Parceiros e Afiliados
RPGs Parceiros
Afiliados em Geral

Quarto IX

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quarto IX

Mensagem por The Golden Compass em Qui 21 Maio 2015, 20:32



Quarto

Um local repleto de magia, calmo e aconchegante. Quando um bruxo coloca a mão na maçaneta, um quadro com número surge na porta. É preciso que o bruxo (a) escolha o número de pessoas que ficará no quarto e, dessa forma, o local se ajustará ao pedido do consumidor. Ou responder a quantidade correta de pessoas, mas de forma oral, informando a porta quantos ficarão no quarto. Quando abrem a porta é possível ver as cortinas negras e acinzentadas decorando o local. As grandes camas de colchões macios e lençóis escuros, uma caixa com velas em cima de uma mesa de mogno e cobertores grossos sobre a cama. Do outro lado do quarto era possível ver dois banheiros com cerâmica azul e prata, uma grande banheira, produtos de banho e toalhas.
 




The Golden Compass
avatar
Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto IX

Mensagem por Giulia Beatrix Silthrim em Sex 22 Maio 2015, 14:11

SEE YOU AGAIN


Meus olhos estavam doloridos, talvez fosse o sono, não sabia dizer. A sonserina me emprestou a chave e disse que iria para a cozinha com Arânia. Afirmei com a cabeça, caminhei até o quarto nove e passei as mãos na porta. Não sabia como ativava aquilo e estava impaciente. Mordisquei os lábios, respirei fundo e sorri. — Um quarto para 5 pessoas. — suspirei, coloquei a mão na maçaneta e adentrei ao local. Cinco camas grandes e bem arrumadas. Dois banheiros, cobertores e travesseiros. O local era muito bonito. Encostei a porta, caminhei até a cama que estava ao lado da janela e me deitei. Aquela era uma das janelas, pois tinham duas. Puxei o cobertor negro, cobrindo no máximo até minha cintura. Pressionei o rosto contra o travesseiro, bufei e dei um soco na cama.
Levantei-me, dando um pulo e abri a bolsa. Joguei algumas coisas em cima da cama até a achar minha roupa de dormir. Peguei um blusão azul marinho e o vesti, depois coloquei um short pequeno e preto. Meus pés ainda estavam cobertos pelas meias, então não sentiriam frio. Sentei na cama, depois me deitei de bruços e estiquei os braços. Parecia uma rã, toda esticada na cama. Fechei os olhos bem devagar, mantendo o corpo daquela forma. Alguns minutos se passaram e eu já estava de lado, depois, de bruços. Não conseguia ficar parada na cama. — Droga... estou com fome.
Algo começou a se mover dentro da bolsa. Franzi o cenho demonstrando curiosidade, mas não levantaria novamente da cama. Suspirei, esfregando os dedos nos olhos e tossi. Logo avistei uma bola azul sair de dentro da outra bolsa. Uma bolsa que eu não me lembrava de ter levado. Arregalei os olhos, deixei um sorriso bobo transparecer e fiz um breve sinal com a mão para ele vir até mim. Era Blue, meu pufoso. A criaturinha entrou novamente na mochila e se escondeu. Revirei os olhos, afundei o rosto na cama, juntei as pernas, fazendo meu corpo subir e descer. Encostei o rosto e os joelhos na cama, depois fechei os olhos e bufei.



Giulia Beatrix Silthrim
avatar
Cargo : Estudante


Varinha : Videira, Pelo de Acromântula, 28 cm, Pouco Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto IX

Mensagem por The Question em Sex 22 Maio 2015, 23:18



Comida.

Carinho e fofura era parte vital de algumas pessoas, e algumas refeições, é claro. Um cheiro adocicado saía do carrinho de alimentos que era dirigido até o quarto de número nove. Ao entrar deixou-o próximo a porta e logo saiu. Bebidas rosas e azuis enchiam taças na estrutura. Uma grande moranga completa por camarões suculentos enfeitava o lugar, que ao lado continha um pote com molho agridoce e do outro frango cortado em pequenos cubos. Os pratos tinham pequenos montes de arroz em formato quadrangular com salpicadas de gergelim em cima.
Uma caixa feita de veludo, que estava encostada em um grande abacaxi aberto com tiras cortadas e presas por uma pequena linha amarela, continha dentro cupcakes com coberturas coloridas e pequenos brigadeiros entre estes. Em frente a caixa, um bilhete estava preso com um pequeno laço feito com uma tira prateada. Nele se seguia a seguinte mensagem:

Sejam bem vindos a pousada do Porco. Lugar onde o nome é raramente dito, sempre caçoado, talvez, tachado de amaldiçoado, mas que sempre foi abençoado. Pedimos para que não saiam da pousada durante a noite e tomem cuidado com as janelas. Não nos responsabilizamos pro ataques vampirescos. Caso corpos sejam encontrados no quarto, o elfo doméstico fará a limpeza assim que os sobreviventes acordarem.


Atenciosamente,
Mr. Huxley fucinho de porco.





The Question
avatar
Varinha : ?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto IX

Mensagem por Arânia M. Hoffen White em Sab 23 Maio 2015, 09:06




The itsy bitsy spider went up the water spout.


Arânia estava triste, chateada e desiludida. A garota pensava que nunca mais veria suas amiguinhas, mas ainda restava um pequeno ser dentro de sua mochila. Subiu as escadas rapidamente ao lado de Mabelle, mas a loira se desviou no caminho. Ao chegar no quarto escolhido, bateu duas vezes na porta até que ela se abriu. Os olhos de Arânia brilharam ao ver a Xavasca com Giulia. Bateu a porta, levantou os braços e correu até a menina. — XAVASCA MINHA! — jogou o corpo sobre o de Giulia, tirando a tarântula da garota. Levou a aranha até o rosto e sorriu. A criaturinha passava pelo rosto de Arânia, depois se enfiava nos cabelos da menina até chegar a seu ombro. — Obrigada. Eu te dei a Xavasca e você cuidou muito bem dela. Xavasca tá gradecida.  
A sonserina caminhou pelo quarto, escolheu uma cama e se sentou. Giulia parecia não entender o que a menina estava dizendo, mas Arânia não se importava muito. Abriu a bolsa, pegou um vidro e sorriu. — Xavasca, diga olá para a filha da Xania. A Xaninha. — a menina abriu o pote, colocando o filhote de caranguejeira azul na cama. Ao olhar para o lado percebeu que tinha uma mesa repleta de comida. Levantou-se bem devagar, tentando aproximar o corpo da mesa. — De onde isso surgiu? — inchou as bochechas, revirou os olhos e pegou um camarão. Ela mastigava devagar, sentindo o gosto saboroso daquele fruto do mar. — Olha, aqui tem abaxaqui. Não, cabaxi, digo... Abacaxi? — pegou um prato de arroz com gergelim, alguns camarões e se sentou na cama. Voltou a comer, sempre olhando para as duas aranhas. 
A sonserina percebeu que algo estava saindo da bolsa de Giulia. Um bicho azul, peludo, mas ela não conseguia ver o que era. Será que Xania também estava ali? Arânia ficou de pé na cama e começou a pular. — XANIA, É VOCÊ? APAREÇA, DÊ SINAL DE VIDA, A XANINHA TÁ AQUI, Ó. — logo a criatura se revelou, mas não era Xania, e sim Blue, o pufoso azul de Giulia. Arânia voltou a comer, depois colocou o prato sujo na parte de baixo da mesa, pegou Xavasca e Xaninha e caminhou até a porta. — Irei atrás da Xania, okay? Vê se levanta dessa cama, respira, faz uounnn. A energia está ficando ruim, truta. — colocou as aranhas nos ombros e saiu do quarto gritando. — ALGUÉM VIU MINHA XANIA POR AÍ? 


valeu @ carol!

Arânia M. Hoffen White
avatar
Varinha : Mogno, fibra de coração de dragão, 38 cm, rígida.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto IX

Mensagem por Knox G. Adler Bouguereau em Sab 23 Maio 2015, 09:59


Fiquei certo tempo com Cora perto da recepção, até perceber que Giulia não estava mais lá. Franzi o cenho e deixei as meninas. A escada e o corredor estavam uma putaria só, um entra e sai que irritaria qualquer um. Caminhei toda certeza pelo corredor, mas me ferrei. Qual era o número do quarto? Porra... Um estalo em minha mente e lembrei: nove. Quando me aproximei para abrir a porta, Arânia conseguiu ser mais rápida. Abriu a porta e saiu gritando algo sobre a xania dela. – Que isso, véi? Ô, Arânia... Volta aqui. Você me ouviu? Nem ela. Balancei a cabeça de forma negativa e entrei no quarto. Consegui esbarrar no carrinho de serviço de quarto e quase arrebentar o pé na quina da mesa. – PUTA... Que paril. Cai na cama e fechei os olhos, estava doendo pra caralho. Ergui a cabeça e não vi ninguém, levantei-me e pude enxergar Giulia em meio aos lençóis. Ela parecia um novelo de lã. Tirei a capa e joguei no chão, minha cota diária de Drácula excedeu 100% do pacote. Traduzindo... Cansei de ser vampiro por hoje. Esfreguei o rosto e não perdi tempo, peguei um dos doces, um brigadeiro pra ser mais especifico. Joguei para o alto e peguei com a boca. – Giulia, já tá dormindo, loirinha? Enfiei-me embaixo dos lençóis e fui rastejando por cima dela, até aproximar meu rosto ao dela. Mordi seu queixo, depois a beijei. – O que foi? Voltou a ficar emo ou só cansada? Deslizei a mão por baixo da blusa de Giulia, parando em suas costas. – Você comeu alguma coisa? Tá com cara de quem não comeu nada. Virei de lado, saindo de cima dela. Sentei na cama e a puxei para que sentasse ao meu lado. – Levanta, levanta... Vambora que você precisa comer algo. E se continuar lerda desse jeito, vou ter que te arrastar para o banho comigo. Deixei um sorriso malicioso escapar e dei um beijo em sua testa.
Knox G. Adler Bouguereau
avatar
Varinha : Espinheiro-Negro, Pelo de Rabo de Quimera, 28 cm, Inflexivel


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto IX

Mensagem por Rachel E. Du Weldenvarden em Sab 23 Maio 2015, 10:21



Quer que eu diga o que tão bom?! É sair para um passeio em que você, simplesmente, achava que não daria certo e no final das contas, perceber que tudo está se saindo muito bem. Conheci os amiguinhos do meu irmão, gente nova e ganhei um bichinho de estimação. Xania! Xania até daqui a pouco, por que é claro que vou mudar o nome dela. – Vou pensar em um nome bem legalzinho pra você. Ownn, coisinha fofa da Rachel. – Olhei para os lados e entrei no quarto com a aranha na mão. Knox e Giulia estavam lá, sentados e agarradinhos. Acho que os dois são namorados, mas, ao mesmo tempo, acho que é uma bagunça; pois como uma namorada deixa o namorado ser beijado por outra garota?! Somente ser for louca, mas isso não é problema meu. Não por enquanto.

Estava com fome, muita fome e aproveitei que eles já haviam pedido nosso lanchinho. – Vocês são rápidos, já pediram a comida. – Arregalei os olhos quando vi aquela sedução picadinha na bandeja com toda sua sensualidade e gostinho único. – ABACAXI!!!!!!!!!!! PEDIRAM ABACAXI!!!! – Coloquei a aranha na bandeja e pulei em cima de Knox e Giulia. – AI QUE LINDO, GENTE! QUE ATITUDE, CORVINOS! AIN, O QUE DIZER DE VOCÊS QUE CONHEÇO A POUCO TEMPO, MAS JÁ CONSIDERO PAKAS?! – Beijei a bochecha de Knox, depois a de Giulia e volte para perto da bandeja. Peguei um paro e enchi de abacaxi, peguei todos praticamente e alguns cupcakes. Corri para a cama com o prato e a aranha.

Tudo estava girando, coloridos, gostosos, deliciosos... – A-I-N Q-U-E GOS-TO-SO! – Falei bem pausado e gemendo, enquanto degustava o abacaxi. – Gente, é a melhor fruta do mundo. – Falei com os corvinos. Passei o indicador na aranha e gargalhei. – Querem passar o dedo na minha aranha?! AH! Vocês podem me ajudar com um novo nome pra ela. – Arquei a sobrancelha e dei de ombros. – Já que ela foi abandonada, tem quem cuide agora.


Rachel E. Du Weldenvarden
avatar
Varinha : Nogueira-negra, Fio de Cabelo de Veela, 29 cm, Inflexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto IX

Mensagem por Giulia Beatrix Silthrim em Sab 23 Maio 2015, 11:57

SEE YOU AGAIN


Virei o rosto para o lado, sentindo a mordia e beijo de Knox. Esbocei um leve sorriso, fechei os olhos e me encolhi ao sentir a mão dele. Ele me puxou para seu lado, fazendo com que eu sentasse. Arregalei os olhos ao ouvir o último comentário de Knox e ri baixinho. Sentia-me bem ao lado dele, mas não queria confessar isso para mim mesma. Respirei fundo, umedeci os lábios e olhei para a mesa. — Nossa, quanta comida. Quem trouxe tudo isso? — franzi o cenho e pendi a cabeça para o lado. Tentei me levantar, mas Rachel foi mais rápido e se jogou em cima de nós.  Arregalei os olhos, gargalhei e olhei para Knox. Era bom ver que eles estavam animados. Olhei para a aranha azul, me lembrando que Arânia tinha passado no quarto para procurar o animalzinho. — Rachel, a Arânia estava procurando por ela. A Xania, não é? Ela pegou a tarântula que estava comigo. E disse que a Xaninha estava com saudades da mãe, algo assim... — revirei os olhos, sem entender o que estava dizendo. Arânia era louca e amava aranhas, mas seu jeito me deixava confusa.  Blue se esticava na outra cama, rolando de um lado para o outro. Levantei-me, peguei um dos brigadeiros e levei até a boca. — Ei, Blue, está com fome? Não? Ah, mas não suma, ok? — mordisquei o lábio inferior, peguei outro brigadeiro e me aproximei de Knox. Sentei no colo garoto e me encolhi, deitando a cabeça em seu ombro. Levei o brigadeiro até os lábios de Knox, o fazendo comer. Gargalhei ao perceber que tinha sujado a boca do garoto com o chocolate, fechei os olhos e bufei. — Ah, desculpa. Ficou parecendo àquelas criancinhas que não sabem comer direito.
Olhei fixamente para os olhos de Knox e toquei a ponta dos dedos na bochecha do garoto. Respirei fundo, mordisquei seu lábio inferior e puxei bem devagar. Coloquei uma das mãos no rosto do corvino, dando um beijo intenso em seus lábios. Empurrei o corpo de Knox para trás, sentei sobre ele, me inclinei para frente e voltei a beijá-lo. Coloquei as mãos de Knox para cima, entrelaçando meus dedos nos dele, ainda beijando seus lábios.



Giulia Beatrix Silthrim
avatar
Cargo : Estudante


Varinha : Videira, Pelo de Acromântula, 28 cm, Pouco Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto IX

Mensagem por Knox G. Adler Bouguereau em Seg 25 Maio 2015, 14:35


Fiquei olhando para Rachel tentando entender o motivo de tanta excitação pelo abacaxi, mas não consegui. Não tinha explicação para a série de gemidos que a garota dava enquanto comia a fruta. Balancei a cabeça, voltando à realidade e comecei a rir daquilo. – Vai devagar, Rachel... Tá escorrendo ai. Gargalhei. Giulia falava com seu animal de estimação, um pufoso azul, quando – do nada – sentou-se em meu colo. Levou um dos brigadeiros até minha boca e eu o peguei, comecei a rir junto de Giulia devido a minha boca lambuzada de chocolate. – Fiquei, agora você tem que limpar... Afirmei com um sorriso malicioso nos lábios. E não é que ela levou a sério? Correspondi seu beijo e inclinei o corpo para trás, caindo deitado na cama. Deslizei minhas mãos por suas coxas, bunda até sua cintura, enquanto a beijava. Não sei o que tinha acontecido com ela, mas não besta de interromper para perguntar. Ainda estava com meus dedos entrelaçados aos dela quando me virei, ficando sob ela.  Depositei alguns beijos em seu pescoço, entre seus seios e barriga, onde finalizei com uma mordida próxima ao seu umbigo. Sorri e apoiei meu queixo na barriga de Giulia. – É assim que gosto de te ver. Sem lágrimas ou aquele olhar triste. Passei a ponta do indicador por sua coxa, desenhando círculos imaginários. Ergui os olhos na direção de Rachel e franzi a testa. – Acho que ela não se importa, está ocupada demais com o abacaxi. Então... Sussurrei para Giulia e mordi os lábios. Dei um tapa de leve em sua coxa, depois comecei uma sequencia de cócegas na corvina. – Vamos ver se você é boa de acordos, loirinha. Topo parar se você me oferecer algo em troca. Aproximei os lábios da orelha de Giulia e sorri. – Algo muito interessante... Mordi sua orelha, depois voltei a beijá-la sem parar de fazer cócegas.
Knox G. Adler Bouguereau
avatar
Varinha : Espinheiro-Negro, Pelo de Rabo de Quimera, 28 cm, Inflexivel


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto IX

Mensagem por The Question em Seg 01 Jun 2015, 16:37

POSTAGENS ENCERRADAS
The Question
avatar
Varinha : ?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto IX

Mensagem por Madness T. Kathullu em Qui 11 Jun 2015, 01:19



Meus pés doíam por ter andado o dia inteiro. Na verdade eu só queria um belo banho, com meus pés lindos repousados em água morna, mas por conta de Klaus, rondas deveriam ser feitas para evitar putarias marotas. Escolhi um quarto que estava mega lotado. Saí abrindo a porta, encarando os alunos que estavam ali. A maioria tinha minha idade e eu os encarei meio noiada por um tempo. Encostei a porta, abrindo um sorriso. — E aí, galera... — Caminhei até próximo deles, vendo o carrinho de comida com alguns restos de camarão que deveriam ser do dia anterior, peguei alguns, comendo. Eu amava camarão. — Nossa, isso aqui tá muito bom. — Dizia de boca cheia. — Não vou atrapalhar vocês, mas... não transem, tá? — E abri um sorrisão, saindo do quarto.
Madness T. Kathullu
avatar
Cargo : Fiscalizar a natureza


Varinha : Carvalho, Pelo de Acromântula, 29 cm, Flexível


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto IX

Mensagem por The Question em Sex 12 Jun 2015, 16:53



Chegou a hora.

O céu finalmente ficara escuro, exceto por vários pingos brilhantes das estrelas que se espalhavam por ele. Aos poucos, por todas as janelas dos quartos, se via uma grande esfera prateada no céu se revelando por trás de algumas nuvens. A lua cheia clareava a praça da Cidade dos Vampiros e despejava seu esplendor por dentro de cada um dos quartos. O uivar de lobos era audível ao longe, além de gritos agonizantes que começavam lentamente, tomando maior intensidade a cada segundo. Um bilhete pelo senhor Focinho de Porco estava preso em cada uma das janelas sem cortinas:

Boa sorte.





The Question
avatar
Varinha : ?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto IX

Mensagem por The Question em Qua 17 Jun 2015, 00:48

POSTAGENS ENCERRADAS
The Question
avatar
Varinha : ?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto IX

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum