Parceiros e Afiliados
RPGs Parceiros
Afiliados em Geral

Quarto II

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quarto II

Mensagem por The Golden Compass em Qui 21 Maio 2015, 15:24



Quarto

Um local repleto de magia, calmo e aconchegante. Quando um bruxo coloca a mão na maçaneta, um quadro com número surge na porta. É preciso que o bruxo (a) escolha o número de pessoas que ficará no quarto e, dessa forma, o local se ajustará ao pedido do consumidor. Ou responder a quantidade correta de pessoas, mas de forma oral, informando a porta quantos ficarão no quarto. Quando abrem a porta é possível ver as cortinas negras e acinzentadas decorando o local. As grandes camas de colchões macios e lençóis escuros, uma caixa com velas em cima de uma mesa de mogno e cobertores grossos sobre a cama. Do outro lado do quarto era possível ver dois banheiros com cerâmica azul e prata, uma grande banheira, produtos de banho e toalhas.
 




The Golden Compass
avatar
Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por Penny Lane em Sex 22 Maio 2015, 03:25

† Excursão



Ficar na praça próximo a tantas pessoas acabara se tornando cansativo, Alícia e Thierry eram pessoas bem legais e divertidas, e basicamente isso que entediava Leon.
Andou de braços dados com Thierry, Mia e Alícia até a pousada onde aparentemente passariam a noite. Alícia foi a primeira a desaparecer, depois Mia e Thierry, ao se dar conta, já estava sozinha de novo.
A ruiva suspirou aliviada enquanto escutava o diretor da grifinória falar das regras e da pousada.
"Mia já deve ter arrastado o menino pro quarto" pensou, olhando de um lado para o outro procurando alguém com quem pudesse dividir o quarto. Seus olhos caíram sobre John, a ruiva havia evitado manter contato com o rapaz desde que se transformara, não queria machuca-lo e mesmo assim, sentia falta da companhia dele.
Acenou positivamente com a cabeça quando o jovem mostrou a chave do quarto logo após se aproximar. Mesmo sem entender o motivo dele te-la convidado, segurou em seu braço e o acompanhou.
Leon podia sentir o calor que erradicava do corpo de John, seus batimentos acelerados deixavam claro que ele estava chateado com alguma coisa, mas achou melhor deixa-lo tocar no assunto primeiro.
Pararam em frente a porta e Leon aguardou que John a abrisse, olhando para o corredor e vendo os alunos aparecerem aos poucos.
John entrou e em seguida a ruiva adentrou o quarto, fechando a porta a suas costas e olhando diretamente para a janela.
- Porque desapareceu assim ? - foi a primeira coisa que perguntou para ele, enquanto retirava aquele sobretudo que não servia para nada e jogava sobre a cama. A tatuagem de corvo no peito ficava um pouco a mostra por causa da regata preta que vestia, mas Leon nunca fizera questão de esconder. A ruiva andou até a janela e a abriu, sentindo o vento entrar no quarto, deixou um sorriso aparecer no canto dos lábios e se virou novamente para ele, se escorando na parede e sentindo o vento bater em seus cabelos.
- Eu senti sua falta - sussurrou, sabendo que John poderia ouvi-la perfeitamente. Desviou o olhar para o chão, sentindo pela primeira vez desde sua transformação uma sensação boa, quase como se estivesse viva de novo.




Penny Lane
avatar
Varinha : Teixo, Pelo de Acromântula, 27 cm, Inflexível


Lanmé

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por John C. H. Linsenbröder em Sex 22 Maio 2015, 08:46

Room Number 2

Ao terminarem de subir as escadas, John procurou a porta que tinha um número dois na porta. Sua voz trêmula e baixa disse, como que com medo do que aconteceria:

-Duas pessoas.

Colocou a chave na fechadura e com um clique a porta se abriu. Ele simplesmente ignorou qualquer detalhe no quarto e se aproximou de Leon. Esperou ela remover o sobretudo como o dele, abriu a janela e virou-se para ele. Logo que tudo aconteceu, John foi até ela e abraçou-a. Ignorou a pele gelada que encontrava suas mãos, seu rosto e atravessava o próprio sobretudo. Apertou-a forte, com poucas lágrimas escorrendo pelo rosto. Um sussurro fraco escapou-lhe da boca:

-Preciso de você.

As únicas palavras que ele tinha força para falar. Precisava dela para se manter na realidade aquele momento. Além do frio acentuado dela, um vento forte vinha da janela. Não se importava se atacassem-no, afinal a morte seria uma boa opção para ele agora. Ficou ali, encostado no ombro dela, chorando baixo.

Ela não entenderia o motivo do choro repentino, mas ela era a única que já o vira chorar alguma vez na vida. Sentia que podia confiar nela e que ela nunca o decepcionaria como tantas pessoas fizeram em sua vida. John estava feliz.


I fell like I'm walking a tightrope
John C. H. Linsenbröder
avatar
Cargo : Estudante


Varinha : Choupo, Fibra de Coração de Dragão, 33 cm, Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por Penny Lane em Sex 22 Maio 2015, 12:19

† Excursão



A ruiva se assustou com o súbito abraço de John, sabia que o rapaz poderia achar estranho sua pele fria, mas não se importava, gostava de estar com ele, e sabia que John não perguntaria sobre seu segredo
Leon passou a mão pelo rosto de John e sorriu, o corpo quente dele causava leves arrepios no seu.
- Eu sempre estarei aqui pra você. - sua voz estava saindo de forma sussurrante, mas não era de propósito. Desde sua transformação, essa era a primeira vez que Leon sentia algo que se aproximava a um sentimento.
- O que aconteceu ? - a ruiva parecia realmente querer saber qual era o problema, não gostava de ve-lo assim, e queria poder ajudar, mesmo sem saber como.




Penny Lane
avatar
Varinha : Teixo, Pelo de Acromântula, 27 cm, Inflexível


Lanmé

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por John C. H. Linsenbröder em Sex 22 Maio 2015, 12:53

Room Number 2

Leon aparentava certa distância dele, talvez pelo mesmo ter demorado para se comunicar dele. O frio de sua pele não diminuíra por um segundo sequer, então John soltou-a e abraçou a si mesmo, indo para outra direção do quarto. A voz dela parecia estar oca e sem sentimento, mas provavelmente era apenas outro efeito colateral das poções em excesso. Com a voz fraca, mentiu:

-Só estava... com saudades.

Sequer ele havia acreditado na mentira, porém a garota era seu único alicerce. O silêncio era quebrado ocasionalmente pelo assobio do vento que vinha da janela, que assoprava um vento frio. Leon, apenas de regata, aparentava não se importar com isso, como se o frio não existisse, porém ele entrava pelo sobretudo de John, então ele trancou a janela.

Andou até uma cadeira e se sentou, apoiando os braços em uma escrivaninha que tinha lá, e sua cabeça sobre os braços. A respiração curta e rápida mostravam a instabilidade do garoto. Porém nenhuma raiva, nenhuma explosão repentina. Nada a não ser angústia e tristeza. As lágrimas pararam de rolar de seu rosto.

Um leve calor percorria seu corpo, talvez pela janela fechada, então ele retirou o sobretudo. A Marca em seu braço esquerdo estava lá. Não se importava se Leon visse, afinal ela já sabia. Muito menos se importava se algum professor entrasse. Talvez fosse levado preso e terminasse tudo com o Beijo do Dementador. Porém inconscientemente ele apontou a varinha para o braço e conjurou, quase em um sussurro:

-Ferula!

Bandagens envolveram o braço do rapaz, escondendo aquilo que ele repudiava em si, mas que decidira seu futuro.


I fell like I'm walking a tightrope
John C. H. Linsenbröder
avatar
Cargo : Estudante


Varinha : Choupo, Fibra de Coração de Dragão, 33 cm, Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por Penny Lane em Sex 22 Maio 2015, 18:33

† Excursão




Viu John fechar a janela e não reclamou, não se sentia incomodada nem pelo calor e nem pelo frio. Acompanhou o movimento de John com os olhos, mas sem sair do local. A resposta de John não havia soado verdadeira, talvez fosse porque Leon podia escutar seus batimentos cardíacos e conseguia notar a diferença entre uma verdade e uma mentira, ou talvez o rapaz fosse apenas ruim em mentir. Estalou a língua e suspirou, não poderia obriga-lo a falar se não quisesse, mas não deixaria o assunto passar. 
Leon pensou por um momento em ir até John, mas balançou a cabeça negativamente e andou em direção da cama, se jogando de costas nela sorrindo. Havia visto o jovem enfaixar a marca negra, e de certa forma aquilo a irritou. 
- John, sabe que algum dia irão desconfiar desse seu braço enfaixado sempre, né ? - falou tranquilamente, olhando para o teto do quarto. Se apoiou nos cotovelos e sorriu em direção a ele. 
- Eu no seu lugar, mostraria essa marca com orgulho, e não esconderia... - Havia sido um comentário mais para ela do que para ele, mesmo assim, resolveu tocar no assunto.
- Me fale a verdade, John... O que te deixou desta forma ? -



Penny Lane
avatar
Varinha : Teixo, Pelo de Acromântula, 27 cm, Inflexível


Lanmé

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por John C. H. Linsenbröder em Sex 22 Maio 2015, 20:11

Room Number 2

A frieza das palavras de John o fincaram mais. Ele se esparramou na cadeira olhando o sorriso de Leon e se perguntava como ela ficara sem emoção em um tão curto período de tempo.

-Nada... - A voz soou fraca, quase inaudível. Nada...

Olhou novamente para o braço enfaixado e um olhar triste para ela, sussurrando novamente:

-Não.

A frieza da garota era absurda, os risos que ela dava feriam John cada vez mais. Ele havia se largado na cadeira e jogou os braços na lateral do corpo. Suspiros acompanhavam a respiração dele, a garota que estava deitada na cama não era Leon. Pelo menos não a mesma que ele conhecera que tinha medo de altura. Que era compreensível. Era uma garota rude, fria e que satirizava a dor dele. Repetiu mais uma vez em outro sussurro praticamente inaudível:

-Nada...


I fell like I'm walking a tightrope
John C. H. Linsenbröder
avatar
Cargo : Estudante


Varinha : Choupo, Fibra de Coração de Dragão, 33 cm, Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por Penny Lane em Sex 22 Maio 2015, 20:19

† Excursão



John não estava agindo como ele mesmo, Leon até tinha uma desculpa para estar diferente, mas acreditava que John não estava conseguindo acompanhar sua mudança. 
Enquanto olhava o rapaz, Leon pensava se era possível sentir o que sentia por ele novamente. "Talvez se eu o beija-lo" 
A ruiva estava desesperada frente sua situação, ganhara a imortalidade, mas perderá a unica coisa que um dia já havia sido dela, a capacidade de sentir, fosse ódio, paixão ou raiva... Não sentia mais nada. 
Suspirou e fechou os olhos, estava vazia era agonizante, se comparando quase a agonia da sede. 
A ruiva levantou da cama com um salto e andou em direção a John, sentando-se sobre a mesa de frente para ele.
- Me desculpe por ter sido insensível, estou apenas preocupada com você, queria poder te ajudar com algo - falou, olhava diretamente nos olhos de John, e pela primeira vez não demonstrava tanta frieza em suas palavras. Leon notou essa diferença, notou que quando o assunto era John, suas emoções começavam a aparecer, mesmo que fosse 1% delas. 
- Odeio te ver sofrer, John - falou quase em um sussurro, enquanto olhava para o braço enfaixado dele.



Penny Lane
avatar
Varinha : Teixo, Pelo de Acromântula, 27 cm, Inflexível


Lanmé

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por John C. H. Linsenbröder em Sex 22 Maio 2015, 21:46

Room Number 2

Um pouco de sentimentalismo falso inundou a voz dela. As desculpas que ela vomitavam derrubavam-se sobre John. Ele levantou-se fracamente e deu um sorriso para ela:

-Tudo bem...

Ele foi em direção a cama e despejou-se na cama. Virou para o lado oposto dela e encarou a parede. Queria apenas ficar em um sono de vários anos e acordar depois de tudo aquilo. A camiseta estava empapada de suor. Tentava manter imparcialidade, mas não conseguia.

Apertou o punho e sentia a dor perfurar sua pele. O sangue sujava os lençóis brancos e os olhos eram espremidos. Contou até dez. Colocou as mãos ensanguentadas no rosto e pensou, contando até dez novamente.

O barulho dos passos da garota não faziam efeito nele. O cheiro de sangue não fazia efeito nele. Ele estava amortecido. Ele não estava sentindo, e gostaria de continuar assim por um longo tempo.

Um leve barulho vinha da janela, porém ele sequer olhou. Tentava se distrair com o sangue que escorria pelo seu rosto. Sua respiração havia se normalizado.


I fell like I'm walking a tightrope
John C. H. Linsenbröder
avatar
Cargo : Estudante


Varinha : Choupo, Fibra de Coração de Dragão, 33 cm, Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por Penny Lane em Sex 22 Maio 2015, 22:02

† Excursão



A ruiva revirou os olhos ao ver a cena que John fazia, certo, todo aquele sentimentalismo realmente não era verdadeiro, mas Leon merecia pontos por estar tentando. 
Sentiu o cheiro de sangue vindo de John, seus olhos ficaram negros e suas presas apareceram, mas virou-se para a parede tão rápido, que sabia que ele não conseguia ter visto nada. Suspirou algumas vezes tentando manter a calma. 
- Sabe John, seu problema é que você ainda é uma criança. É talentoso, tem potencial e tudo ao seu favor conspira para que tenha um grande futuro a sua frente, mas você prefere agir como criança, ficar frustado por não ser como qualquer outro imbecil por ai. - suspirou deixando aquelas palavras saírem, não queria falar exatamente aquilo, mas falou. 
- Quer saber, vou dormir em outro lugar - Leon andou até sua cama e pegou sua mochila, o sobretudo e saiu do quarto, batendo a porta com força. 
- Agora eu só preciso achar a Mia - falou para si, andando de volta para o andar de baixo. 


Penny Lane
avatar
Varinha : Teixo, Pelo de Acromântula, 27 cm, Inflexível


Lanmé

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por John C. H. Linsenbröder em Sex 22 Maio 2015, 22:43

Room Number 2

A frieza da garota voltara a ser clara. Era fácil para ela dizer que querer ser alguém normal era imbecilidade, afinal ela era alguém normal. Ela dizia as coisas como se tornar-se alguém como aparentemente seria era algo bom. Dividia-se assim como sua própria família: sua mãe, uma Comensal sádica que sente prazer em torturar os outros. O outro era seu pai ministerial que sumira por vários anos.

O barulho da batida da porta não teve efeito nele. Ele apenas virou-se para o lado, vendo a máscara pelo vidro da janela. Se aproximou da mesma e olhou para o cabelo vermelho que caía pelos ombros da mulher. Olhou para ela sem expressão real pela primeira vez em sua vida. Os olhos dela brilhavam, então logo John fechou a cortina.

Voltou para a cama empapada de sangue e se jogou nela de novo, como um peso morto. Fechou os olhos e decidiu dormir, afinal teria um longo dia se aproximando. Mesmo ouvindo "toc" na janela, ignorou. Nada poderia atormentá-lo naquele momento. Sequer dor ele sentia naquele momento. Tudo que ele nutria sentimentos se afastavam a cada segundo e ele estava ali.

Sozinho.


I fell like I'm walking a tightrope
John C. H. Linsenbröder
avatar
Cargo : Estudante


Varinha : Choupo, Fibra de Coração de Dragão, 33 cm, Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por The Question em Sab 23 Maio 2015, 00:21



Comida.

A instabilidade de uma refeição podia ser algo benéfico para a mesma, porém infeliz para o ser humano. Um passo dentro do quarto e o cozinheiro percebeu manchas de sangue no lugar. Por mágica elas desapareceram, enquanto ele ajeitava as bandejas antes de sair novamente.
Dentro delas, várias carnes ensanguentadas estavam ali. Em uma delas macarrão com molho de tomate estava ali. Dentro de uma das jarras um líquido vermelho preenchia metade do recipiente. Nas outras suco de acerolas fora encantado para ficar tão vermelho quanto o líquido viscoso do primeiro jarro.
Neste carrinho não haviam doces, apenas um bilhete em um pergaminho envelhecido pelo tempo com o recado:

Sejam bem vindos a pousada do Porco. Lugar onde o nome é raramente dito, sempre caçoado, talvez, tachado de amaldiçoado, mas que sempre foi abençoado. Pedimos para que não saiam da pousada durante a noite e tomem cuidado com as janelas. Não nos responsabilizamos pro ataques vampirescos. Caso corpos sejam encontrados no quarto, o elfo doméstico fará a limpeza assim que os sobreviventes acordarem.


Atenciosamente,
Mr. Huxley fucinho de porco.





The Question
avatar
Varinha : ?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por Arânia M. Hoffen White em Sab 23 Maio 2015, 09:34




The itsy bitsy spider went up the water spout.


Enquanto caminhava pelos corredores, Arânia ouviu um barulho. Virou o rosto para o lado e percebeu que estavam batendo a porta com força, mas não entendia o motivo. A garota ainda procurava por sua aranha, a pequena Xania. Caminhou lentamente até o quarto, abriu a porta bem devagar e entrou. Ao olhar para frente pode ver uma mesa repleta de comidas avermelhadas. Arregalou os olhos, olhou para o menino, depois novamente para a comida. 
Você é um lobisomem? Quanta comida vermelha. Parece que o capiroto passou por aqui. — disse a garota, fechando a porta. Aproximou-se do garoto, sentando bem devagar na cama. — Ah, falando nisso, você viu uma caranguejeira por aí? Ela é azul...  
Arânia percebeu que o garoto não estava muito bem, talvez triste, chateado com algo. Respirou fundo, levantou da cama e pegou um pouco de suco. Arqueou a sobrancelha esquerda, revirou os olhos e pegou um cigarro dentro da bolsa. A expressão facial da sonserina foi se alterando lentamente, enquanto ela dava uma golada no suco e observava o corpo estirado na cama. — Você devia levantar, parece um morto. Não combina com a personalidade de garoto irritante que demonstrou a Rachel. Sua amiga está com a minha aranha, e eu a quero novamente. E vê se levanta dessa cama, sorria um pouco. Talvez você pense que não existem motivos para isso, porém, não custa nada tentar. Não fique sofrendo com dores de cotovelo, ou dores que a vida lhe proporcionou.   — respirou fundo, inclinando a cabeça lentamente para o lado. Arânia não gostava de ver as pessoas infelizes, pois isso a deixava triste. Revirou os olhos, depositou um beijo na cabeça do desconhecido e caminhou até a porta, logo saindo do quarto com suas aranhas. 



valeu @ carol!

Arânia M. Hoffen White
avatar
Varinha : Mogno, fibra de coração de dragão, 38 cm, rígida.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por The Question em Seg 01 Jun 2015, 16:38

POSTAGENS ENCERRADAS
The Question
avatar
Varinha : ?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por Penny Lane em Ter 09 Jun 2015, 18:21

Hospedaria

O passei na catedral havia sido de certa forma divertida. A chegada de Carrie e suas palavras para Mia e eu havia apagado todas as minhas dúvidas sobre ela saber o que eu era.
"Maldição, pontos em disface -5" pensava, enquanto entrava no quarto que eu dividia com John e me jogava na cama.
Encarei o anel que Mia havia me dado, era incrivel como aquela coisinha podia me ajudar a não morrer por causa do sol.
Era engraça ver como haviam me descoberto tão facil, eu havia tomado cuidado em não me aproximar da Carrie, para que ela não notasse a falta de batimentos cardíacos, mesmo assim ela me descobriu facilmente. Passei os dedos pálidos sobre o colar que havia ganhado enquanto pensava em quem poderia ter me entregado.
" Aquela Lufana poderia ter sentido meu cheiro, os lobisomens também, já que eu descobri tarde de mais quem eles eram.... Podem haver outros animagos, mas nenhum deles se aproximou de mim" Ficar pensando naquilo era perca de tempo, por mais que eu pensasse, não tinha como eu ter certeza de nada. Suspirei enquanto fitava o teto, torcendo para que John não aparecesse enquanto eu estivesse ali.






Penny Lane
avatar
Varinha : Teixo, Pelo de Acromântula, 27 cm, Inflexível


Lanmé

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por Madness T. Kathullu em Qui 11 Jun 2015, 01:32



A maioria dos quartos mais cheios já haviam sido rondados. Escolhi então um que apenas estava um casal... de irmãos. Abri a porta, dando de cara com uma ruiva que parecia meio enfurecida e com John, um sonserino que já tinha avistado pelos corredores do castelo e nas minhas aulas de quadribol. — E aeeeeeeeeeeeee! — Disse entrando no quarto. Cocei os olhos, já estava com um puta sono! — Vocês são irmãos, né? Bem, preciso perguntar se vocês vão transar? — E gargalhei, bocejando. — Não aprontem, tá? Agora preciso ir... boa noite. — Me despedi, por fim. Logo depois sai do quarto.
Madness T. Kathullu
avatar
Cargo : Fiscalizar a natureza


Varinha : Carvalho, Pelo de Acromântula, 29 cm, Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por The Question em Sex 12 Jun 2015, 16:53



Chegou a hora.

O céu finalmente ficara escuro, exceto por vários pingos brilhantes das estrelas que se espalhavam por ele. Aos poucos, por todas as janelas dos quartos, se via uma grande esfera prateada no céu se revelando por trás de algumas nuvens. A lua cheia clareava a praça da Cidade dos Vampiros e despejava seu esplendor por dentro de cada um dos quartos. O uivar de lobos era audível ao longe, além de gritos agonizantes que começavam lentamente, tomando maior intensidade a cada segundo. Um bilhete pelo senhor Focinho de Porco estava preso em cada uma das janelas sem cortinas:

Boa sorte.





The Question
avatar
Varinha : ?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por The Question em Qua 17 Jun 2015, 00:48

POSTAGENS ENCERRADAS
The Question
avatar
Varinha : ?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto II

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum