Parceiros e Afiliados
RPGs Parceiros
Afiliados em Geral

Quarto VIII

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quarto VIII

Mensagem por The Golden Compass em Qui 21 Maio 2015, 20:30



Quarto

Um local repleto de magia, calmo e aconchegante. Quando um bruxo coloca a mão na maçaneta, um quadro com número surge na porta. É preciso que o bruxo (a) escolha o número de pessoas que ficará no quarto e, dessa forma, o local se ajustará ao pedido do consumidor. Ou responder a quantidade correta de pessoas, mas de forma oral, informando a porta quantos ficarão no quarto. Quando abrem a porta é possível ver as cortinas negras e acinzentadas decorando o local. As grandes camas de colchões macios e lençóis escuros, uma caixa com velas em cima de uma mesa de mogno e cobertores grossos sobre a cama. Do outro lado do quarto era possível ver dois banheiros com cerâmica azul e prata, uma grande banheira, produtos de banho e toalhas.
 




The Golden Compass
avatar
Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto VIII

Mensagem por Frankie Bolter Schatten em Sex 22 Maio 2015, 12:21

Everytime I close my eyes…



It's like a dark paradise

Algo dentro de Frankie tentava dizer para esperar, mas ela não conseguia. Queria subir logo para o quarto e conhecer um pouco mais do grande hotel. Então correu como se estivesse louca, subindo as escadas e passando por seus colegas até chegar ao quarto desejado. Ela sentia-se como uma criança em noite de natal, elétrica e animada. Não conseguia parar. – Humm, deixa eu ver. São... Cinco. Girou a maçaneta e o respectivo número apareceu na porta, empurrou a mesma devagar. – Que bonitinho. Sibilou ao ver os detalhes do quarto. – Esses tons escuros lembram um pouco o meu quarto. Comentou com Georgie e entrou. – A cama perto da janela é minha. Jogou-se em cima da cama que ficava ao fundo, deixando sua bolsa cair no chão. Jogou o corpo para o lado e se levantou, enquanto seus amigos entravam no quarto. Grudou na janela e ficou observando a paisagem sendo coberta aos poucos pela neve. - Ein Männlein steht im Walde ganz still und stumm, es hat von lauter Purpur ein Mäntlein um. Batia as pontas do dedo no vidro da janela enquanto cantava baixinho uma cantiga infantil que sua mãe costumava cantar. - Das Männlein dort auf einem Bein Mit seinem roten Mäntelein. Fixou seus grandes olhos azuis na vegetação que movia-se no ritmo lento do vento e ia se embranquecendo aos poucos.

Frankie Bolter Schatten
avatar
Cargo : Adivinha?!


Varinha : Espinheiro-Negro, Fibra de Coração de Basilisco, 25 cm, Flexível.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto VIII

Mensagem por Taron Du Weldenvarden em Sex 22 Maio 2015, 15:28

Coloquei Elizabeth no chão, respirei fundo e olhei para a porta do quarto. Inclinei a cabeça para trás, franzi o cenho e bufei. Estava ficando cada vez mais frio ou eu estava adoecendo. Abri a porta do quarto para Elizabeth entrar e depois entrei em seguida. — Estava parado do fluxo, avistei uma novinha no grau, sabe o que ela quer? Me matar com um pedaço de pau. — cantei enquanto olhava para FrankiEstressadine. Dei de ombros, caminhei até a porta do banheiro e adentrei ao local.

O quarto era grande, bonito e aconchegante. Os banheiros pareciam ser limpos, bem cuidados. Tirei a camisa enquanto saia do banheiro, joguei sobre a cama do meio e levei uma das mãos até a nuca. Franzi o cenho, olhei para Elizabeth, depois para Frankie e pigarrei. — Será que tem uma cozinha aqui? Estou morto de fome. Poderia rasgar algo com os dentes. — esbocei um breve sorriso e me joguei na cama.

Fechei os olhos por alguns instantes, bocejei e arqueei a sobrancelha esquerda. Não sabia o que iria acontecer naquele momento, mas esperava que nenhum vampiro maluco entrasse no quarto, ou alguém com cabeça de porco. Já bastava o nome do lugar que não era nada bonito. —Por que colocaram esse nome estranho na pousada, vocês sabem? — estiquei as pernas sobre a cama, me apoiando nos braços, e abri os olhos. Era algo curioso, talvez existisse alguma história interessante por trás de tudo aquilo. Arquitetura, nome, recepcionista com nariz de porco, bode e um amasso. Revirei os olhos logo os fechando novamente, respirei fundo e comecei a cantarolar. — Fairy lady, who stands on the walls, fife is short and wait is long. The stars, away, dim with the dawn... — respirei fundo, me perdendo em lembranças muito antigas.
Taron Du Weldenvarden
avatar
Varinha : Espinheiro-Negro, Fibra de coração de quimera, 42 cm, rígida.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto VIII

Mensagem por The Question em Sex 22 Maio 2015, 23:34



Óinc!

Vários que entravam no lugar tinham dúvidas em relação ao que a cidade ofereceria-os, sobre quem eram ou mesmo sobre coisas mais estranhas, como o nome do local. O cheiro de porco era evidente do carrinho que o cozinheiro carregava. Ao entrar no quarto percebeu uma conversa, então deixou o carrinho próximo a uma mesa e se retirou com uma pequena reverência.

Dentro de cada bandeja encontravam-se diferentes receitas que tinham como principal ingrediente o que dava nome ao lugar. Pernis suculentos, bistecas e lombos de porco se distribuíam em boa quantidade em cada um dos recipientes em que estavam dispostos.
Sucos róseas se espalhavam pela mesa, porém estes tinham sabores diversos. Próximo a uma das jarras uma caixa redonda rosa com pequenos círculos mais escuros no centro continha pequenos muffins também rosas, que imitavam perfeitamente focinhos de porco. Na lateral da caixa, um pequeno pergaminho de cor parecida com os dos sucos estava dobrado, e continha o recado:

Sejam bem vindos a pousada do Porco. Lugar onde o nome é raramente dito, sempre caçoado, talvez, tachado de amaldiçoado, mas que sempre foi abençoado. Pedimos para que não saiam da pousada durante a noite e tomem cuidado com as janelas. Não nos responsabilizamos pro ataques vampirescos. Caso corpos sejam encontrados no quarto, o elfo doméstico fará a limpeza assim que os sobreviventes acordarem.


Atenciosamente,
Mr. Huxley fucinho de porco.





The Question
avatar
Varinha : ?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto VIII

Mensagem por Frankie Bolter Schatten em Sab 23 Maio 2015, 09:35

Everytime I close my eyes…



It's like a dark paradise

Estava entretida com a paisagem quando seu transe fora quebrado pela entrada de mais dois colegas de quarto, Taron e Elizabeth.  Sentou-se na cama, inclinou o corpo para baixo e pegou sua bolsa. Retirou da mesma uma pequena agenda e fez algumas breves anotações. Retirou os anéis, pulseira e brincos, e os colocou em cima da cômoda que fica ao lado da cama. Entortou os lábios e respirou fundo, logo direcionou seu olhar para Elizabeth. – Olá, não tive tempo de me apresentar corretamente. Sou a Frankeline, mas chame de Frankie se quiser. Cumprimentou a lufana e seguiu para o banheiro, ignorando a presença de Taron. Depois de um banho bem quente, Frankie vestiu-se com short e blusa azul marinho e saiu do banheiro. Sorriu para Georgie e colocou sua bolsa no canto da cama. – DW... Aproximou-se do garoto, inclinou o corpo por cima da cama do mesmo, pegando um grande livro de capa negra que se encontrava na prateleira. Jogou em cima do sonserino e sentou-se ao seu lado. - The Flying Pig Inn – Nossa história. É só ler. Passou o indicador sobre a capa do livro e esboçou um sorrisinho desdenhoso. – Então, Georgie, vi uma loja especializada em jujubas quando estávamos a caminho da hospedaria. Podíamos passar nela amanhã. Comentou com sua amiga, pois sabia da paixão que a mesma tinha por tais doces. Enquanto fala, fora interrompida por um dos funcionários que trazia consigo uma bandeja repleta de guloseimas. – Falando em porquinhos. Sorriu para o funcionário, mas antes que pudesse agradecer, o mesmo se retirou como um raio do quarto. – Esse pessoal daqui consegue ser mais estranhos que o tio Dio. Deu de ombros e observou as variedades que preenchiam a bandeja. Fixou os olhos nas bolinhas rosas até perceber que se tratavam de bolinhos. – Que legal, cadê a Cora?! Ela acharia isso engraçado. Pegou um dos bolinhos e a aproximou do nariz. – São muffins. Deu uma mordida no bolinho e pegou o cartão que havia ao lado da bandeja. – “Sejam bem vindos a pousada do Porco. Lugar onde o nome é raramente dito, sempre caçoado, talvez, tachado de amaldiçoado, mas que sempre foi abençoado. Pedimos para que não saiam da pousada durante a noite e tomem cuidado com as janelas. Não nos responsabilizamos pro ataques vampirescos. Caso corpos sejam encontrados no quarto, o elfo doméstico fará a limpeza assim que os sobreviventes acordarem.” Leu o recado imitando um sotaque sem sentido, depois começou a gargalhar. Mas logo suas risadas foram cortadas ao lembrar-se do último trecho do recado. – Que horror. Olhou para a janela perto de sua cama e encolheu-se perto de Taron. – Alguém vai trocar de cama comigo. Não fico ali nem morta.

Frankie Bolter Schatten
avatar
Cargo : Adivinha?!


Varinha : Espinheiro-Negro, Fibra de Coração de Basilisco, 25 cm, Flexível.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto VIII

Mensagem por The Question em Seg 01 Jun 2015, 16:37

POSTAGENS ENCERRADAS
The Question
avatar
Varinha : ?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto VIII

Mensagem por Marien P. Griffonwood em Qua 10 Jun 2015, 23:34

a lovely afternoon tea
A
ssim que tudo foi dividido todos os monitores subiram com rapidez, afinal todos sabiam o que ia acontecer e isso assustava um pouco. Bom, o primeiro quarto era o da Frankie com mais outro pessoal, talvez esse fosse um dos quartos mais tranquilos que iria fazer ronda naquela noite e isso a deixava aliviada, mas preocupada por não saber o que viria pela frente e nem como ia proceder.
Aproximou-se em passos lentos até a porta e bateu na mesma de leve, as bochechas vermelhas e as mãos trêmulas com um toque de timidez. Mas, era necessário e respirou fundo esperando que alguém abrisse a porta, mas como demoraram tanto que a ruiva abriu a porta devagar já que tinha permissão para isso.

- Boa Noite, é apenas uma ronda normal. - Deu passo para frente e metade do.corpo entrou no quarto. - Não aprontem, Ok? Ok.

A menina riu sem graça e passou os olhos pelo quarto e assim saiu.
Marien P. Griffonwood
avatar
Cargo : Goleira da Grifinória


Varinha : Nogueira-negra, Pelo de Unicórnio, 31 cm, Bastante Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto VIII

Mensagem por The Question em Sex 12 Jun 2015, 16:53



Chegou a hora.

O céu finalmente ficara escuro, exceto por vários pingos brilhantes das estrelas que se espalhavam por ele. Aos poucos, por todas as janelas dos quartos, se via uma grande esfera prateada no céu se revelando por trás de algumas nuvens. A lua cheia clareava a praça da Cidade dos Vampiros e despejava seu esplendor por dentro de cada um dos quartos. O uivar de lobos era audível ao longe, além de gritos agonizantes que começavam lentamente, tomando maior intensidade a cada segundo. Um bilhete pelo senhor Focinho de Porco estava preso em cada uma das janelas sem cortinas:

Boa sorte.





The Question
avatar
Varinha : ?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto VIII

Mensagem por The Question em Qua 17 Jun 2015, 00:47

POSTAGENS ENCERRADAS
The Question
avatar
Varinha : ?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto VIII

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum