em Hogwarts, estava realmente tudo muito bem, me sentia mais protegida, férias para mim eram boas e merecidas, após tanta loucura vivida o RRH, o desastre da feira e também o ataque, fora o que aconteceu com a minha vida, algo novo, nem tudo foram flores, mas o que é a vida sem um pouco de brigas ou umas tretas básicas?Não chamaria de vida. Férias também era ruins pela solidão que eu teria, não seria divertido passar as férias bebendo e fumando igual uma doida, Bragi havia dito que apareceria para me ver.


Eu tinha uma reserva no caldeirão furado, assim que passei pela recepção, fui para o meu quarto e literalmente joguei minhas malas no canto do quarto, em apenas dois passos, me joguei na cama e fiquei encarando o teto sujo, o local era pequeno, mas o suficiente para passar um tempo, tirei a carta que havia recebido essa manhã, por uma coruja anônima, a carta tinha apenas uma frase, o que me deixou bem pensativa e curiosa.


“Quem é você?”


A letra era mal feita e esculachada, a pessoa tinha feito de propósito para eu não acha-lo de jeito nenhum por causa da caligrafia, não dava para reconhecer, fiquei encarando aquela frase por horas, sem conseguir me responder, suspirei e me levantei da cama rapidamente, o que me fez ficar levemente tonta, mas segundos depois, voltei ao normal e comecei a andar em círculos, parei e olhei para a carta novamente, eu já estava começando a ficar irritada com aquela pergunta, como vou saber quem eu sou?Na realidade, o que é a vida? O que é uma pessoa?O que nos torna diferentes um dos outros? Mas na realidade, somos todos tão iguais e diferentes, olhei pra carta novamente e suspirei, mantendo o máximo de calma que eu podia.


Eu estou começando a ficar igual aqueles filósofos...Na realidade, não, mas foda-se... —Comento baixinho, então parei de frente ao pequeno espelho que tinha pregado na parede, em cima do criado mudo pequeno e também velho, um pouco empoeirado, encarei meu reflexo, meus cabelos ruivos armados e rebeldes, quase cobriam meu rosto por completo. —Quem é você?—Pergunto encarando o meu reflexo, dou uma risada breve e reviro os olhos, desacreditando no que estava fazendo. —Bom... Sou Alícia Adalberon... Harkness... —Eu simplesmente retirei o Harkness do meu nome, era o sobrenome de meu pai, algo relacionado à mitologia nórdica, mas isso não importava, eu tinha nojo desse sobrenome, pisquei algumas vezes. —Tenho quinze anos... —Não continuei, coisas ruins passavam em minha mente, coisas que eu simplesmente evitava pensar em qualquer momento.Olhei para baixo, encarando meus pés, dei um meio sorriso e suspirei, voltando novamente a aquela maldita pergunta, mas logo em meio a tantas perguntas causadas por aquela pergunta, uma se destacou.


“Se eu fosse outra coisa... Outro ser, eu seria diferente do que sou?”


Franzi a testa e olhei para o teto novamente, não pensei nem meia vez, estava pegando o jeito de me transformar, não posso dizer que não é uma sensação incrível ou que eu um dia vou cansar de fazer isso, apenas torcia para ninguém entrar, mas aquilo não poderia acontecer mesmo, então relaxei. Quando me dei conta, já estava sobre quatro patas, logo olhei para trás, vendo minha cauda felpuda, ouvia Cook já bem irritado dentro da gaiolinha que havia o colocado por causa da viajem, ele não iria morrer em ficar mais um tempinho. Aquela forma me dava uma certa liberdade para eu me soltar, minhas unhas riscavam o piso de madeira velho do local, enquanto eu andava, minha boca estava aberta o suficiente para deixar apenas os caninos largos a mostra, os odores do local, ficaram também mais fortes, sentia o cheiro terrível que incomodava muito, logo eu iria poluir o ar desse quarto mesmo, não teria tanto tempo com esse cheiro.


Pulava a cama em saltos, assim como minhas malas, de um jeito tão fácil e ágil, contei pulo por pulo bem feito, ao terminar, minha língua já estava tombada de lado e a baba caia pela mesma, deixando o chão com algumas gotas, fiz um som que poderia ser uma risada bem estranha, se é que animais podem rir... Além da hiena, lógico, mesmo que não seja um riso, é bem parecido com um. Me espreguicei e todos os meus pelos do corpo se arrepiaram, que sensação estranhamente boa, já estava perdendo a noção da hora, mas aquilo não importava, Cook miava e eu “respondia” com um regougar baixo, ou melhor, o mais baixo que eu podia, o amasso parecia cada vez mais bravo, não entendia o motivo. Olhei para a carta que eu havia deixado em cima da mesinha em baixo do espelho, dei alguns saltos e consegui pegar a mesma com a boca, toquei com a pata ali, deixando a marca cinza da mesma, a sujeira dali estava realmente grave, mas deixei a mesma no chão, sem rasgar ou danificar ainda mais o papel.


Quando me cansei e senti fome, voltei a minha forma humana, retirando o amasso de onde estava preso e olhando-me no espelho novamente e olhando para baixo, vendo a carta no chão, me agachei e coloquei o amasso no chão, passando minha mão naquele piso sujo, e colocando minha mão ao lado da marca da pata, respondendo a minha pergunta e a do anônimo, peguei a carta na mão e me levantei, deixando a mesma aberta em cima da mesinha,limpei a mão na calça e peguei Cook no colo e sai do quarto, iria ver o que tinha de interessante nesse lugar.


Alícia saiu do quarto.

Alícia Adalberon
avatar
Cargo : Blogueira da Witch Express


Varinha : Freixo, Pelo de Acromântula, 26 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 002

Mensagem por Alícia Adalberon em Qui 05 Fev 2015, 23:33


O strip poker que mais parecia um jogo de verdade desafio até o final, tinha que lembrar a data de hoje, estava na porta do meu quarto quando lembrei da data, era meu aniversario, suspirei e entrei no quarto, dando uma outra tragada no cigarro, deixei Cook no chão, o amasso logo foi para sua gaiola, onde eu tinha deixado tudo certo pra ele e também com comida e tals, bem pertinho. Retirei meu sapato, assim como a jaqueta xadrez, fiquei surpresa de não tirar nenhuma peça de roupa, no jogo todinho.

Joguei a jaqueta em cima da mesinha que tinha no canto do quarto e me joguei na cama novamente, ainda com o cigarro nos dedos e encarei o teto, pensando na última vez que meu aniversario foi algo importante pra mim... Desde os meus seis ou sete anos?Nem mesmo me lembrava direito.

Depois de eu assistir aquele desenho “Alice no país das maravilhas”, dei mais atenção aos desaniversários, pelo simples fato de eu nunca comemorar, então, meus desaniversários se tornaram mais importantes do que meu aniversário, que eu faço apenas uma vez por ano, ás vezes nem lembrava da data.

Feliz aniversário Alí... —Eu disse baixinho, traguei o cigarro novamente e logo senti Cook se esfregando na minha perna, ri baixo e acariciei a orelha esquerda dele, enquanto observava sua cauda de leão indo de um lado para o outro, curtindo o carinho, dei um leve sorriso e soltei a fumaça devagar, agora olhando para o teto e vendo a fumaça se espalhar no ar devagar, era o nada pra fazer e a falta de vontade de fazer alguma coisa, empacotados juntos e vieram pra mim de um jeito incrível.

Alícia Adalberon
avatar
Cargo : Blogueira da Witch Express


Varinha : Freixo, Pelo de Acromântula, 26 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 002

Mensagem por Bragi M. Cancheski Grhal em Sex 06 Fev 2015, 02:06



Férias no Caldeirão é sempre uma grande confusão pelo visto. Eu havia passado um tempo no quarto de Madness, do irmão dela que sempre esqueço o nome e da Corvolina viciada, mas precisava tomar vergonha na cara e ir procurar o quarto de Alícia. Juntei minhas coisas assim que eles desceram para beber no bar, porém antes de sair resolvi tirar uma soneca e acabei perdendo a hora do Strip Poker que haviam me convidado. Bem, foda-se, eles com certeza não teriam se divertido também muito sem mim, não sou eu que vou ficar lamentando. Sentei na cama e olhei para os lados, mas não vi ninguém e as camas pareciam arrumadas, o que quer dizer que possivelmente todos saíram para um passeio longo. Peguei minha mala e voltei para o corredor. Bati a porta e caminhei pelos longos tapetes vermelhos, olhando quarto a quarto até encontrar meu destino. Abri a porta devagar, quase sem fazer barulho - uma luta em um lugar onde tudo range violentamente - No sofá de um pequeno quarto estava Alícia com o malicioso Amasso dela, o Cook. Não nos dávamos muito bem... Acho que meu santo não bate com o dele mesmo, mas me aproximei cautelosamente mesmo assim. Parei atrás da menina e gritei - AAAAAAAAH-TE-ENCONTRE-CARAI-FINALMENTE! - E saltei por cima do sofá, sentando ao seu lado, com a mão por cima de seu ombro - Oi. - Sorri de forma boba e recostei minha cabeça em sua perna, enquanto o amasso fazia muito barulho em reprovação para com todas as minhas atitudes e eu nem julgava que ele estivesse errado, no lugar dele faria a mesma coisa. Resolvi ignorar os chiados e fiquei fitando o teto enquanto a menina reagia a minha chegada explosiva. - Ok, depois de passar o susto me fala como foi o Strip Poker. Alguém viu minha namorada nua? Porque eu arrancarei olhos de alguns filhos da puta se isso aconteceu - E depois de dizer de forma irritada, apenas sorri e levantei a cabeça dando um selinho em Alícia.

Bragi M. Cancheski Grhal
avatar
Cargo : Professor de Camuflagem Transfigurativa


Varinha : Aveleira, Fibra de Coração de Dragão, 27 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 002

Mensagem por Alícia Adalberon em Sex 06 Fev 2015, 14:17


Brincava com Cook, aquilo estava começando a me entediar, silencio demais, suspirei e fechei os olhos, finalmente relaxando um pouco, do nada escuto um berro atrás de mim, dei um pequeno salto, arregalando os olhos e olhando de onde vinha o berro, vi Bragi sorrindo ao meu lado, suspirei e me acalmei, rindo baixo e balançando a cabeça de modo negativo, abaixando-a logo em seguida, ouvindo dele falar um pouco, enquanto Cook fazia uns barulhos estranhos, passei a mão nos pelos do amasso e sorri levemente, mas disfarcei e fingi irritação.

Sua mãe não te ensinou a bater na porta não?Imagina se eu tivesse nua aqui!—Mas não aguentei muito tempo, logo comecei a rir baixo, não pelo que eu havia dito e sim pela cara dele, mas parei segundos depois, voltando a sorrir de canto e comecei a mexer com os fios do cabelo de Bragi, enquanto Cook ia pro canto dele, parecia bem irritado, mas eu nunca ia entender aquele amasso. —No strip poker?Ninguém, acho que eu descobri que sou realmente boa no poker... Ou eles que são muito ruins. —Comentei rindo um pouco, olhando para Bragi, passando a mão pela sua barba e lhe dando um selinho logo em seguida. —Só eu, Anne e o Peter que ficamos de roupa, até rolou uma treta básica. —Terminei de falar, dando de ombros, enquanto pensava um pouco no próximo ano que chegava, seria uma loucura, mas também não seria bom no final dele.

Alícia Adalberon
avatar
Cargo : Blogueira da Witch Express


Varinha : Freixo, Pelo de Acromântula, 26 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 002

Mensagem por Bragi M. Cancheski Grhal em Dom 08 Fev 2015, 18:47



Notei que Alícia se assustou com a minha chegada nada sutil. Não conseguia esconder meu sorriso cínico de sempre do rosto enquanto eu ouvia ela falar. Senti que Alícia fingiu uma certa irritação com a minha falta de sutileza, mas apenas retribui fazendo uma careta e respondendo a sua pergunta - Minha mãe me ensinou a ser superior, então entrei com toda a minha superioridade que nem me lembrei de bater, sabe? - Ri e levantei, segurando o Amasso nos braços com as duas mãos e erguendo ele no ar como se apresentasse o animal aos céus em oferenda - COOK! COOK! Você é uma coisa de louco! - Saltei na mesa e comecei a cantar, sacudindo o gato no ar - SEARCHING! SEEK AND DESTROY! NANANANANA SEAAAARCHING! SEEK AND DESTROOOOOOOOY! HA HA HA HA HA - E abaixei, colocando o Amasso de baixo do braço e fingindo tocá-lo como uma guitarra, enquanto fazia o som com a boca - NHAN NHAN NHAN NANNANANA NHANHAN NHAN NANANA - Lancei então o animal para o sofá ao lado de Alícia e ele fez uma cara de feroz para mim eriçando os pelos. Retribui pra ele a cara de mal, fazendo o mesmo barulho que ele com a boca e depois me sentei na mesinha de frente para a menina, sorrindo como se nada tivesse acontecido. - Ah sim, você é foda no Poker. Então o resto do pessoal se fudeu, né? Fico triste de ter perdido as tretas... Quem mais foi? - Continuava sacudindo a cabeça no ritmo de uma música imaginária, sem parar de agitar meu corpo, enquanto observava tudo ao redor, mas esperava uma resposta dela. Levantei e fiquei caminhando pelo quarto, de forma totalmente hiperativa e mexendo em cada item da decoração de móveis do próprio Caldeirão Furado. - Eu chegaria lá no Poker pelado, quero ver alguém tirar alguma roupa minha. Sou muito esperto, né? - Toquei com a ponta do dedo, lentamente em um bicho estranho ornamental que balançou para trás uma vez e voltou ao local. Depois voltei a tocar o troço, que balançou mais e agora caiu no chão, espatifando - Ops... - Me afastei e voltei para o centro do quarto - O que temos para fazer por aqui?

Bragi M. Cancheski Grhal
avatar
Cargo : Professor de Camuflagem Transfigurativa


Varinha : Aveleira, Fibra de Coração de Dragão, 27 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 002

Mensagem por Alícia Adalberon em Seg 09 Fev 2015, 15:10


Via Bragi falar e se mover numa agitação fora do normal, não pude deixar de rir quando ele pegou Cook e fez o gato ser uma “estrela do rock”, o amasso não parecia ter gostado nenhum pouco, mas o lufano insistia em provocar, imitando caras e rosnados, me fazendo revirar os olhos e ficar com um sorriso largo nos lábios, franzi a testa e preferi nem comentar nada, ele já estava ao meu lado conversando como se não tivesse feito o meu amasso ficar realmente furioso, o animal devia gostar ainda menos do Bragi agora, mas quem sabe com o tempo ele se acostumava ou deixava de odiar tanto, ainda não sabia porque ele odiava tanto o garoto, dei de ombros.

Nem todos, na verdade. —Respondi rindo um pouco, coloquei uma mecha do meu cabelo atrás da orelha e olhando para minhas mãos por um tempo, depois voltando a olha-lo. —Foram o Chrono, Raven, Peter, Adele, Matt e o Liam... —Falei de um jeito bem mais devagar e lerdo do que o meu normal, mas balancei a cabeça de leve e voltei ao meu normal, sorrindo de canto, Bragi já andava pelo quarto, curioso e realmente agitado, eu teria que dar um jeito nisso. —Claro claro, um gênio. —Comentei meio irônica, me levantando logo em seguida, fiz uma careta com sua pergunta, a resposta era um grande de um nada, mas poderíamos dar o nosso jeito, me aproximei dele, passando minha mão pelo seu ombro e descendo até o seu peito, enquanto pensava em alguma coisa, lhe dei um beijo calmo.

Quando nos afastamos, o abracei e suspirei, voltando a encarar o amasso, encolhido num canto e fazendo uns barulhos realmente estranhos, decidi ignora-lo e olhei para Bragi novamente, me perdendo um pouco em seus olhos, mas quando voltei, peguei sua mão e ri baixo, com uma ideia meio boba.

Nada de interessante e super divertido, vamos dançar um pouco então. —Sugeri, mas faltava apenas música, não sabia se ele se importava com aquilo ou não.

Alícia Adalberon
avatar
Cargo : Blogueira da Witch Express


Varinha : Freixo, Pelo de Acromântula, 26 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 002

Mensagem por Bragi M. Cancheski Grhal em Qua 11 Fev 2015, 20:14



Era um apartamento ajeitadinho até, mas tinha decorações demais. Eu detesto decorações pra falar a verdade e por mim quebraria todas. Tinha um estilo de casa da vovó que eu detestava, mas até suportava. O verdadeiro problema do lugar era realmente o espaço, muito pequeno. Se eu pudesse usar um feitiço de extensão... Ser um adulto tem suas boas vantagens, apesar de toda a responsabilidade. Fazer feitiços fora da Escola é a melhor das vantagens. Após esse pequeno delírio, volto a realidade. Não sabia quanto tempo tinha ficado ausente pensando, mas Alícia falava e resolvi prestar atenção para entender o assunto. Comentava sobre quem tinha ido no Strip Poker. Realmente, eu tinha perguntado e nem lembrava. Sacudi a cabeça positivamente e esbocei um sorriso, mas desviando levemente meus olhos dos olhos de Alícia para o Amasso que fazia vários sons para mim, parecendo bravo. Volto a atenção para a minha namorada e sorrio mais uma vez quando ela segura minha mão, me chamando para dançar. - Dançar? Tem certeza? Eu estou muito doido hoje, vontade de quebrar algo, mas não posso. Triste essa vida. - Puxo Alícia para perto e fico abraçado, balançando para um lado e para o outro em uma dança de quem não sabe dançar normalmente. Meto meus dedos por entre seus cabelos, próximos a nuca e puxo todo seu cabelo para frente do rosto, pressionando os fios para que ela não pudesse escapar. - Eu danço muito bem, viu? - Disse com seriedade e depois comecei a gargalhar, parando de me balançar e largando os cabeços de Alícia. Sentei no sofá atrás dela e a trouxe pelas mãos até ficar entre minhas pernas. A olhei e fiz uma cara de pensativo - Ok, qual dança você quer? Vou ser sério agora. - Acho que já cheguei a comentar sobre isso, mas fui obrigado a fazer aulas de dança algumas vezes, mesmo contra a minha vontade. Afinal, fazia parte do acordo maternal, eu era alimentado e dormia sob um teto e fazia aulas de dança. Perfeito. Agora posso ser considerado um grande dançarino, mesmo que não me importe com isso. Esperava a decisão dela, mas no primeiro deslize da garota sairia dali, mesmo que tivesse que arrancar ela. Quartos pequenos me sufocam.

Bragi M. Cancheski Grhal
avatar
Cargo : Professor de Camuflagem Transfigurativa


Varinha : Aveleira, Fibra de Coração de Dragão, 27 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 002

Mensagem por Alícia Adalberon em Sex 13 Fev 2015, 13:14


Suspirei e franzi a testa levemente quando ele disse sobre dançar, mas não pude deixar de sorrir quando ele me abraçou e começou a dançar, nos balançando de um lado para o outro, mas eu sentia que o Bragi poderia fazer mais do que uma dança simples de quem não sabe dançar normalmente, quando eu ia falar alguma coisa, sinto os dedos dele no meu cabelo e os puxando para frente, não sei o motivo de ele gostar tanto de bagunçar ainda mais o meu cabelo, o pior era que ele segurava os fios o que me impedia de enxergar algo e também de arrumar meu cabelo, faço um bico esperando ele soltar e não respondo sua pergunta, esperando ele soltar o meu cabelo, o que aconteceu pouco tempo depois, enquanto eu tentava ajeitar a juba de leão que ele havia deixado, senti ele me puxando para me sentar com ele, sente-me e deitei com cuidado em seu peito para que eu conseguisse vê-lo melhor.


Não sei, quero que você se mexa um pouco, está agitado demais... —Respondo-o baixinho, rio baixo e me levanto, pegando a mão dele e o puxando, mas para ser sincera, eu também me sentia entediada naquele lugar, queria correr, mas em outra forma, só não senti a necessidade de comentar aquilo com ele, só esperava ele dar alguma ideia melhor, mas dependia da ideia. Sentia falta de Hogwarts, aquela vida de não ter espaço pra nada era complicado. —Não sei, qualquer dança ou qualquer opção do que fazer, pra variar, estou sem ideias. 
Alícia Adalberon
avatar
Cargo : Blogueira da Witch Express


Varinha : Freixo, Pelo de Acromântula, 26 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 002

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum