Parceiros e Afiliados
RPGs Parceiros
Afiliados em Geral

Quarto 003

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quarto 003

Mensagem por The Holy Death em Qui 22 Jan 2015, 21:53



Quarto do Caldeirão Furado

Os quartos do Caldeirão Furado são praticamente todos iguais; sujos, com mobilha velha e apertados. Alguns contém mais de três camas, outros apenas uma ou duas. Os quartos sempre estão ocupados por bruxos viajantes vindos de lugares estranhos. Estão localizados no segundo e terceiro andar do local.
Locador:Vago



Perfil do Locator:

Nome: Sawyer Bonham-Lyon e Dorothy Bonham-Lyon | Estadia: (30) 39G$| Cargo: Alunos. |



The Holy Death
avatar
Cargo : NPC


Varinha : Já ouviu falar na Varinha de Sabugueiro? Pois é, eu que criei '-'


Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 003

Mensagem por Sawyer von Stoichkov em Qui 29 Jan 2015, 21:34

[



ALL BY MYSELF…


All by myself
Don't wanna be
All by myself
Anymore
]


Pingos finos e gelados chocavam-se contra a pele pálida de Sawyer enquanto ele caminhava entre as ruas estreitas de Londres. Tinha em sua mão direita uma mala, que possuía alguns poucos trajes que usaria durante sua estadia no local, em sua outra mão carregava um guarda-chuva que já não conseguia proteger o garoto da chuva, havia o ganhado de sua mãe antes mesmo de ser aprovado em hogwarts, porém mantinha-se em boas condições, pois havia sido usado poucas vezes. Naquela noite o garoto vestia uma camiseta preta de manga curta que dizia “I am fucking crazy, but I am free!”, uma de suas camisetas preferidas, usava uma calça também preta, que lhe caia perfeitamente, e por fim um all star vermelho, que já estava totalmente desgastado.
Faltava pouco para chegar ao Caldeirão Furado quando o garoto percebeu o quão assustador eram as ruas de Londres durante aquela hora da noite, a iluminação do local não era a das melhores, e o vento reproduzia sons que parecia com assobios. Sawyer nunca fora um grande fã de terror, e a cada sopro do vento, apressava seus passos, já havia começado a pensar em todos os filmes de terror trouxa que havia assistido e todas maneiras possíveis de morrer em uma noite como aquela: Morto por magia, morto por uma arma de fogo, morto por arma branca ou pior, morto pela Charlotte, a  melhor amiga de Dorothy, sua irmã.
Charlotte era a única pessoa que Sawyer não precisava ver naquela noite, a garota era bem mais velha que ele, possuía um dom natural de irrita-lo, e aparentava não possuir um coração. Os dois cultivavam um ódio Mútuo , que aumentava a cada vez que os dois olhavam-se, ou falavam-se, mas Sawyer sabia que talvez, ela era a única pessoa que ele queria ver, ela despertava nele seu lado mais selvagem, seu lado rebelde, seu lado amoroso.
Já dentro da hospedaria, Sawyer caminhava lentamente em direção a recepção enquanto observava cada detalhe do local, aquilo não havia mudado absolutamente nada desde a última vez que estivera ali, nem mesmo o homem esquisito com barba longa e negra que nunca parava de sorrir havia mudado: - Estou aqui para pegar o quarto que reservei dias atrás - disse Sawyer com um sorriso forçado no rosto enquanto entregava um papel como comprovante de reserva. O senhor virou-se, pegou uma chave, entregou-a a Sawyer e apontou o caminho até o corredor onde encontravam-se os primeiro quartos.
O quarto reservado era o número três, e Sawyer estava feliz que não teria que subir nenhuma escada, porque finalmente poderia descansar da viagem extremamente longa que fizera até ali. O garoto correu até a porta a abriu rapidamente, e então a fechou. O garoto despiu-se rapidamente, ficando completamente nu, jogou suas roupas em um canto do quarto junto com seu guarda-chuva e sua mala, e deitou-se. Sawyer adormeceu rapidamente enquanto esperava sua irmã chegar no local. 
 


[addictional info.]
Post #001
Words: 271
Tagged: Sawyer.
Notes: ----
Lyrics: All By Myself@ Celine Dion
Thanks, IT



Sawyer von Stoichkov
avatar
Cargo : Estudar.


Varinha : Videira, Pena de Fênix, 31 cm, Pouco Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 003

Mensagem por Charlotte Marie Wolfthorn em Sex 30 Jan 2015, 08:31



A visão!

Eu já estava cansada e incomodada em ficar trancada no quarto esperando por Dorothy, já havia terminado de arrumar as minhas coisas há horas, e nada dela aparecer. Já estava bastante tarde ou ela havia chegado e caiu na cama, ou ela só viria amanhã, era chato ficar no quarto, trancada e sozinha, John havia saído com uns amigos, mas antes de sair disse que o Sawyer já estava no Caldeirão, talvez não fosse uma excelente ideia ir falar com ele, mas eu precisava saber quando a minha amiga iria chegar.

Decidi então que iria lá rapidinho e perguntaria a ele o motivo deles não terem vindo juntos, seria uma coisa rápida, e eu não teria que aturar ele muito mais tempo. Coloquei meu sobretudo por cima do vestido que eu usava. Ao sair no corredor notei que muitos alunos de Hogwarts estavam ali, alguns me cumprimentavam talvez por educação saiba que poucas pessoas ali me suportavam, e eu não dava a mínima para elas.

-Oh céus, qual era mesmo o numero do quarto que Dorothy havia me falado que eles ficariam? Realmente eu não conseguia me lembrar, me falhou totalmente da memoria, sabia que era um numero pequeno, talvez 005? Parei diante da porta que tinha como identificação “quarto 005” bati na porta, e nada. Provavelmente não tinha ninguém ali. Passei pela próxima porta e assim que iria bater uma senhora saiu de dentro do quarto, definitivamente não era aquele. Parei diante do quarto 003, seria aquele? –Toc toc. Bati duas vezes na porta e não obtive respostas, ao tocar na maçaneta, percebi que a porta estava aberta... Porque não entrar? Abri a porta lentamente e entrei no quarto, a mobília era idêntica a do que eu estava, havia peças de roupa jogadas pelo quarto, confesso que queria ter pensado duas vezes antes de entrar ali, realmente era o quarto de Dorothy e seu irmão. E aquelas roupas o pertenciam, o jovem bruxo que eu não suportava estava dormindo completamente sem roupa.

-Hmm, até que a visão não é tão ruim. Falei baixinho para o som não chegar até a criatura adormecida. Quando percebi estava admirando Sawyer, não por ele estar sem roupa, alias isso contava também, mas ele era diferente era o tipo de cara que eu queria como namorado. –Charlotte wolfthron olha o que você está pensando, você odeia esse garoto! Minha mente gritava comigo e eu precisava sair daquele quarto o quanto antes.

Mas ai que aconteceu o inesperado, tropecei em alguma coisa no chão uma merda de guarda chuva. - Oh merda! Ops, falei alto demais, Sawyer acordou no mesmo instante e eu fiquei totalmente sem reação senti o sangue em minhas bochechas, estava com muita vergonha. O menino me olhava com uma cara um tanto estranha. Eu tinha que sair dali imediatamente mas as minhas pernas não obedeciam o comando do meu cérebro –Er, me desculpe, eu não deveria ter entrado assim, maaas o que você está fazendo sem roupa? Estava comemorando algo com alguém? Só de pensar na Sonserina que Dorothy havia mencionado meu sangue fervia em minhas veias, mas eu não podia demonstrar ciúmes, ou pareceria uma tola. –Na verdade eu não quero saber, nem deveria ter perguntado isso, sua vida não me interessa. Só vim atrás de sua irmã como ela não está aqui, já vou indo.

Caminhei para a porta quando Sawyer entrou na minha frente, confesso que aquela situação estava me deixando constrangida, nunca tinha visto um cara nu bem na minha frente e ao vivo. Meu rosto corava ainda mais, e eu tentava manter meu foco em seu rosto, não queria abaixar as vistas.


NOTA -  Caldeirão furado
Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS


Charlotte Marie Wolfthorn
avatar
Varinha : Teixo, Pelo de Acromântula, 28 cm, Pouco Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 003

Mensagem por Sawyer von Stoichkov em Sex 30 Jan 2015, 13:16

[



ALL BY MYSELF…


[size=62] All by myself[/size]
[size=62]Don't wanna be[/size]
[size=62]All by myself[/size]
[size=62]Anymore[/size]
]


Mesmo dormindo, Sawyer sabia que deveria manter-se atento a qualquer barulho no corredor, Dorothy chegaria a qualquer momento, e o garoto, que estava dormindo totalmente nu, teria que trocar-se rapidamente. Em seu sonho, ele deliciava um enorme banquete junto de sua família, seus amigos, e a Charlotte.Todos estavam se divertindo. Sawyer e a Charlotte estavam [size=32]finalmente se dando bem, e por um minuto havia começado a acreditar em tudo aquilo, mas então uma voz o traz de para a realidade. Era uma voz que conhecia estranhamente bem, era a voz de Charlotte. Sawyer então, abriu os olhos e rapidamente levantou-se: - Sempre inconveniente, praga - disse Sawyer com um sorriso irônico. O garoto não se preocupou em vestir uma roupa, ele simplesmente caminhou até a garota e ficou entre ela e a porta, impedindo que ela saísse do quarto: - Poxa, ele é tão bonito, porque não quer olhar ?  - disse o garoto ao perceber que a garota estava tentando não olhar para seu pênis. Sawyer estava definitivamente fora de si, talvez tivesse percebido o quão feliz seria com a Charlotte ao seu lado, ele havia percebido que amava aquela garota: - te amo, Praga - disse Sawyer se aproximando do rosto quente da garota, e tudo começou a fluir em câmera lenta, até que suas línguas se encontraram, e dançavam no mesmo ritmo, como um passo de musica ensaiado.[/size][size=32] 


[addictional info.]
† [/size][size=32]Post[/size][size=32] #001[/size]
† Words: 271
† Tagged: Sawyer.
† Notes: ----
† Lyrics: All By Myself@ Celine Dion
Thanks, IT



Sawyer von Stoichkov
avatar
Cargo : Estudar.


Varinha : Videira, Pena de Fênix, 31 cm, Pouco Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 003

Mensagem por Sawyer von Stoichkov em Sex 30 Jan 2015, 13:19

OFF: se tiver algum erro, me avise que mais tarde eu corrijo, fiz esse post no celular. ç.ç
Sawyer von Stoichkov
avatar
Cargo : Estudar.


Varinha : Videira, Pena de Fênix, 31 cm, Pouco Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 003

Mensagem por Charlotte Marie Wolfthorn em Sex 30 Jan 2015, 19:59



Enfim, o amor!

Que ideia maluca de ir até aquele quarto, minhas pernas balançavam mais que folhas de palmeiras, era muito estranho aquela situação e por mais que eu quisesse ir embora eu não conseguia sair dali, era uma coisa muito mais forte que eu. Sawyer havia me pegado totalmente de surpresa, ele me amava. No fundo eu sempre soube disso e eu também o amava e por mais que fosse estranho e incoerente, eles não podiam ficar juntos, eles se odiavam até ontem se odiavam.

Sua boca era tão macia, eu sempre esperei por aquele beijo e por mais que me pegasse de surpresa, era diferente de qualquer um outro... Amor, talvez fosse aquilo um sentimento puro e que eu nunca havia sentido por ninguém. Então finalmente eu estava apaixonada, mas logo por ele.. A pessoa que eu me dediquei a odiar desde o dia que nos conhecemos. Ela retribuiu o beijo com todo carinho e intensidade. Nossas bocas se completavam, nossos corações batiam na mesma frequência.  

Me afastei de Sawyer mas que diabos aquele garoto havia feito comigo? Merda, merda, merda eu não conseguia mais raciocinar direito. E agora Charlotte? Eu havia o beijado, eu havia gostado do beijo. Eu o desejava, não não não! Aquilo estava totalmente errado, mas era aquilo que eu queria. - Eu te amo também, idiota! Era um alivio dizer aquelas palavras. Voltei a ficar frente a frente a Saw e daquela vez eu tomei a iniciativa, o beijei dessa vez o beijo foi com mais vontade e mais desejo, eu sentia necessidade dele.  

Precisei de forças para solta-lo e ir para o outro lado do quarto, minha respiração era ofegante e eu evitava olhar em seus olhos senti meu resto ficar ainda mais corado, respirei fundo ali não, não era o lugar. -Aqui não Saw, eu quero muito mas aqui não é o lugar que eu tinha em mente para isso, e a Dorothy pode acabar chegando. Eu fico aqui com você até ela chegar afinal temos muita coisa para conversar, mas por favor vista a sua roupa, não quero perder a concentração. Soltei uma gargalhada enquanto catava e jogava as roupas para ele.


NOTA -  Caldeirão furado
Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS


Charlotte Marie Wolfthorn
avatar
Varinha : Teixo, Pelo de Acromântula, 28 cm, Pouco Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 003

Mensagem por Sawyer von Stoichkov em Sab 31 Jan 2015, 14:03

[



BLUE JEANS


You were sorta punk rock, I grew up on hip hop
But you fit me better than my favourite sweater,
And I know
That love is mean, and love hurts
But I still remember that day
We met in december, oh, baby!
]


Talvez Charlotte era a única pessoa que Sawyer precisava ver naquele dia, agora tudo estava claro, Sawyer realmente amava aquela menina, e tudo o que queria era estar ao lado dela por vários dias, queria poder ficar abraçado com a garota para sempre, queria poder recompensa-la por todos os dias que ele a maltratou, mas naquele momento, tudo o que Sawyer poderia fazer era retribuir o beijo. Sawyer não imaginava que seu primeiro beijo seria em um quarto todo empoeirado, bagunçado e velho, mas estava feliz por ter sido com a garota que amava.
- Também acho, não quero apressar as coisas entre a gente, ontem mesmo nos odiávamos, e agora... – disse o garoto um pouco envergonhado, Sawyer vestiu-se e caminhou até a garota que estava do outro lado do quarto, e abraçou-a: - Deite-se um pouco comigo, Praga. -  Sawyer deu um selinho em Charlotte, e foi em direção a cama, deitou-se e começou a se mexer em busca de uma posição confortável no colchão irregular.
 


[addictional info.]
Post #003
Words: 271
Tagged: Sawyer and Charlotte
Notes: Ficou um post bem ruim, mas ok.  
Lyrics: Blue Jeans@ Lana Del Rey
Thanks, IT


Sawyer von Stoichkov
avatar
Cargo : Estudar.


Varinha : Videira, Pena de Fênix, 31 cm, Pouco Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 003

Mensagem por Dorothy von Stoichkov em Qui 05 Fev 2015, 17:23



Capítulo III
Férias.

Anotações:
Hypnos.

O ultimo lugar que eu gostaria de estar, era em um lugar fedorento, asqueroso, junto de um de meus irmãos. Por isso, ao sair do Expresso, tomei um rumo diferente dos demais alunos. Caminhar pelo Caldeirão era algo legal para passar o tempo. E muito mais legal, quando eu conseguia encontrar alguma bebida que não parecia xixi de basilisco. Charlotte passaria as férias no Caldeirão, e eu, juntamente com o meu. 

Quando percebi que já estava tarde o suficiente, e que, provavelmente Charlotte já estaria atrás de mim, caminhei até o quarto. 003 era o meu numero da sorte. Abri a porta sem muita expectativa, quando visualizei uma das cenas mais nojentas de minha vida. Sawyer e Charlotte, em um momento amoroso. Semicerrei os olhos, Olhando-os de cara feia, incrédula. — Mas o que é isso!? — Exclamei, enquanto dava passos pesados em direção a uma das camas. — Charlotte! Pode me explicar o que está acontecendo? por acaso este ouriço aidético te agarrou? — Mirei o olhar para Sawyer, olhando-o ferozmente. 

Estiquei o braço até o casaco, tirando minha varinha de dentro e mirando na cabeça do menino. — Não. Irei fazer algo muito melhor. — Proferi, deixando meu corpo bem próximo ao do sonserino. Meus olhos fitaram os do garoto. Meus lábios se abriram lentamente, e uma voz serena e suave saiu de um modo extremamente aveludado. — Você vai levantar desta cama, caminhar até a parede, e irá bater com a sua cabeça exatamente três vezes nela. — Ao término da fala, esbocei um sorriso maldoso. 

Não era novidade para ninguém que eu portava de uma das habilidades mais legais do mundo bruxo. O que acarretava inveja em algumas pessoas. Havia descoberto que portava da Hypnos anos antes, e havia conseguido aperfeiçoa-la a cada dia que passava. Depois de descoberta, nunca mais fiquei sem ervas. Já que sempre conseguia manipular algum fornecedor. Ao perceber Sawyer se levantar, sentei em sua cama, cruzando as pernas e virando o olhar para Charlotte. — Ficou doida? Até semana passada você quase bufava ao falar o nome do Sawyer. — Proferi. 

No fundo sentia um certo ciumes dos dois. Sentia-me receosa por Charlotte realmente gostar daquela criatura, cujo o nome era Sawyer. Charlotte era a unica pessoa no mundo em que eu confiava, era minha melhor amiga de todas as horas, e eu, certamente não queria dividi-la com ninguém. Era quase uma regra: o lado doce da vida sempre ficava com os outros, eu só conhecia o pálido, sem gosto e sem graça. Se fosse um hot dog, eu ficaria com o pão; se fosse um sorvete, a casquinha. Cruzei os braços na tentativa de disfarçar qualquer tipo de sentimento que se parecesse com o famoso ciumes.
Dorothy von Stoichkov
avatar
Cargo : "Estudante"


Varinha : Castanheira, Pena de Fênix, 32 cm, Pouco Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 003

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum